3 tendências em alta para o mercado online de autopeças

Nos últimos dois anos a pandemia representou um desafio para vários segmentos, especialmente para o mercado de autopeças. Entretanto, esses obstáculos geralmente apresentam oportunidades de crescimento e desenvolvimento. No caso do setor de autopeças foi possível observar um desenvolvimento acelerado das vendas online. De acordo com uma publicação do Mercado Livre, em 2021 esse crescimento foi de 63%.

Para os empreendedores da área é interessante ficar de olho nessas mudanças e tendências. Através delas é possível identificar oportunidades de diferenciar-se no mercado, tomar decisões estratégicas e estar à frente da concorrência.

A Brasct é um escritório de contabilidade com muita experiência, que conta com uma equipe especializada nas particularidades do setor de autopeças. Pensando nisso preparamos algumas dicas e tendências. 

1. Retomada do mercado e investimento em SEO

Em 2019 o segmento de autopeças estava em rápido desenvolvimento. De acordo com uma pesquisa da Webshoppers o crescimento no primeiro semestre era de 44% em relação ao primeiro semestre de 2018.

Porém, com a pandemia houve uma queda expressiva, de 46% na quantidade de pedidos e 37% no faturamento. 

Apesar dessa mudança drástica no cenário, o setor foi capaz de se reestruturar muito bem apostando nas vendas online. O 43º relatório da Webshoppers já mostra números muito mais positivos. Em 2021 a estimativa era de um crescimento de 21% quando comparado ao ano anterior.

A pesquisa aponta ainda que 41% das pessoas que entraram em lojas automotivas fizeram isso por meio dos buscadores online, como o Google, o Yahoo e o Bing. Por esse motivo, uma dica valiosa para os empreendedores é investir em estratégias de rankeamento.

2. Investimento em soluções mais sustentáveis

42% dos executivos e dos consumidores apontam a importância da pauta da sustentabilidade. Na verdade, essa é uma tendência global em diversos outros setores. A preocupação com o meio ambiente é séria e real e a tendência é crescer cada vez mais.

Portanto, a tendência para o mercado de autopeças é a fabricação de produtos e materiais mais ecológicos. Além disso, a reciclagem e o crescimento do comércio de peças usadas em bom estado também é uma solução que tem sido utilizada para desenvolver um modelo de negócio e um ciclo de vida mais sustentável.

Na realidade, em outras partes do mundo isso já não é novidade. Na Europa muitos automóveis já têm como destino a reciclagem e suas peças são reutilizadas. Em contrapartida, no Brasil a maior parte da frota de veículos ainda termina em depósitos e desmanches e pouquíssimas peças são reaproveitadas.

3. Crescimento das vendas online e de recursos digitais

Como dissemos, o mercado online de autopeças vem crescendo muito desde a pandemia. Além da comodidade para os clientes, os empreendores também podem usufruir de benefícios como receber pedidos a qualquer hora do dia, mesmo durante finais de semana e feriados, e atender pessoas de todo o país.

Outro ponto interessante é que, além de vender online, o comerciante pode aproveitar as ferramentas digitais para impulsionar o negócio. Se você tem um e-commerce de autopeças pode, por exemplo, colocar links diretos para o whatsapp e/ou um chat virtual; assim o cliente se sente a vontade para tirar dúvidas.

Outra grande vantagem é a possibilidade de ampliar a diversidade do estoque. As peças podem ter diversos pesos e tamanhos, uma vez que não precisam estar organizadas dentro de uma loja física.

Estar atento às novidades, usar a criatividade e apostar nesses recursos é uma forma muito boa de diferenciar-se no mercado. As próprias concessionárias já investem em tours virtuais e teste drive

em casa. A tendência em 2022 é o surgimento de plataformas e apps que reduzam a necessidade física do cliente mesmo no momento da compra do automóvel.

Auxílio de especialistas

O setor de autopeças possui muitas particularidades, especialmente no que diz respeito às finanças e tributação. Migrar as vendas para um e-commerce pode parecer desafiador em um primeiro momento. 

A Brasct é um escritório de contabilidade que possui a experiência de 49 anos em contabilidade, além de ser especialista em autopeças e e-commerces. Possuímos as ferramentas certas para ajudá-lo nessa transição para o mercado online.  

Sabemos que gerenciar uma loja autopeças demanda muitas responsabilidades e a gestão contábil não precisa ser mais um fator para você. Com a nossa ajuda é possível aumentar muito a rentabilidade do seu negócio. 

Além disso, a Brasct é uma empresa completa, com muitos serviços de assessoria. Além de cuidar de toda a contabilidade, realizamos consultoria tributária; apuramos os impostos relacionados à todas as movimentações da empresa; fazemos parametrização de sistemas; controles paracontábeis e Departamento Pessoal.

Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.


3 tendências em alta para o mercado online de autopeças


3 tendências em alta para o mercado online de autopeças





Como funciona a tributação e o pagamento de impostos numa loja virtual?


Como funciona a tributação e o pagamento de impostos numa loja virtual?





