Meios de recebimento de vendas para autopeças?

Uma grande questão que as autopeças precisam resolver já no início das suas atividade e que podem ter grande impacto no seu negócio são as formas de recebimento das vendas (ou formas de pagamento oferecido para o cliente).

Hoje existem diversos meios de pagamento/recebimento para autopeças os mais variáveis que pode se imaginar, porém, é necessário que leve sempre em consideração as taxas de transação, quanto você paga nas vendas á vista, á prazo e/ou parcelado.

Se a venda será débito ou crédito (acredite, isso também tem diferença) e qual o tempo que você irá receber esse valor na conta corrente da sua empresa, afinal, os valores das vendas tem impacto direto no seu poder de negociação e compras, então fique atento e leia esse artigo até o final.

Quais meios de pagamento disponíveis para autopeças?

Hoje como mencionado acima, existem diversos meios de pagamentos, para não deixar esse texto muito extenso, vamos selecionar os principais aqui para vendas em loja, levando em consideração que para vendas online existem diversas outras formas de se receber ok?

Principais meios de pagamento:

Para falarmos dos principais meios de pagamento vamos analisar, valor do aluguel (anual) ou valor de compra, taxas para pagamentos, á vista, crédito a vista (30dd) crédito parcelado e porcentagem por parcela adicional, vale ressaltar que, no caso de haver taxa adicional por parcela, essa taxa deve-se ser somada à taxa de venda  à crédito 30dd, vamos exemplificar mais adiante.

Separamos os meios de pagamento que estão mais em destaque nos últimos dias para que você não fique com dúvidas, caso haja algum outro meio de pagamento não exemplificado neste artigo basta você seguir a tabela abaixo para ter um comparativo com a máquina que você deseja conhecer melhor.

Principais máquinas de cartão para autopeças

Pagseguro;

Mercadopago;

Safrapay;

Sumup;

Cielo;

Rede;

Getnet;

Stone.

Veja a tabela abaixo todos os modelos de máquinas, taxas meios datas de recebimento e tipos de conexões (3G/4G/Wi-Fi).

Principais meios de pagamento

Obs: No caso da maquininha ofertada pela empresa Safra (safrapay) o cliente tem um limite mínimo de faturamento por modelo de máquina, no caso do exemplo acima, é necessário o faturamento mínimo de 7 mil reais dentro dos 40 dias iniciais. Caso não ocorra, o cliente paga uma taxa de 100,00 (cem reais) e pode ser retirada a maquininha.

A máquina da Rede, segue quase o mesmo exemplo da Safrapay, também tem um limite para faturamento de 5 mil reais, caso o cliente não alcance o fluxo de vendas terá que pagar o aluguel de 69,90 (sessenta e nove reais e noventa centavos.

Quanto custa a maquininha de cartão

Meios de recebimento de vendas para autopeça

Levando em consideração que a sua autopeças tenha um bom fluxo de vendas e mensalmente consegue vender mais que 7 mil reais exigidos pela Safrapay e 5 mil da máquina da Rede, em questão de valor para compra/aluguel, essas duas são (Safrapay e REDE) as mais vantajosas, visto que são isentas. Porém, esse é apenas a ponta do iceberg, vamos seguir analisando.

Quais taxas das máquinas de cartões?

A máquina de cartão Sumup e a Safrapay são que possuem melhor taxa para venda á vista, sendo apenas 1,90% por venda. Infelizmente a Stone não informa taxas em seu site, visto que existem planos personalizados para cada possível cliente, então vamos desconsiderar as informações nesse comparativo.

Qual prazo para receber compras à vista da máquina de cartão?

Em sua maioria, as empresas de máquina para recebimento, disponibilizam contas digitais vinculadas às suas máquinas, dessa forma o processo de liberação do valor da venda à vista é de até 1 hora em alguns casos. Em outros casos fica em torno de 2 dias. Existem também alguns planos que o empreendedor por escolher o recebimento imediato, pagando uma porcentagem adicional para sobre suas vendas.

Caso o empresário opte por essa modalidade de receber de forma imediata precisa se atender uma vez que toda porcentagem paga sobre as vendas terá impacto negativo em seu caixa, reduzindo assim seu poder de aquisição.

Vale a pena pedir antecipação das vendas?

A Safrapay e a SumUp são as únicas que hoje cobram valor de antecipação das vendas, nesse caso é interessante apenas solicitar esse tipo de procedimento caso você realmente precise para fazer algum tipo de aquisição ou pagar alguma conta da empresa muito urgente.

Qual menor taxa sobre vendas à vista, crédito à vista e crédito parcelado?

Mais uma vez a Safrapay saí na frente com taxas zero para vendas de crédito a vista e crédito parcelado, tendo uma taxa elevada apenas no caso de antecipação do recebimento.

A segunda melhor vem a REDE do Itaú, com boas taxas sobre as vendas parceladas, também devemos levar em consideração a máquina do Pagseguro, que também está com boas taxas.

Qual maquininha de pagamento passa mais bandeiras de cartões?

Isso é algo que muitas pessoas exigem, uma máquina de cartão que aceite o maior número de cartões do mercado. Nesse caso temos a Cielo disparado aceitando cerca de 70 bandeiras, seguido pela Getnet com 32 bandeiras e Rede com 25 bandeiras aceitas.

ebook como abrir uma autopeças

 

Como devo calcular as taxas da minha máquina de cartão?

Nesse ponto muitos empresários pecam na hora de calcular o custo das vendas e escolher a melhor máquina para o seu negócio. Então sempre orientamos para que o empresário tente programar os seus recebimentos com o maior prazo possível, se uma máquina de cartão cobra 4.90% para te repassar o valor das vendas em 24h e 3.90% em 30 dias, tente se programar para receber esse valor com 30 dias. Peça também mais prazo para o seu fornecedor, negocie o melhor desconto à vista nas suas compras de mercadorias para revenda, dessa forma suas vendas irão sempre trabalhar ao seu favor.

Para o caso de pagamento à vista e venda no crédito á vista você paga apenas a taxa exigida pela máquina do cartão, já no caso de venda parcelada você deve somar as porcentagens adicionais por exemplo, no crédito à vista você precisa pagar 3,60% já no crédito parcelado existe ainda a porcentagem por parcela, por exemplo que seja 3,60% para pagamento parcelado e mais 2,90% por parcela, todos os meses seguintes você vai pagar esse percentual até que acabe o parcelamento das vendas.