Live commerce: tendência para sua loja virtual vender mais


Live commerce: tendência para sua loja virtual vender mais



Contabilidade para autopeças e mecânica em São Paulo

Um dos fatores de maior influência na saúde financeira de uma autopeças ou de uma oficina mecânica é o planejamento tributário. Muitos empresários, por inexperiência ou pela falta de auxílio de um escritório de contabilidade devidamente capacitado, optam por regimes que resultam em uma carga tributária alta e desnecessária.

Através do conhecimento dos regimes tributários existentes e planejamento apropriado é possível reduzir os custos tributários, sem afrontar ou desobedecer as legislações vigentes. Trata-se de compreender a situação do negócio, calcular os tributos e analisar as opções para compreender qual dos regimes tributários permitidos (tendo em vista o porte da empresa) é mais vantajoso. Para tal, é necessário avaliar a situação atual da empresa, as receitas, as despesas, o segmento e regiões de atuação e os produtos e serviços ofertados.

No que diz respeito à contabilidade para autopeças e mecânicas em São Paulo, existe ainda outro fator importante a ser considerado: A tributação monofásica; sobre a qual vamos falar um pouco mais adiante neste artigo.

Escolha do regime tributário: uma decisão estratégica e competitiva

A elevada carga tributária existente no Brasil faz com que as decisões acerca da tributação não sejam apenas operacionais, mas estratégicas. Esse planejamento tributário torna-se ainda mais essencial para as microempresas e pequena empresas, especialmente as autopeças e mecânicas, pois o cálculo correto da margem de lucro e formação do preço são determinantes para a consolidação do negócio ou exclusão da empresa do mercado.

Simples Nacional

A maioria dos empresários de microempresas e pequenas empresas acreditam que o Simples Nacional, por se tratar de um regime simplificado, é o mais adequado. É verdade que o Simples apresenta alíquotas mais baixas em comparação aos outros regimes, além de uma agenda tributária mais simples e fácil de cumprir. No entanto, o Simples baseia-se no faturamento anual ao invés do lucro real da empresa, o que significa que sua empresa pode estar recolher impostos mesmo tendo prejuízos. 

Apesar de ser facultativo, o Simples Nacional possui restrições. Para microempresas, o faturamento no ano/calendário anterior não pode exceder R$ 360.000,00; para pequenas empresas, o limite máximo de receita bruta anual é R$ 4.800.000,00 (conforme alteração de 2018); existe ainda uma relação de atividades restritas, como instituições financeiras, sociedades de crédito, corretoras e seguradoras, ou fábricas de cigarros, por exemplo. 

Lucro Presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário simplificado para a apuração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) devidos pela pessoa jurídica.  

A Receita Federal presume, a partir da atividade exercida pela empresa, que uma determinada percentagem do faturamento é o lucro; ou seja, da mesma forma que o Simples Nacional, para esse regime de tributação não são consideradas as despesas, apenas o faturamento. 

Lucro Real

No regime tributário do Lucro Real, a tributação das alíquotas acontecerá somente após a apuração real do lucro e não sobre o faturamento. Portanto, é necessário um controle financeiro mais eficaz, que deve auferir todas as receitas e despesas. Por esse motivo, o Lucro Real pode ser interessante para as empresas que possuem muitas despesas. 

Como pagar menos impostos: Análises tributária e contábil anuais

Seja pelo aumento do faturamento ou pela diversificação dos produtos, o regime de tributação no qual a autopeças ou a oficina mecânica está enquadrada em um ano pode já não ser o mais vantajoso no ano seguinte. Portanto, cabe uma análise, pelo menos anual, verificando nos balancetes contábeis qual seria a tributação em cada um dos regimes. 

Inclusive as empresas optantes pelo Simples Nacional podem fazer esse comparativo anualmente, de forma a certificar-se de que estão a utilizar o melhor regime tributário. A escolha pelo regime de tributação é feita apenas uma vez por ano, ao início do ano, mais especificamente até o dia 31 de Janeiro. Este é um momento no qual o escritório de contabilidade deve estar ainda mais atento à empresa. 

Tributação monofásica para mecânicas e autopeças em São Paulo

O que é a tributação monofásica?

A tributação monofásica é um regime diferenciado de cobrança do PIS (Programa de Integração Social) e da COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). O intuito é concentrar o tributo em uma única fase da cadeia produtiva de uma categoria. Dessa forma, a alíquota é bastante elevada, mas fica concentrada apenas na primeira etapa (indústria ou importador).

O objetivo da tributação monofásica é facilitar a fiscalização da Receita Federal. Ao concentrar a tributação apenas nas etapas iniciais e desonerar as etapas subsequentes de comercialização, diminui-se o fluxo de informações tributárias, facilitando as ações do Fisco.

Em outras palavras, revendedores, atacadistas e varejistas ficam isentos de recolher impostos do PIS e COFINS dos produtos monofásicos, pois os tributos já foram todos recolhidos na fase inicial da cadeia de produção.

Quais são os produtos monofásicos?

É essencial conhecer e aplicar a tributação monofásica para autopeças e oficinas mecânicas em São Paulo, pois as mercadorias monofásicas possuem alíquota zero para o distribuidor ou varejista.

A legislação tributária que prevê as categorias de produtos sobre os quais incide o regime de tributação monofásica é o Decreto nº 4.542/2002 (artigo 1º, caput da Lei nº 10.147/2000 e artigo 1º da Instrução Normativa SRF nº 594/2005).