Nesse caso 3,60% + 2,90 (parcela 2) + 2,90% (parcela 3) e assim por diante como se fosse juros compostos para um financiamento, neste caso acaba sendo um financiamento para o cliente, aí cabe à você empreendedor decidir assumir esses custo ou repassar para o cliente.

Não esqueça que toda venda realizada você empreendedor precisa obrigatoriamente emitir as NFCe ou, NFe e todos os demais comprovantes de compras para o seu cliente, esses documentos nós iremos contabilizar internamente para que a sua empresa permaneça sempre muito bem protegida.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre qual melhor maquina para sua loja de autopeças e queira uma ajuda, basta entrar em contato com a nossa equipe, estamos à sua disposição para ajudar você a ter o melhor sucesso.

Fale com a brasct por whatsApp

Brascont na Automec 2019

Em 27/04/2019 nós da Brascont, tivemos o grande prazer em ser a primeira contabilidade a expor com um estande em uma das principais feiras para o mercado de reposição de peças para automóveis.

Líder na América Latina a Automec anualmente reúne grandes marcas e fábricas de peças para reposição do mercado de autopeças, peças para linha média e pesada (utilitários e caminhões), trazendo sempre as inovações para o mercado.

Por que ir na Automec?

Bem, todos que desejam estar atualizados em seus devidos mercados precisam frequentar ambientes que sejam pertinentes para eles.

Nesse caso, a Automec como já falamos, é líder no segmento de reposição de peças, portanto, todo empreendedor, seja ele diretor, gerente, comprador ou até mesmo os próprios clientes finais podem e precisam frequentar uma feira como essa, além de poder ver novidades também é possível fazer um network, conhecer novas empresas, fazer parcerias comerciais e quem sabe até conseguir novos empregos, afinal nunca se sabe o que pode acontecer né.

Por que a Brascont Contabilidade expõe na Automec?

Isso é uma longa história, mas vamos tentar explicar de forma “resumida” para que você conheça um pouco mais sobre nós.

A Brascont Contabilidade é especializada para autopeças, distribuidores e importadores de peças automotivas, nós já atuamos no mercado a 46 anos realizando contabilidade para autopeças, projeção e recuperação tributária, além de diversos outros serviços.

Nós identificamos que diversas empresas do ramo de reposição de peças automotivas tem alguma dificuldade com relação às vendas, tributação e compras, tendo muitas vezes prejuízos financeiros com os impostos, hora pagando o que não é devido, hora pagando a maior, isso aconteceu principalmente após o início da cobrança antecipada dos tributos (Substituição tributária), o que ainda hoje geram muitas dúvidas.

ebook como abrir uma autopeças

Ao percebermos esses riscos que as empresas vêm enfrentando, nós decidimos ajudar os empreendedores criando um serviço especializado de consultoria e contabilidade para distribuidor, importador ou autopeças, ensinando e parametrizando os sistemas de gestão para essas empresas.

Para você ter ideia, hoje nós já recuperamos uma média de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) em impostos recuperados, é muito dinheiro, imagina o que você conseguiria fazer com esse valor como capital para sua empresa?

Por isso nós da Brascont Contabilidade decidimos virar expositores na maior feira para o ramo de reposição, para mostrar pra você empreendedor que você não está sozinho nessa, nós estamos próximos e dispostos a te ajudar a ter os melhores resultados com a sua empresa.

Fale com a brasct por whatsApp

O que é possível fazer pela sua empresa?

Durante a Automec 2019, nós criamos condições especiais para você que nos visitou, se você esteve lá no nosso estande deve se lembrar que além de todos os serviços especializado que oferecemos, nós montamos um plano para você também poder usufruir dos nossos serviços, podendo solicitar análise de uma possível recuperação tributária, análise para redução de impostos e/ou em alguns casos analisar a viabilidade de abrir um ecommerce, criando uma nova “frente” para o seu negócio.

Hoje existem muitas oportunidades para o seu negócio, basta que você seja bem assessorado para poder explorar todas essas oportunidades, identificando as que sejam mais rentáveis e quais podem ser destacadas.

Assim como nós fizemos todo um planejamento para realizar os nossos sonhos de virar expositores na Automec 2019, também iremos te assessorar para que você também realize os seus sonhos de crescer a sua empresa e quem sabe se for o caso também expor na Automec 2021 ou qualquer outro ano.

Quando e onde será a próxima Automec?

A próxima feira Automec irá acontecer em 2021, é isso mesmo, essa feira para o mercado de reposição só acontece a cada 2 anos.

Irá ser realizada entre os dias 13 a 17 de Abril de 2021 (terça a sábado), na São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda, São Paulo/SP).

Então já coloca na sua agenda para não perder e claro ir visitar o nosso estande nessa próxima edição também.

Nos vemos lá.

Fale com a brasct por whatsApp

Quais os benefícios de uma Contabilidade Digital e Integrada?

Tudo o que você precisa para prosperar vem de alguns pontos estratégicos!

    • Bom atendimento, bons produtos e serviços são essenciais!
    • Você também precisa de planejamentos, lembre-se… bons marinheiros não são feitos em mares calmos!
    • E além disso, você também precisa ter uma contabilidade digital e integrada em todos os recursos e ferramentas necessários para o seu bom desempenho!

Veja como podemos ajudar você e sua empresa a sair do vermelho e a potencializar seus negócios!

Especialização

Trabalhamos com especialização em alguns nichos, com tecnologia, vários canais de atendimento, integração com ERP do cliente, o que tem facilitado bastante o desenvolvimento dos negócios de nossos parceiros, em diversos sentidos!

Com a especialização nas empresas de Autopeças, por exemplo, já recuperamos mais de R$500 mil em impostos para clientes nos últimos anos, damos suporte na importação e exportação de peças, com vários parceiros estratégicos.

Com a especialização em lojas virtuais, entendemos o dia a dia, integração com sistemas, tributações diferenciadas, vendas a nível nacional, suporte rápido conhecemos a linguagem própria do e-commerce.



 

Contabilidade Digital (integração tecnológica)

Vivemos numa era de modernização.

Consequentemente a tecnologia se faz necessária.

Assim surge a integração da contabilidade digital, com todas as suas bases para fortalecimento da empresa e dos negócios.

A contabilidade digital, nada mais é do que a realização das necessidades financeiras, fiscais e tributárias, de forma mais dinâmica e prática.

Ou seja, o cliente poderá receber tudo de forma online, estando em dia com suas atividades, o que gera mais produtividade e agilidade nas entregas documentais.

E quando falamos de contabilidade digital, não estamos a dizer que o contador deverá estar ausente, pelo contrário!

E por que você precisa de uma contabilidade digital?

Um dos pontos positivos de ter uma contabilidade digital é que o uso do papel só será requerido, caso haja a necessidade de enviar documentos, a algum órgão, e desde que isso seja requisito, pois do contrário, é possível enviar tudo digitalmente.

As velocidades das entregas são mais rápidas com os meios digitais, de forma que o controle das demandas e atendimento das necessidades se tornam melhores com a contabilidade digital.

Além disso:

  • Você terá mais tempo para resolver as questões estratégicas da empresa.
  • Você terá suporte para consultorias em seu ramo de atuação, com base em alta experiência.
  • Você terá o melhor custo-benefício e atendimento.
  • Você terá maiores acessos aos contatos de nossa empresa, seja por meio de e-mail, WhatsApp ou conferências online e ao vivo.
  • Você terá também maior valor agregado, pois atuamos com tudo o que você precisa para potencializar os seus negócios.

Portanto, entre com contato hoje mesmo e marque um agendamento conosco.

 

Fale com a brasct por whatsApp

Qual a importância de enviar os extratos das aplicações financeiras para a contabilidade

Muitas empresas possuem medo e acabam não enviando seus extratos para contabilidade.

Algumas acreditam que essas informações irão ser enviadas para o Fisco e preferem não enviar.

Se você é uma dessas pessoas, saiba que a Receita Federal já possui essas informações.

Os próprios bancos repassam essas informações para o órgão.

Mas, afinal, porque a contabilidade precisa desses extratos?

É simples.

Os profissionais precisam contabilizar as movimentações que ocorrem na sua empresa.

Essa movimentação será contabilizada linha por linha, ou seja, em detalhes.

E o que acontece se a empresa não mandar os extratos para contabilidade?

Leia o artigo e descubra.

Trouxemos para você todas as informações necessárias para você ficar por dentro desse assunto.

Confira!

Por que devo enviar os extratos para contabilidade?

Todos os meses, as aplicações financeiras são acrescidas de rendimentos.

Esses rendimentos são receitas financeiras que devem ser reconhecidas no período em que foram geradas.

Para que as suas informações contábeis fiquem completas e fiéis, o escritório de contabilidade precisa dos extratos.

Isso acontece porque é importante saber quanto de rendimento foi recebido em cada período.

E é por meio do extrato que a contabilidade vai verificar essa rentabilidade das aplicações financeiras.

Ou seja, toda movimentação precisa ser contabilizada.

Qualquer taxa paga, qualquer retirada feita, qualquer pagamento realizado, qualquer recebimento.

Tudo precisa ser contabilizado.

Os valores que entraram na sua conta que tenham relação com suas vendas, precisam passar pela contabilidade.

Por isso, é importante que os extratos sejam enviados mensalmente.

Nada pode deixar de ser registrado.

  • Uma transação que você fez no cartão de crédito;
  • Um saque;
  • Uma transação feita para algum cliente;
  • Um boleto bancário emitido;
  • Valores creditados na sua conta;

Todos esses valores vão para uma conta que depois serão cruzados com a conta que está na Receita Federal.

E não precisa ter medo.

Como explicado no início do artigo, a Receita Federal já possui esses dados.

E não é a contabilidade que envia.

Arquivos para contatot
Enviar os extratos para o seu contator só ira trazer benefícios para o seu negócio, evitando complicações com receita federal

É preciso que você tenha uma justificativa para os valores que estão entrando na sua conta

Se você não deve nada, você não terá problemas para enviar os extratos para contabilidade.

Afinal, você não pode simplesmente informar que esses valores caíram na sua conta, sem ter uma justificativa.

E é aí que entra a contabilidade.

Enviando os extratos, você está mostrando que não tem nada a temer.

A contabilidade baterá os valores e saberá que explicar todas as entradas e saídas de dinheiro que houve na sua conta durante o mês.

Em resumo, se a sua situação está regular, não tem porque não enviar os extratos.

Isso é apenas mais um processo realizado pela contabilidade para mostrar para os órgãos que a sua empresa está em ordem e em dia com as questões financeiras.

O que acontece se eu não enviar os extratos para contabilidade?

Caso você não envie os extratos para contabilidade, ela fará o lançamento da mesma forma.

Porém, a contabilidade vai informar que você não possui nenhuma conta bancária.

A contabilidade pode, por exemplo, solicitar que você assine um termo informando que os extratos não foram apresentados.

Assim, a contabilidade faz o lançamento informando que o dinheiro recebido foi para conta de caixa.

Porém, vale ressaltar que, se você tem uma empresa, obviamente você também possui uma conta no banco.

Não adianta tentar enganar o governo.

Quando a contabilidade envia as informações incompletas, o governo vai cruzar com as informações no sistema e vai perceber que há algo errado.

Com isso, automaticamente, você pode acabar caindo em uma malha fiscal.

Outra situação é o governo receber as informações diretamente do banco, como explicado anteriormente.

Claro que pode acontecer de uma empresa não ter feito ainda a abertura da conta bancária.

Porém, normalmente, são empresas de MEI (Microempreendedor Individual).

Não é que ele não tem uma conta bancária.

Ele apenas ainda não abriu uma.

A contabilidade sabe dessas informações porque está acompanhando todo o processo.

Então, ela sabe a situação daquele cliente.

Não é a mesma coisa da contabilidade saber que você tem uma conta e que não quer enviar os extratos, entendeu?

Por isso, o envio dos extratos é importante.

Questões tributárias precisam estar claras.

E isso não vale apenas para a contabilidade.

Além da contabilidade, a um órgão que controla tudo.

A Receita Federal.

Não envio do extrato
Não é possível enganar a receita federal, tudo deve ser feito de forma clara.

Nossa empresa conta com ferramentas para automatizar a integração com os bancos

Agora você entendeu a importância de mandar os extratos para contabilidade.

Nossa empresa dispõe de ferramentas para automatizar a integração com os bancos.

Com essa ferramenta, você pode integrar a sua conta no banco com o sistema para que o seu extrato seja importado automaticamente.