Neste artigo listamos os principais:

  • combustíveis;
  • produtos farmacêuticos;
  • produtos de perfumaria, toucador e higiene pessoal;
  • máquinas e veículos;
  • autopeças, câmaras de ar e pneus;
  • bebidas (água, cervejas e refrigerantes).

Como a tributação monofásica é aplicada para autopeças e mecânicas em São Paulo?

Uma vez que estão incluídas no sistema de tributação monofásico (por meio da Lei nº 10.485 de 2002 alterada mais tarde pela Lei nº 10.865 de 2004), no que diz respeito à tributação de autopeças, apenas os produtores e os importadores são responsáveis por recolher o PIS e o COFINS.

Para evitar tributos a mais, é essencial que ao realizar a contabilidade para autopeças e mecânicas, os produtos estejam corretamente classificados de acordo com a NCM (Nomenclatura Comum Mercosul).

A tributação monofásica é independente do regime de tributação da empresa (Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido), portanto os optantes pelo Simples Nacional devem solicitar a dedução do valor referente à venda de produtos monofásicos no recolhimento de PIS e COFINS. 

Como recuperar os impostos pagos a mais na sua autopeças ou mecânica?

A Brasct é um escritório de contabilidade que atua na áreas de contabilidade, análise e recuperação tributária e consultoria empresarial. Por meio de uma auditoria, é possível averiguar os últimos cinco anos contábeis e reaver o valor dos impostos pagos a mais por meio de compensação ou restituição.

Os benefícios que uma contabilidade traz para os resultados da sua empresa

Não importa o tamanho da sua empresa, contar com serviço de contabilidade não deve mais ser encarado como um “mal necessário”, mas sim como uma estratégia para ter segurança das suas finanças e, de quebra, lucrar mais.

Os benefícios que uma contabilidade traz para os resultados de uma empresa são diversos e, o que muita gente não sabe, é que vão muito além da área financeira e da recuperação de impostos.

A área assume função estratégica dentro do negócio e é capaz de aumentar o faturamento, diminuir custos operacionais, bem como direcionar e otimizar investimentos.

Por isso, se a sua empresa ainda não conta com um serviço de contabilidade e você está atrás de uma empresa séria e eficiente, conheça agora os nossos serviços.

Fale com a brasct por whatsApp

Por que a contabilidade é tão importante para os resultados da sua empresa?

Você pode até achar que está indo bem ou que ainda não há necessidade de contratar o serviço de contabilidade para a sua empresa. Mas o fato é que uma empresa que abre as portas já com esta demanda suprida conta com muitas mais chances de se destacar no mercado.

E engana-se quem ainda pensa que profissionais de contabilidade têm como única função conceder orientações quanto ao pagamento de impostos e demandas deste tipo.

O empreendedor precisa do serviço para compreender melhor o seu patrimônio e o próprio negócio. Só assim, a empresa poderá crescer de forma saudável e segura, identificando e mensurando todos os objetivos empresariais.

Por isso mesmo, neste momento é importante contar com o serviço de uma empresa de contabilidade que vá além e te ofereça o necessário para crescer, além de promover a recuperação de impostos . Ficou interessado? Entre em contato agora.

Vantagens da contabilidade para os resultados da sua empresa

Se você chegou até aqui, já compreendeu a importância de se contratar um serviço de contabilidade. Pois bem, para te ajudar a entender melhor quais são todos os benefícios da contabilidade para a sua empresa, montamos uma lista com as melhores vantagens. Confira agora:

  • Auxiliar na tomada de decisões estratégicas e mais acertadas;
  • Contar com o profissionalismo frente à alta complexidade da legislação brasileira;
  • Contar com o serviço de recuperação de impostos;
  • Ter mais controle financeiro e focar mais no próprio negócio;
  • Adquirir maior facilidade e agilidade na obtenção de crédito;
  • Manter os dados e as finanças sempre atualizados;
  • Poupar tempo e aumentar a produtividade;
  • Contar com amparo contábil em caso de recuperação judicial, apuração de haveres ou venda de participação, prova de situação patrimonial e contestação de reclamatórias trabalhistas ou outras ações.

Tecnologia a seu favor

Ao contratar uma empresa de contabilidade, você deve também estar atento às condições tecnológicas oferecidas ao seu negócio. Nos dias de hoje, se torna ainda mais importante usar a tecnologia a seu favor para evitar erros e otimizar o processo de contabilidade, além de promover a recuperação de impostos.

O empreendedor conta, agora, com mais facilidade, disponibilidade e menor tempo de resposta, no momento de lidar com as finanças do negócio. Além disso, é possível contar com mais transparência e menos burocracia, o que economiza tempo e dinheiro.

Com isso em mente, apresentamos um serviço de contabilidade focado em atender médios negócios com tecnologia, de forma integrada e integral. Entre em contato pelo WhatsApp e solicite um orçamento já.

 

Fale com a brasct por whatsApp

Autopeças como vender mais barato e concorrer com grandes empresas

Algo que toda loja de autopeças quer é vender mais, conseguir melhorar a margem de lucro e conseguir concorrer com grandes empresas e conseguir tal façanha tem se tornado cada dia mais difícil, vezes por conta da concorrência quase que desleal de grandes empresas com os menores ou por conta dos impostos que impedem o empresário de conseguir seu custo.