Dessa forma, você realiza a gestão financeira da sua empresa com praticidade e segurança.
A função também é chamada de integração bancária automática.

Ela está disponível para todos os clientes que tem contas pessoa jurídica nos seguintes bancos:

  • Banco do Brasil
  • BradescoBradesco
  • Itaú
  • Santander
  • Sicredi

Mas não se preocupe.

Caso você não tenha conta em nenhum desses bancos, você pode realizar a importação de outra forma.

Entre em contato conosco para saber como.
Além disso, você também não precisa se preocupar com a importação dos seus dados.

Os dados que são informados possibilitam apenas uma conexão para que seja feita a leitura do extrato e a integração.

Ou seja, nenhuma outra transação bancária, como transferências ou movimentações poderão ser feitas.

Nossa empresa não terá acesso a esses serviços.

Tudo é feito com total segurança.

Ter contator
Procure uma contabilidade que facilite suas rotinas

Conclusão

Nesse artigo, você entendeu a real importância de enviar os extratos para contabilidade.

Explicamos, de forma clara, que não existe nenhum motivo para esse envio não ser feito.

Afinal, a Receita Federal já possui esses dados no sistema.

E a empresa de contabilidade não vai usar os dados para realizar outras operações.

Os dados serão usados apenas para fins profissionais.

Se o seu medo era esse, com esse artigo você entendeu que pode ficar despreocupado.

Para saber mais detalhes, você pode entrar em contato com nossa empresa para receber mais informações.

Teremos prazer em atender você.

Espero que você tenha entendido a importância de enviar os extratos para contabilidade.

Não menospreze esse processo.

Ele é feito para a segurança da sua empresa.

Até mais!

Como comprar Autopeças da China

O processo de importação de autopeças da China é fácil, mas existem alguns requisitos importantes!

Sendo uma empresa, é preciso que possua CNPJ válido.

Um MEI pode também importar, não há problema.

Para dar início na importação é preciso encontrar fornecedores de autopeças de confiança.

Nós como temos experiência, podemos te ajudar com isso!

O que você vai precisar pagar ao comprar peças de carro da China?

Você precisará pagar:

  • Imposto.
  • Frete.
  • Custos adicionais da importação.

Embora tudo isso acabe saindo mais barato do que comprar em autopeças nacionais.

Quanto tempo demora para chegar os produtos da China?

Pode variar, ás vezes com 15 dias já chegam, em outros casos até 90 dias, caso venha por transporte marítimo.

Importador da china
Comprar peças da china, pode fazer você economizar muito dinheiro

Onde comprar autopeças pela China?

Existem alguns sites bem famosos e populares, com grande diversidade de preços e ofertas.

Alguns deles que podemos citar aqui são:

  • Alibaba.
  • E o Globalsources.

Esses sites são legais porque trazem informações importantes para os empreendedores de oficinas e de mecânicas, como exemplos:

  • Informações dos fabricantes de autopeças.
  • Certificados dos fabricantes.
  • Situação financeira dos fabricantes.

Nesses sites citados, é possível antes de finalizar a compra, verificar o orçamento de cada fornecedor que é cadastrado.

Depois que você recebe os orçamentos, aí sim, você poderá fazer as negociações mais interessantes.

Em alguns casos, dependendo do volume ou da conversação, os fabricantes retiram o valor do frete e dos impostos.

E assim a lucratividade pode ser maximizada!

Para conseguir fazer isso, indicamos que tenha um agente de cargas aqui no Brasil para poder validar o frete. Isso pode também ser conseguido para baratear os custos.

Quanto custa os impostos brasileiros nos produtos chineses?

Depende do produto, alguns podem chegar a 35% ou passar de 100% do valor total dos produtos de seu País de origem.

Por isso antes de fechar negócio, é bom ser acompanhado por uma contabilidade com experiência nesse mercado de autopeças e mecânica para não se enrolar e ter prejuízos.

Peças da china
Vantagens para o seu negócio em comprar Autopeças com menor custo

Isso não quer dizer que sairá caro, até porque os impostos das compras nacionais estão geralmente bem mais altos.

Por isso é bom pesquisar bem e avaliar os valores antes de realizar uma compra.

Ainda sobre os impostos, estes são pagos quando as mercadorias chegam no Brasil.

Geralmente em débito na conta do Siscomex/ Radar.

Nesse caso é legal encontrar o fator de multiplicação, o que quer dizer, que você terá que encontrar a diferença nos termos de percentual dos custos do produto, lá no País de origem.

De forma a considerar: frete, despesas, impostos, é muito importante o apoio de uma empresa de contabilidade e um bom despachante, para encontrar o fator de conversão sobre uma simulação de custo real!

Como o pagamento pode ser feito?

Cartões de crédito ou ainda por transação bancária ou plataformas de dinheiro, como Paypal, Pagseguro, Wester Union, ou demais meios.

Tudo isso precisará ser muito bem contabilizado para não ter problemas com a Receita Federal, até porque suas autopeças serão revendidas, certo?

Por isso, ter uma empresa contábil que tenha experiência e rotina com o setor de autopeças, importações e o mercado de veículos, é sempre muito importante!

Menos gasto com automóveis
Veja o quanto pode economizar comprando suas autopeças da china

Portanto, entre em contato e não perca nem tempo, nem dinheiro!

Queremos te ajudar a lucrar mais rápido e melhor!

Agora quer saber quem somos e o que podemos fazer por sua empresa?

Sobre nós

A Brascont é uma empresa contábil com especialização em autopeças.

Trabalhamos com tecnologia, de forma integrada e digital.

Dessa forma mantemos um relacionamento consultivo com nossos clientes, com participação efetiva em seus negócios.

Com especialização nas empresas de Autopeças, já recuperamos mais de R$ 500 mil em impostos para clientes nos últimos anos, dando suporte na importação e exportação de peças, com vários parceiros estratégicos.

Entre em contato agora mesmo!

Como importar Autopeças?

Olá, tudo bem? Nós somos da Brascont Contabilidade, uma contabilidade diferenciada para o ramo de autopeças e hoje trouxemos informações importantes e diferenciadas sobre como importar autopeças!

Você sabia que importar peças e autopeças pode sair até 80% mais barato do que comprar no Brasil?

Isso mesmo!

Comprar autopeças em sites internacionais, acaba saindo mais em conta do que adquirir nas concessionárias, e atualmente já são milhares de empresas de autopeças fazendo isso!

E-commerce

O e-commerce vem trazendo essa vantagem, e os custos acabam mais baratos, porque não há a necessidade de espaço físico ou grande estoque para fazer a comercialização – o que dá para baratear bastante as mesmas peças vendidas nacionalmente!

No Brasil, por exemplo, os custos das autopeças são mais que o dobro do preço cobrado pela internet em sites estrangeiros.

Prova disto é que o site eBay e Amazon tem crescido tanto! Só para ver a grande diferença, fizemos uma pesquisa em peças de carros diferentes.

Um jogo de pastilha para freio do Civic aqui no Brasil é vendido por R$ 714 em média. Já no site https://www.hondapartsnow.com/ é possível comprar o mesmo item, já com frete, impostos e taxa dos correios, por apenas R$ 483.

Uma diferença enorme de exatamente R$ 231. Imagine então o quanto sua empresa de autopeças poderá economizar e lucrar com isso?!

Muito, concorda?

Já o farol para o Camaro custa o valor de 21.779,00 aqui e no site da eBay custa R$ 3.925,90, significando mais de 82% de economia!

O Sr. Jackson Ferraz – dono da JK Auto Mecânica, empresário de São Paulo, afirma que importa quase todas as suas peças, há mais de dez anos.

Dá para comprar peças para Porsche, peças para BMW, peças para Maserati, peças para carros Chevrolet, Peças para carros da Ford, peças para Audi e até mesmo para o Mustang! E mesmo com frete e impostos, ainda sai mais barato.

O que é possível importar para carros pela internet?

Qualquer componente automotivo é possível, menos a lista a seguir:

  • Baterias para carro.
  • Pneus para carro.
  • Tintas para carro.
  • Fluidos para carro.

Por conta dos órgãos reguladores ambientais e alguns riscos envolvidos durante o tráfego.

O Mercado Livre também comercializa algumas autopeças mais em conta, podendo ser nova ou usada. Mas vale lembrar que se o fornecedor pega de fora, irá incluir seu lucro em cima da venda.

Onde importar peças de carros?

Você pode fazer buscar no Google e encontrar diversos fornecedores. Vale lembrar de verificar se a entrega é feita para o Brasil e o valor final com frete e imposto. Isso pode exigir algumas horas de análise e comparações com outros sites e empresas.

Vamos aos sites mais conhecidos?

Sobre nós

A Brascont é uma empresa contábil familiar, com mais de 40 anos de mercado, atualmente atendemos mais de 200 empresas.

Temos especialização em alguns nichos de mercado como empresas de autopeças e restaurantes, com foco em atender pequenas e médias empresas.

Trabalhamos com tecnologia, de forma integrada e digital. Dessa forma mantemos um relacionamento consultivo com nossos clientes, com participação efetiva em seus negócios.

Com especialização nas empresas de Autopeças, já recuperamos mais de R$500mil em impostos para clientes nos últimos anos, dando suporte na importação e exportação de peças, com vários parceiros estratégicos.

Temos grandes diferenciais com:

  • Contabilidade Digital (integração tecnológica);
  • Parametrização de ERP;
  • Suporte completo;
  • Serviços personalizados (RH, Financeiro, Consultoria)

Por isso, entre em contato agora mesmo!

O que é e como funciona Dropshipping

Nós somos a BrasCont – uma contabilidade especializada em empresa de lojas virtuais e autopeças (distribuidoras e varejistas).

Hoje trouxemos um tema bem legal e bastante difundido no momento, o DROPSHIPPING: você sabe o que é e como funciona?

Fato é que os negócios digitais ganharam tamanho espaço, que atualmente, os empreendedores tanto atuam no modelo tradicional com loja/ empresa firmada no off-line, como já entenderam também sobre a importância de atuação no mundo digital, afinal de contas, ter uma loja virtual que não fecha nunca e que processa pedidos mesmo de madrugada, é sensacional, não é mesmo?

Quem não quer?

Inclusive, segundo a EBit/Nielsen, só no primeiro semestre de 2018, o e-commerce cresceu 12,1%, e a expectativa é de que alcance ainda mais os mercados, já que todo mundo anda conectado!

Dropshipping: o que é isso?

Modelo de negócios. É isso que em “miúdos”, a palavra Dropshipping significa!

Só que com uma GIGANTESCA diferença!

O dropshipping funciona diferentemente de qualquer outro negócio e por isso ele tem muitas vantagens, a começar pelo investimento que não se faz na mercadoria!

“Ué, como assim”? – Você deve estar se perguntado!

Explicando melhor… nesse modelo de negócio, não há necessidade de produto para você começar a vender.

Ao contrário dos demais negócios, o dropshipping investe na parceria com fornecedores que vão enviar os produtos direto ao cliente. Ou seja, você é quem vende, mas quem entrega é o fornecedor, entendeu?

Esse é o grande diferencial, porque nele você não precisa se preocupar com volume de estoque e processamento de pedidos! Apenas se dedicar a vender e nada mais!

Como funciona o dropshipping?

Concorda que é maravilhoso?

E nem se preocupe, que esses detalhes o cliente não tem como saber.

A possibilidade de envio, faz com que você solicite ao fornecedor a entrega do produto, e se o produto porventura for devolvido, por não ter sido achado o endereço, por exemplo, a mercadoria volta para sua loja, permitindo que você entre em contato com o cliente para fazer nova postagem no endereço correto.

Claro que é difícil do cliente não colocar o endereço correto ou do endereço não ser achado, então não se preocupe com isso, apenas esteja ciente do que é possível fazer, caso ocorra uma eventualidade como essa.

Mais benefícios do que isso com o dropshipping: e pode?

    1. No dropshipping você não precisa ter uma loja física – o que reduz custos e permite com que você ganhe dinheiro online.
    2. Para começar com o dropshipping, você não precisa de muito dinheiro, visto que o estoque não tem que ser pago com seu capital, ou seja, somente quando o cliente compra de você!
    3. Mobilidade é outro ponto forte do dropshipping, pois você pode estar em qualquer lugar do mundo e continuar vendendo, afinal de contas, sua loja é virtual!

E os fornecedores?

Depois de ter seu plano de negócios estruturado adequadamente, busque fazer uma lista de fornecedores confiáveis que podem lhe atender prontamente ou o mais rapidamente possível.

Existem muitas empresas fornecedoras que trabalham apoiando empreendedores com o Dropshipping, e o Google é um excelente lugar para você buscar indicações!