Porém se você quer descobrir algumas opções que irão te ajudar a se tornar mais competitivo no mercado leia este artigo até o final.

Tipos de mercadorias para vender em uma loja de autopeças

Você que é proprietário, diretor ou gerente de compras de uma autopeça com certeza já se deparou com questões do tipo “Quais melhores peças vender na minha autopeça” e isso é muito comum, muitas das vezes você se depara com a necessidade de oferecer uma gama de produtos cada vez maior para os seus clientes, porém no mesmo tempo que isso pode ser algo muito bom também pode ser uma cilada caso você não esteja preparado para isso.

Alguns pontos para se levar em consideração no momento de comprar peças para revender são:

Quero me especializar como revenda de peças automotivas;

Quero me especializar como revenda de acessórios;

Quero trabalhar com linha leve? Quais marcas?;

Quero trabalhar com linha pesada? Quais marcas?;

Você definir que quer trabalhar com linha leve, por exemplo, não quer dizer que você não pode trabalhar com acessórios automotivos ou com apenas uma marca específica de montadora, porém é preciso ter muito cuidado quando se deseja virar uma referência no seu segmento.

Você definir um ramo de atuação te dá grandes oportunidades para conseguir crescer e virar referência.

Pense da seguinte forma, se você focar em ser uma autopeças especializada em linha leve com foco em carros produzidos pela Chevrolet e direcionar os investimentos em compras de peças para esse objetivo se torna muito mais fácil em se posicionar e virar uma referência do que trabalhar com todas as marcas e todo tipo de peça e acessório, além de você dissipar o seu capital em muitas peças, você ainda terá maior dificuldade em se posicionar uma vez que fica mais difícil ter preço competitivo e concorrer com diversas outras lojas de autopeças na sua região.

Comprar de distribuidor para autopeças ou de fábricas

Comprar direto de fabricantes de peças automotivas pode ser muito vantajoso por ter preço muito mais acessível, porém diversos fabricantes exigem uma quantidade mínima de compras de cada produto e isso é algo que dificulta um pouco para o proprietário de autopeças que muitas vezes deseja comprar 5 peças de um determinado item e a quantidade mínima é 20, essa quantidade representaria praticamente 4 compras futuras.

Esse poder de compras nos leva a reforçar o que abordamos acima, quando você foca em um segmento (linha, pesada ou acessórios) e dentro desse segmento você foca em determinadas marcas fica muito mais fácil.

Imagina que você precisa comprar revestimento de porta, se você trabalha só com linha leve, será necessário pensar em quais marcas e modelos de carros você trabalha, se for apenas com Chevrolet ou Ford, aí será necessário pensar apenas em quais modelos de carro você vai comprar, ou seja, você reduz drasticamente a quantidade de peças, se no início você iria comprar 2 peças para cada marca ou modelo, quando você cria esse “funil” fica mais fácil de comprar mais peças e negociar melhores condições de preços.

Agora se mesmo assim você não conseguir as condições necessárias para comprar direto da fábrica com preços que te tornem competitivos será necessário de fato comprar de distribuidores, aí neste caso você precisa solicitar que a fábrica te indique alguns distribuidores para você fazer suas cotações.

Quando for negociar com o distribuidor de autopeças você precisa levar em consideração os mesmos critérios acima, e não se esqueça de fazer alguns orçamentos nos seus concorrentes e calcular a margem de lucro e impostos para saber se você também conseguirá vender com preços igual ou inferior aos do concorrente.

Importação de peças automotivas para revenda

Fique de olhos nas negociações que estão acontecendo entre o Brasil e demais países.

Recentemente o Brasil fez um acordo comercial com o México, onde foi retiradas cotas de importação de carros fabricados no México que tenham no mínimo 40% de peças fabricadas no Brasil, e peças automotivas fabricadas no México também podem ser importadas.

Então fique atento para essas possibilidades de importação, pode ser uma boa oportunidade para você aumentar as suas possibilidades.

Caso você opte por iniciar compras de peças do exterior precisa ficar atento ao seu perfil tributário e qualificação da empresa. Orientamos que você consulte o seu contador para avaliar as possibilidades e se existe algum risco ou adequação necessária para o seu perfil jurídico ok.

Como definir margem de lucro para autopeças?

Definir a margem de lucro de uma autopeça é um ponto muito importante e delicado para se falar afinal todos querem ter uma margem digamos um tanto que rechonchuda, mas, nem sempre isso é possível.

O que você precisa pensar é este produto que estou comprando é de dentro ou fora do estado? Sua classificação fiscal está enquadrada na antecipação tributária (ST)? Tenho que pagar a diferença de impostos? Terei direito ao crédito de ICMS de alguma forma?

Consegue ver quantas perguntas você empresário precisa fazer para adquirir e precificar um só produto?

Além de tudo isso você ainda precisa prever em quanto tempo essa mercadoria ficará no seu estoque, o custo de armazenamento deve ser previsto, se houver validade é mais importante ainda porque nesse ponto você terá que ter todo cuidado com o vencimento, principalmente para produtos químicos, por exemplo, cheirinhos, ceras, óleos entre diversos outros.

Depois de analisar tudo isso entre o principal ponto, quanto devo utilizar como margem de lucro para peças automotivas?

Levando em consideração a variação de segmentos e tipos de mercadorias, geralmente para peças de carros é muito utilizada uma margem de 20% de lucro sobre os custos, linha pesada ainda dá para trabalhar com 30% e acessórios muitas vezes esse percentual cai para 15%.

Aí você pensa como vou ganhar dinheiro com uma margem tão pequena assim, e a resposta é: na quantidade. É necessário que o empresário consiga criar estratégias para vender boas quantidades para conseguir ter um retorno significativo.

Uma possibilidade para você que deseja aumentar o faturamento com um pouco mais de lucro ainda que mantendo os percentuais acima é trabalhando de forma online através de vendas pela internet com ecommerce, mercado livre, mídias sociais instagram, whatsapp, facebook e demais ferramentas.

Apesar de ter um custo muito similar o empresário consegue reduzir o seu faturamento economizando muito com comissões, uma vez que você nem sempre precisará manter um balcão de vendas ou teleatendimento, temos alguns artigos falando melhor sobre essa opção.

Tributação para autopeças, como pagar menos imposto?

Você pode pensar, agora vem a parte chata, mas você sabia que a parte tributária é primordial e determinante em tudo que fazemos ou vendemos?

Como diz, o FISCO é o nosso Sócio majoritário, ele quem determina as regras e cabe a nós empreendedores dançarmos conforme a música.

Quando você empreendedor entende que, quem paga o imposto é o cliente final e não você, fica digamos um pouco mais simples, porque o empresário precisa apenas calcular o repasse do imposto sobre o produto. Lógico que isso gera um impacto negativo no momento de se tornar competitivo, porém, se você tiver uma boa assessoria contábil será possível você economizar muito.

Como já abordamos diversas vezes, quando você classifica adequadamente cada produto que é revendido na sua autopeças você consegue economizar, pagando apenas o que é devido.

Existem diversos produtos que são tributados para uma determinada categoria, por exemplo, construção civil e não são tributados para autopeças, ou possuem alíquotas diferentes, por isso é importante que no seu sistema esteja tudo devidamente classificado.

Você treinar uma pessoa para fazer os lançamentos das notas de compras e auxiliar nas notas de saída será de grande valia, uma vez que essa pessoa consiga conhecer ao menos o básico de CFOP, TES, Substituição Tributária, essa pessoa já conseguirá auxiliar com a parametrização do sistema erp utilizado pela sua empresa.

Lógico que você não precisa contratar um contador para ficar 24h interno na sua empresa, existem treinamentos desse tipo para pessoas que não são da área contábil, muitas vezes até mesmo a própria contabilidade consegue auxiliar com treinamentos para os próprios clientes como é o caso aqui na Brascont.

Contabilidade especializada para autopeças

E outro fator determinante é você ter uma assessoria contábil que também seja especializada em contabilidade para autopeças. Quando você tem esse tipo de suporte você consegue esclarecer diversas dúvidas que surgem ao longo do tempo e ainda contar com serviços tipo a recuperação tributária para autopeças, que além de poder recuperar impostos pagos de forma indevida dos últimos 5 anos, também consegue auxílio para parametrizar o seu sistema, evitando pagamentos indevidos futuramente.

Dessa forma você não só recupera valores pagos, como reduz muito o seu imposto, aumentando sua margem de lucro e/ou utilizando isso como uma possibilidade de redução dos preços para vendas.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre as diversas possibilidades que nós da Brascont oferecemos para os nossos clientes, clique no botão abaixo para falar com a nossa equipe.

Fale com a brasct por whatsApp

 

Como declarar as vendas feitas no Mercado Livre

Qual os maiores objetivos que todas autopeças têm em comum?

Vender mais, esse é o maior objetivo em comum não apenas das autopeças, mas também de qualquer comércio, uma vez que a empresa depende das vendas para se manter e  quanto maior for seu faturamento maior será o poder de reinvestir na empresa e consequentemente poder crescer.

Formas de impulsionar as vendas da sua autopeça

Para que as vendas se tornem realidade o empresário precisa buscar diversas modalidades de divulgação dos seus produtos para não ficar dependendo única e exclusivamente do seu balcão de vendas.

Uma das alternativas que empresários utilizam é a plataforma de marketplace do MercadoLivre que possibilita vendedores expor de forma online seus produtos pagando pequenas taxas sobre as vendas realizadas.

Muitas pessoas acreditam que o Mercado Livre dispõe de contas apenas para pessoas físicas, mas existe também a possibilidade de criar contas para empresas, onde o vendedor pode destacar sua marca e com pequenos valores consegue posicionar seus produtos com destaques em determinadas categorias, neste caso linha automotiva.

Tela de cadastro para empresas do MercadoLivre.

Além de poder fazer vendas utilizando o Mercado Livre também é possível utilizar o Mercado shops, um tipo de loja virtual 100% customizada para o seu negócio onde você não terá mensalidade e só paga por vendas realizadas igual no próprio Mercado Livre.

 

 

As vantagens de utilizar o Mercado shops é que você tem uma loja 100% online com todos os seus produtos (você deverá cadastrar item a item), com a sua logo marca seus dados de contato tudo muito simples e fácil de configurar, caso você não tenha conhecimento técnico existem empresas que prestam assessoria para configuração.