Eu posso atuar sem ter formalizado o negócio?

Não! Todo negócio precisa ser formalizado, independentemente de seu formato e tamanho!

Inclusive, é bom que frisemos que recentemente aprovada pelo STF, a Lei 8.137/1990 do Artigo 2° II, informa que aqueles que não fizerem o recolhimento do ICMS declarado, podem pegar prisão de 6 meses até 2 anos!

A Lei denomina o ato como Crime Tributário, onde se há tentativa de pegar recurso Fiscal de forma indevida!

Há outros crimes correlatos também quando o assunto é comércio!

Por isso, fique atento e saiba como abrir seu negócio de dropshipping conosco!

Será um prazer ajudar! Clique abaixo e fale conosco!

 

whatsapp contabilidade

Como criar um plano fidelidade aos clientes do setor de autopeças?

Você sabe da necessidade de atrair e fidelizar seus clientes para manter a lucratividade e o crescimento da sua loja de autopeças, não é mesmo?

E como fazer isso?

Você já pensou em criar um plano fidelidade como forma de manter seu cliente ativo, beneficiando seus lucros e ainda conseguindo oferecer vantagens para encantá-lo?

Hoje você vai ter algumas dicas e sugestões de como implantar o sistema de fidelização de forma eficaz e rentável para dessa maneira, consiga desfrutar de todos benefícios que essa ferramenta é capaz de trazer para seu empreendimento.

O primeiro passo

Antes de qualquer medida de implantação de um sistema de fidelização, ou de promoções é imprescindível ter uma visão, completa e detalhada dos aspectos organizacionais de seu empreendimento.

Para isso conte com uma empresa de contabilidade estruturada para ajudar você com relatórios, cenário financeiro, planejamento e todas as necessidades para começar com o pé direito.

E a partir de documentos emitidos pelo seu contabilista tome a decisão mais adequada para seguir com seus planos.

Opções em sistema de fidelização

Você está em plena era tecnológica, correto?

Então que tal pensar em um software que ajude você a oferecer um plano de fidelização fácil e eficaz ao seu cliente.

Você pode pensar em um aplicativo para dispositivo móvel que permita que seu cliente participe do sistema e ainda esteja conectado a sua loja de autopeças.

Já pensou em colocar sua loja na internet? Veja em: https://brasct.com.br/ja-pensou-em-colocar-sua-loja-na-internet-4-dicas-para-criar-um-e-commerce-de-autopecas/

E quais os benefícios oferecer ao cliente?

Um cliente adora sentir-se importante e saber que está sendo beneficiado com as decisões que está tomando, por isso, você deve observar alguns pontos para implantar um sistema que realmente funciona, tais como:

  • Qual é o objetivo do sistema?
  • Por quanto tempo será valido o sistema? É permanente ou tem data para acabar?

Essas questões vão ajudar você a criar um projeto que atinja direto o coração e o bolso de seu cliente, sem impactar negativamente suas finanças e trabalhando bem para promover crescimento em seus negócios.

Veja algumas opções de benefícios que você pode oferecer:

  • Sistema de pontos: A cada compra os pontos são contabilizados no sistema de fidelização e ao alcançar a meta o cliente pode ganhar produtos ou serviços, isso estimula a volta do cliente a loja de autopeças.
  • Sistema de desconto: Você pode criar um calendário que permita que a cada data o cliente faça determinado serviço com desconto ou então que se fizer as revisões dentro de determinado prazo, o valor oferecido seja diferenciado!
  • Sistema de convênio: Procurar empresas que se relacionem com seu ramo e oferecer parceria, por exemplo, a cada X valor comprado na sua loja de autopeças o cliente ganha uma lavagem no estabelecimento conveniado e a cada y lavagens o cliente ganha um produto da sua loja de autopeças, uma maneira de estimular a compra!

As opções são muitas e o objetivo é criar uma estreita relação de confiança e afinidade com seu cliente, transformando-o em um fã de sua loja de autopeças e um constante consumidor de seus produtos e serviços!

Precisando de contabilidade especializada no ramo de autopeças?

Fale conosco!

 

Como fazer seu cliente entender a importância da troca de óleo e gerar rentabilidade em sua loja de autopeças?

Todo carro precisa fazer troca de óleo, certo?

E dessa maneira funciona um carro e suas revisões e trocas preventivas, para evitar problemas e gastos desnecessários!

Nem sempre o seu cliente entende a importância disso. Mas você sabia que existe um jeito para fazê-lo entender e assim aumentar a lucratividade de sua loja de autopeças?

Como aumentar a suas vendas?

Você já ouviu falar em gatilhos mentais?

Sabe como utilizá-los para aumentar as vendas e passar informações necessárias ao seu cliente de maneira que ele entenda a importância e a urgência do comunicado?

Pois hoje terá essa oportunidade e verá que vale a pena!

Seu cliente quando visita a sua loja de autopeças precisa tomar a decisão de comprar algo, no caso aqui o produto é a troca de óleo do veículo e a sua função é ajudar ele nesse processo.

Isso porquê todas as decisões tomadas por uma pessoa são formatadas primeiro no inconsciente para depois ganharem consciência, que vem acompanhada de uma justificativa racional.

Parece bobeira?

Mas não é!

Pois gera aumento de vendas e dos seus lucros, acredite.

Veja o caminho que se forma antes que seu cliente possa tomar a decisão e fechar a compra:

  • O cérebro decide o que fará – “Preciso ir à loja de autopeças efetuar a troca de óleo. ”
  • Essa decisão aparece na consciência dando a sensação de decisão correta – “Assim evito problemas com meu carro”.
  • Ação – “ Bom dia vocês fazem troca de óleo? ”

E é nesse momento que entra a sua disposição e técnica em ajudar o seu cliente a entender os benefícios da troca de óleo do seu carro em sua loja de autopeças!

Veja como melhorar a eficiência operacional e aumentar as vendas na sua loja de autopeças

E na prática, o que fazer?

Ok, agora você já sabe que precisa ajudar o seu cliente a juntar o seu impulso emocional com uma justificativa lógica para que ele perceba a importância de comprar e utilizar os serviços de sua loja de autopeças, mas, e como fazer isso?

Calma, aqui você conhecerá alguns gatilhos mentais que ajudarão você no processo de vendas e fidelização do cliente.