Caso você utilize apenas o marketplace do MercadoLivre é mais simples de realizar todas as configurações, cadastro da empresa e dos produtos e então começar a realizar as suas vendas sejam elas de forma orgânica ou patrocinada pelo próprio Mercado Livre ou através de outras plataformas (Google Ads ou Facebook Ads).

Cuidados ao realizar vendas no Mercado Livre

Se você já passou por todo o processo mencionado acima e já está vendendo agora esta na hora de você ficar atento, pois todas as vendas originadas de forma online através de marketplace como o Mercado Livre precisam ter cuidados muito importantes para serem tomados e você não ser pego com a fiscalização.

Quando uma pessoa decide vender algo em vias de regra a pessoa tem que comprar esse objeto correto?

Ou seja, vamos seguir a ideia de que você já possui a sua autopeça legalizada e decidi vender parte do seu estoque no Mercado Livre, então você tem nota fiscal de entrada, essa nota fiscal precisa ter sido emitida por um fornecedor seja ele distribuidor ou indústria, muito cuidado para notas fiscais de bonificação, brindes, simples remessa ou remessas para conserto, esses tipos de classificação para notas fiscais não podem ser revendidos e caso sejam pode gerar problemas futuros.

Então para que você possa vender algum produto como Pessoa Jurídica é primordial que o produto vendido tenha uma nota fiscal para ser lançada em seu estoque e posteriormente vendido no comércio eletrônico.

As primeiras vendas no Mercado Livre

Quando você realizar a primeira venda você precisa especificar o tipo de transporte, imagine se você tenta vender um capô ou uma porta por exemplo, como você iria enviar isso por correios?

Então o mais ideal que você negocie a forma de entrega da mercadoria, se a pessoa irá retirar na sua loja, se você irá entregar com veículo próprio ou se irá enviar por correios ou transportadora dependendo do tipo de produto que está sendo vendido.

Vendas do MercadoLivre devem ter nota fiscal?

Se você também já se fez essa pergunta, a resposta é SIM, você como um empreendedor deve emitir nota fiscal no ato da venda para que a mesma seja enviada junto com a mercadoria evitando que seja apreendida por fiscalizações que possam ocorrer.

Então atente-se de ter todos os dados do comprador para emissão da nota fiscal, e lembre-se que a sua nota fiscal precisa ser uma nota de vendas sela para dentro ou fora do estado, o que não pode ocorrer é no momento da sua emissão colocar como simples remessa, bonificação, brindes ou qualquer outra classificação, lembra o que falamos sobre as notas fiscais de entrada para sua empresa? Siga as mesmas regras para fazer a nota fiscal de saída, dessa forma você terá declarado em seu sistema a origem de entrada da mercadoria e a saída fechando o ciclo como um todo.

Como declarar as vendas feitas no Mercado Livre, quais impostos são devidos?

Assim como as vendas que ocorrem no seu balcão de vendas caso tenha um, ou vendas de qualquer outra plataforma de marketplace, as vendas originadas no MercadoLivre compõem o faturamento da empresa como um todo, sendo pago um percentual sobre o faturamento bruto da empresa.

Como o setor de autopeças tem tributação monofásica os impostos como PIS e COFINS devem ser retidos na fonte, ou seja, são pagos diretamente na indústria ou pelo importador caso o produto seja de origem estrangeira.

Muitas empresas acabam pagando em duplicidade alguns impostos pelo simples fato de não solicitarem a isenção dos impostos sobre mercadoria monofásica, muitas vezes com receio de uma possível fiscalização, porém quando solicitado a isenção será analisado se a empresa está em dia com suas obrigações e se tem ou não pendências com a união, caso não tenham a possibilidade de conseguir a redução tributária é muito maior.

Então, para autopeças do simples nacional que vendem através do mercado livre fica devido o DAS mensal, este como falado é calculado sobre o faturamento mensal da empresa pagando apenas uma porcentagem geralmente iniciando em 4% para faturamento de até 180 mil reais/ano.

Então se você também tem vendido através do Mercado Livre ou qualquer outro marketplace não deixe de emitir todas as notas fiscais antes do envio da mercadoria, para que a nota fiscal e a mercadoria chegam juntas ao seu destino final.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre este tema ou gostaria de conhecer as possibilidades de redução tributária para autopeças entre em contato, nós já realizamos a recuperação de mais de 600 mil reais em impostos pagos a maior ou de forma indevida.

 

Fale com a brasct por whatsApp

Meios de recebimento de vendas para autopeças?

Uma grande questão que as autopeças precisam resolver já no início das suas atividade e que podem ter grande impacto no seu negócio são as formas de recebimento das vendas (ou formas de pagamento oferecido para o cliente).

Hoje existem diversos meios de pagamento/recebimento para autopeças os mais variáveis que pode se imaginar, porém, é necessário que leve sempre em consideração as taxas de transação, quanto você paga nas vendas á vista, á prazo e/ou parcelado.

Se a venda será débito ou crédito (acredite, isso também tem diferença) e qual o tempo que você irá receber esse valor na conta corrente da sua empresa, afinal, os valores das vendas tem impacto direto no seu poder de negociação e compras, então fique atento e leia esse artigo até o final.