O seu cliente irá processar as informações para enfim decidir comprar diante dos seguintes gatilhos mentais:

Escassez- Quando a sua fala deixar ele sem opção de poder voltar atrás, por exemplo: “Esse óleo é o melhor do mercado, tanto que esse é o último em estoque, já fizemos a solicitação até com aumento nas unidades, porque ele é muito solicitado”.

Casos de sucesso: Quando você entende que outras pessoas se beneficiaram da mesma escolha, por exemplo: “ A aceitação desse serviço de troca de óleo é de 100% entre nossos clientes mais exigentes e antigos, tem um custo benefício espetacular, quem provou não utiliza outro! ”

Autoridade: Mostrar que você tem pleno domínio do produto e do processo e por isso, a compra é a melhor opção, por exemplo, “Usamos produtos recomendados pelas próprias montadoras e nosso processo de troca é baseado em treinamento com os mais qualificados mestres da mecânica automotiva. ”

Use seus serviços e sua persuasão para aumentar a suas vendas e satisfaça o seu cliente. Esse é o caminho para o sucesso!

 

 

Reforma trabalhista é aprovada no Senado; confira o que muda na lei

O Senado aprovou nesta terça-feira (11) o texto da reforma trabalhista. A reforma muda a lei trabalhista brasileira e traz novas definições sobre férias, jornada de trabalho e outras questões. O texto foi sancionado na quinta-feira (13) pelo presidente Michel Temer.

As novas regras entram em vigor daqui a quatro meses, conforme previsto na nova legislação.

Na ultima quarta-feira, (13) o presidente da Câmara compartilhou no Twitter esta reportagem do G1 e afirmou que “a Câmara não aceitará nenhuma mudança na lei”. Rodrigo Maia se referia a um acordo que o governo fez com o Senado. “Qualquer MP não será reconhecida pela Casa.”

O governo ainda poderá editar uma Medida Provisória com novas alterações na lei trabalhista. A alternativa foi negociada para acelerar a tramitação da proposta no Congresso.

Veja abaixo as principais mudanças com a reforma trabalhista:

Férias

Regra atual

As férias de 30 dias podem ser fracionadas em até dois períodos, sendo que um deles não pode ser inferior a 10 dias. Há possibilidade de 1/3 do período ser pago em forma de abono.

Nova regra

As férias poderão ser fracionadas em até três períodos, mediante negociação, contanto que um dos períodos seja de pelo menos 15 dias corridos.

Jornada

Regra atual

A jornada é limitada a 8 horas diárias, 44 horas semanais e 220 horas mensais, podendo haver até 2 horas extras por dia.

Nova regra

Jornada diária poderá ser de 12 horas com 36 horas de descanso, respeitando o limite de 44 horas semanais (ou 48 horas, com as horas extras) e 220 horas mensais.

Tempo na empresa

Regra atual

A CLT considera serviço efetivo o período em que o empregado está à disposição do empregador, aguardando ou executando ordens.

Nova regra

Não são consideradas dentro da jornada de trabalho as atividades no âmbito da empresa como descanso, estudo, alimentação, interação entre colegas, higiene pessoal e troca de uniforme.

Descanso

Regra atual

O trabalhador que exerce a jornada padrão de 8 horas diárias tem direito a no mínimo uma hora e a no máximo duas horas de intervalo para repouso ou alimentação.

Nova regra

O intervalo dentro da jornada de trabalho poderá ser negociado, desde que tenha pelo menos 30 minutos. Além disso, se o empregador não conceder intervalo mínimo para almoço ou concedê-lo parcialmente, a indenização será de 50% do valor da hora normal de trabalho apenas sobre o tempo não concedido em vez de todo o tempo de intervalo devido.

Remuneração

Regra atual

A remuneração por produtividade não pode ser inferior à diária correspondente ao piso da categoria ou salário mínimo. Comissões, gratificações, percentagens, gorjetas e prêmios integram os salários.

Nova regra

O pagamento do piso ou salário mínimo não será obrigatório na remuneração por produção. Além disso, trabalhadores e empresas poderão negociar todas as formas de remuneração, que não precisam fazer parte do salário.

Plano de cargos e salários

Regra atual

O plano de cargos e salários precisa ser homologado no Ministério do Trabalho e constar do contrato de trabalho.

Nova regra

O plano de carreira poderá ser negociado entre patrões e trabalhadores sem necessidade de homologação nem registro em contrato, podendo ser mudado constantemente.

Transporte

Regra atual

O tempo de deslocamento no transporte oferecido pela empresa para ir e vir do trabalho, cuja localidade é de difícil acesso ou não servida de transporte público, é contabilizado como jornada de trabalho.

Nova regra

O tempo despendido até o local de trabalho e o retorno, por qualquer meio de transporte, não será computado na jornada de trabalho.

Trabalho intermitente (por período)

Regra atual

A legislação atual não contempla essa modalidade de trabalho.

Nova regra

O trabalhador poderá ser pago por período trabalhado, recebendo pelas horas ou diária. Ele terá direito a férias, FGTS, previdência e 13º salário proporcionais. No contrato deverá estar estabelecido o valor da hora de trabalho, que não pode ser inferior ao valor do salário mínimo por hora ou à remuneração dos demais empregados que exerçam a mesma função.

O empregado deverá ser convocado com, no mínimo, três dias corridos de antecedência. No período de inatividade, pode prestar serviços a outros contratantes.

Trabalho remoto (home office)

Regra atual

A legislação não contempla essa modalidade de trabalho.

Nova regra

Tudo o que o trabalhador usar em casa será formalizado com o patrão via contrato, como equipamentos e gastos com energia e internet, e o controle do trabalho será feito por tarefa.

Trabalho parcial

Regra atual

A CLT prevê jornada máxima de 25 horas por semana, sendo proibidas as horas extras. O trabalhador tem direito a férias proporcionais de no máximo 18 dias e não pode vender dias de férias.

Nova regra

A duração pode ser de até 30 horas semanais, sem possibilidade de horas extras semanais, ou de 26 horas semanais ou menos, com até 6 horas extras, pagas com acréscimo de 50%. Um terço do período de férias pode ser pago em dinheiro.

Negociação

Regra atual

Convenções e acordos coletivos podem estabelecer condições de trabalho diferentes das previstas na legislação apenas se conferirem ao trabalhador um patamar superior ao que estiver previsto na lei.