Quais meios de pagamento disponíveis para autopeças?

Hoje como mencionado acima, existem diversos meios de pagamentos, para não deixar esse texto muito extenso, vamos selecionar os principais aqui para vendas em loja, levando em consideração que para vendas online existem diversas outras formas de se receber ok?

Principais meios de pagamento:

Para falarmos dos principais meios de pagamento vamos analisar, valor do aluguel (anual) ou valor de compra, taxas para pagamentos, á vista, crédito a vista (30dd) crédito parcelado e porcentagem por parcela adicional, vale ressaltar que, no caso de haver taxa adicional por parcela, essa taxa deve-se ser somada à taxa de venda  à crédito 30dd, vamos exemplificar mais adiante.

Separamos os meios de pagamento que estão mais em destaque nos últimos dias para que você não fique com dúvidas, caso haja algum outro meio de pagamento não exemplificado neste artigo basta você seguir a tabela abaixo para ter um comparativo com a máquina que você deseja conhecer melhor.

Principais máquinas de cartão para autopeças

Pagseguro;

Mercadopago;

Safrapay;

Sumup;

Cielo;

Rede;

Getnet;

Stone.

Veja a tabela abaixo todos os modelos de máquinas, taxas meios datas de recebimento e tipos de conexões (3G/4G/Wi-Fi).

Principais meios de pagamento

Obs: No caso da maquininha ofertada pela empresa Safra (safrapay) o cliente tem um limite mínimo de faturamento por modelo de máquina, no caso do exemplo acima, é necessário o faturamento mínimo de 7 mil reais dentro dos 40 dias iniciais. Caso não ocorra, o cliente paga uma taxa de 100,00 (cem reais) e pode ser retirada a maquininha.

A máquina da Rede, segue quase o mesmo exemplo da Safrapay, também tem um limite para faturamento de 5 mil reais, caso o cliente não alcance o fluxo de vendas terá que pagar o aluguel de 69,90 (sessenta e nove reais e noventa centavos.

Quanto custa a maquininha de cartão

Meios de recebimento de vendas para autopeça

Levando em consideração que a sua autopeças tenha um bom fluxo de vendas e mensalmente consegue vender mais que 7 mil reais exigidos pela Safrapay e 5 mil da máquina da Rede, em questão de valor para compra/aluguel, essas duas são (Safrapay e REDE) as mais vantajosas, visto que são isentas. Porém, esse é apenas a ponta do iceberg, vamos seguir analisando.

Quais taxas das máquinas de cartões?

A máquina de cartão Sumup e a Safrapay são que possuem melhor taxa para venda á vista, sendo apenas 1,90% por venda. Infelizmente a Stone não informa taxas em seu site, visto que existem planos personalizados para cada possível cliente, então vamos desconsiderar as informações nesse comparativo.

Qual prazo para receber compras à vista da máquina de cartão?

Em sua maioria, as empresas de máquina para recebimento, disponibilizam contas digitais vinculadas às suas máquinas, dessa forma o processo de liberação do valor da venda à vista é de até 1 hora em alguns casos. Em outros casos fica em torno de 2 dias. Existem também alguns planos que o empreendedor por escolher o recebimento imediato, pagando uma porcentagem adicional para sobre suas vendas.

Caso o empresário opte por essa modalidade de receber de forma imediata precisa se atender uma vez que toda porcentagem paga sobre as vendas terá impacto negativo em seu caixa, reduzindo assim seu poder de aquisição.

Vale a pena pedir antecipação das vendas?

A Safrapay e a SumUp são as únicas que hoje cobram valor de antecipação das vendas, nesse caso é interessante apenas solicitar esse tipo de procedimento caso você realmente precise para fazer algum tipo de aquisição ou pagar alguma conta da empresa muito urgente.

Qual menor taxa sobre vendas à vista, crédito à vista e crédito parcelado?

Mais uma vez a Safrapay saí na frente com taxas zero para vendas de crédito a vista e crédito parcelado, tendo uma taxa elevada apenas no caso de antecipação do recebimento.

A segunda melhor vem a REDE do Itaú, com boas taxas sobre as vendas parceladas, também devemos levar em consideração a máquina do Pagseguro, que também está com boas taxas.

Qual maquininha de pagamento passa mais bandeiras de cartões?

Isso é algo que muitas pessoas exigem, uma máquina de cartão que aceite o maior número de cartões do mercado. Nesse caso temos a Cielo disparado aceitando cerca de 70 bandeiras, seguido pela Getnet com 32 bandeiras e Rede com 25 bandeiras aceitas.

ebook como abrir uma autopeças

 

Como devo calcular as taxas da minha máquina de cartão?

Nesse ponto muitos empresários pecam na hora de calcular o custo das vendas e escolher a melhor máquina para o seu negócio. Então sempre orientamos para que o empresário tente programar os seus recebimentos com o maior prazo possível, se uma máquina de cartão cobra 4.90% para te repassar o valor das vendas em 24h e 3.90% em 30 dias, tente se programar para receber esse valor com 30 dias. Peça também mais prazo para o seu fornecedor, negocie o melhor desconto à vista nas suas compras de mercadorias para revenda, dessa forma suas vendas irão sempre trabalhar ao seu favor.