Nova regra

Convenções e acordos coletivos poderão prevalecer sobre a legislação. Assim, os sindicatos e as empresas podem negociar condições de trabalho diferentes das previstas em lei, mas não necessariamente num patamar melhor para os trabalhadores.

 Em negociações sobre redução de salários ou de jornada, deverá haver cláusula prevendo a proteção dos empregados contra demissão durante o prazo de vigência do acordo. Esses acordos não precisarão prever contrapartidas para um item negociado.

Acordos individualizados de livre negociação para empregados com instrução de nível superior e salário mensal igual ou superior a duas vezes o limite máximo dos benefícios do INSS (R$ 5.531,31) prevalecerão sobre o coletivo.

Prazo de validade das normas coletivas

Regra atual

As cláusulas dos acordos e convenções coletivas de trabalho integram os contratos individuais de trabalho e só podem ser modificados ou suprimidos por novas negociações coletivas. Passado o período de vigência, permanecem valendo até que sejam feitos novos acordos ou convenções coletivas.

Nova regra

O que for negociado não precisará ser incorporado ao contrato de trabalho. Os sindicatos e as empresas poderão dispor livremente sobre os prazos de validade dos acordos e convenções coletivas, bem como sobre a manutenção ou não dos direitos ali previstos quando expirados os períodos de vigência. E, em caso de expiração da validade, novas negociações terão de ser feitas.

Representação

Regra atual

A Constituição assegura a eleição de um representante dos trabalhadores nas empresas com mais de 200 empregados, mas não há regulamentação sobre isso. Esse delegado sindical tem todos os direitos de um trabalhador comum e estabilidade de dois anos.

Nova regra

Os trabalhadores poderão escolher 3 funcionários que os representarão em empresas com no mínimo 200 funcionários na negociação com os patrões. Os representantes não precisam ser sindicalizados. Os sindicatos continuarão atuando apenas nos acordos e nas convenções coletivas.

Demissão

Regra atual

Quando o trabalhador pede demissão ou é demitido por justa causa, ele não tem direito à multa de 40% sobre o saldo do FGTS nem à retirada do fundo. Em relação ao aviso prévio, a empresa pode avisar o trabalhador sobre a demissão com 30 dias de antecedência ou pagar o salário referente ao mês sem que o funcionário precise trabalhar.

Nova regra

O contrato de trabalho poderá ser extinto de comum acordo, com pagamento de metade do aviso prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS, mas não terá direito ao seguro-desemprego.

Danos morais

Regra atual

Os juízes estipulam o valor em ações envolvendo danos morais.

Nova regra

A proposta impõe limitações ao valor a ser pleiteado pelo trabalhador, estabelecendo um teto para alguns pedidos de indenização. Ofensas graves cometidas por empregadores devem ser de no máximo 50 vezes o último salário contratual do ofendido.

Contribuição sindical

Regra atual

A contribuição é obrigatória. O pagamento é feito uma vez ao ano, por meio do desconto equivalente a um dia de salário do trabalhador.

Nova regra

A contribuição sindical será opcional.

Terceirização

Regra atual

O presidente Michel Temer sancionou o projeto de lei que permite a terceirização para atividades-fim.

Nova regra

Haverá uma quarentena de 18 meses que impede que a empresa demita o trabalhador efetivo para recontratá-lo como terceirizado. O texto prevê ainda que o terceirizado deverá ter as mesmas condições de trabalho dos efetivos, como atendimento em ambulatório, alimentação, segurança, transporte, capacitação e qualidade de equipamentos.

Gravidez

Regra atual

Mulheres grávidas ou lactantes estão proibidas de trabalhar em lugares com condições insalubres. Não há limite de tempo para avisar a empresa sobre a gravidez.

Nova regra

É permitido o trabalho de mulheres grávidas em ambientes considerados insalubres, desde que a empresa apresente atestado médico que garanta que não há risco ao bebê nem à mãe. Mulheres demitidas têm até 30 dias para informar a empresa sobre a gravidez.

Banco de horas

Regra atual

O excesso de horas em um dia de trabalho pode ser compensado em outro dia, desde que não exceda, no período máximo de um ano, à soma das jornadas semanais de trabalho previstas. Há também um limite de 10 horas diárias.

Nova regra

O banco de horas pode ser pactuado por acordo individual escrito, desde que a compensação se realize no mesmo mês.

Rescisão contratual

Regra atual

A homologação da rescisão contratual deve ser feita em sindicatos.

Nova regra

A homologação da rescisão do contrato de trabalho pode ser feita na empresa, na presença dos advogados do empregador e do funcionário – que pode ter assistência do sindicato.

Ações na Justiça

Regra atual

O trabalhador pode faltar a até três audiências judiciais. Os honorários referentes a perícias são pagos pela União. Além disso, quem entra com ação não tem nenhum custo.

Nova regra

O trabalhador será obrigado a comparecer às audiências na Justiça do Trabalho e, caso perca a ação, arcar com as custas do processo. Para os chamados honorários de sucumbência, devidos aos advogados da parte vencedora, quem perder a causa terá de pagar entre 5% e 15% do valor da sentença.

O trabalhador que tiver acesso à Justiça gratuita também estará sujeito ao pagamento de honorários de perícias se tiver obtido créditos em outros processos capazes de suportar a despesa. Caso contrário, a União arcará com os custos. Da mesma forma, terá de pagar os honorários da parte vencedora em caso de perda da ação.

Além disso, o advogado terá que definir exatamente o que ele está pedindo, ou seja, o valor da causa na ação.

Haverá ainda punições para quem agir com má-fé, com multa de 1% a 10% da causa, além de indenização para a parte contrária. É considerada de má-fé a pessoa que alterar a verdade dos fatos, usar o processo para objetivo ilegal, gerar resistência injustificada ao andamento do processo, entre outros.

Caso o empregado assine a rescisão contratual, fica impedido de questioná-la posteriormente na Justiça trabalhista. Além disso, fica limitado a 8 anos o prazo para andamento das ações. Se até lá a ação não tiver sido julgada ou concluída, o processo será extinto.

Multa

Regra atual

A empresa está sujeita a multa de um salário mínimo regional, por empregado não registrado, acrescido de igual valor em cada reincidência.

Nova regra

A multa para empregador que mantém empregado não registrado é de R$ 3 mil por empregado, que cai para R$ 800 para microempresas ou empresa de pequeno porte

Fonte: G1