Para o caso de pagamento à vista e venda no crédito á vista você paga apenas a taxa exigida pela máquina do cartão, já no caso de venda parcelada você deve somar as porcentagens adicionais por exemplo, no crédito à vista você precisa pagar 3,60% já no crédito parcelado existe ainda a porcentagem por parcela, por exemplo que seja 3,60% para pagamento parcelado e mais 2,90% por parcela, todos os meses seguintes você vai pagar esse percentual até que acabe o parcelamento das vendas.

Nesse caso 3,60% + 2,90 (parcela 2) + 2,90% (parcela 3) e assim por diante como se fosse juros compostos para um financiamento, neste caso acaba sendo um financiamento para o cliente, aí cabe à você empreendedor decidir assumir esses custo ou repassar para o cliente.

Não esqueça que toda venda realizada você empreendedor precisa obrigatoriamente emitir as NFCe ou, NFe e todos os demais comprovantes de compras para o seu cliente, esses documentos nós iremos contabilizar internamente para que a sua empresa permaneça sempre muito bem protegida.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre qual melhor maquina para sua loja de autopeças e queira uma ajuda, basta entrar em contato com a nossa equipe, estamos à sua disposição para ajudar você a ter o melhor sucesso.

Fale com a brasct por whatsApp

Brascont na Automec 2019

Em 27/04/2019 nós da Brascont, tivemos o grande prazer em ser a primeira contabilidade a expor com um estande em uma das principais feiras para o mercado de reposição de peças para automóveis.

Líder na América Latina a Automec anualmente reúne grandes marcas e fábricas de peças para reposição do mercado de autopeças, peças para linha média e pesada (utilitários e caminhões), trazendo sempre as inovações para o mercado.

Por que ir na Automec?

Bem, todos que desejam estar atualizados em seus devidos mercados precisam frequentar ambientes que sejam pertinentes para eles.

Nesse caso, a Automec como já falamos, é líder no segmento de reposição de peças, portanto, todo empreendedor, seja ele diretor, gerente, comprador ou até mesmo os próprios clientes finais podem e precisam frequentar uma feira como essa, além de poder ver novidades também é possível fazer um network, conhecer novas empresas, fazer parcerias comerciais e quem sabe até conseguir novos empregos, afinal nunca se sabe o que pode acontecer né.

Por que a Brascont Contabilidade expõe na Automec?

Isso é uma longa história, mas vamos tentar explicar de forma “resumida” para que você conheça um pouco mais sobre nós.

A Brascont Contabilidade é especializada para autopeças, distribuidores e importadores de peças automotivas, nós já atuamos no mercado a 46 anos realizando contabilidade para autopeças, projeção e recuperação tributária, além de diversos outros serviços.

Nós identificamos que diversas empresas do ramo de reposição de peças automotivas tem alguma dificuldade com relação às vendas, tributação e compras, tendo muitas vezes prejuízos financeiros com os impostos, hora pagando o que não é devido, hora pagando a maior, isso aconteceu principalmente após o início da cobrança antecipada dos tributos (Substituição tributária), o que ainda hoje geram muitas dúvidas.

ebook como abrir uma autopeças

Ao percebermos esses riscos que as empresas vêm enfrentando, nós decidimos ajudar os empreendedores criando um serviço especializado de consultoria e contabilidade para distribuidor, importador ou autopeças, ensinando e parametrizando os sistemas de gestão para essas empresas.

Para você ter ideia, hoje nós já recuperamos uma média de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) em impostos recuperados, é muito dinheiro, imagina o que você conseguiria fazer com esse valor como capital para sua empresa?

Por isso nós da Brascont Contabilidade decidimos virar expositores na maior feira para o ramo de reposição, para mostrar pra você empreendedor que você não está sozinho nessa, nós estamos próximos e dispostos a te ajudar a ter os melhores resultados com a sua empresa.

Fale com a brasct por whatsApp

O que é possível fazer pela sua empresa?

Durante a Automec 2019, nós criamos condições especiais para você que nos visitou, se você esteve lá no nosso estande deve se lembrar que além de todos os serviços especializado que oferecemos, nós montamos um plano para você também poder usufruir dos nossos serviços, podendo solicitar análise de uma possível recuperação tributária, análise para redução de impostos e/ou em alguns casos analisar a viabilidade de abrir um ecommerce, criando uma nova “frente” para o seu negócio.

Hoje existem muitas oportunidades para o seu negócio, basta que você seja bem assessorado para poder explorar todas essas oportunidades, identificando as que sejam mais rentáveis e quais podem ser destacadas.

Assim como nós fizemos todo um planejamento para realizar os nossos sonhos de virar expositores na Automec 2019, também iremos te assessorar para que você também realize os seus sonhos de crescer a sua empresa e quem sabe se for o caso também expor na Automec 2021 ou qualquer outro ano.

Quando e onde será a próxima Automec?

A próxima feira Automec irá acontecer em 2021, é isso mesmo, essa feira para o mercado de reposição só acontece a cada 2 anos.

Irá ser realizada entre os dias 13 a 17 de Abril de 2021 (terça a sábado), na São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda, São Paulo/SP).

Então já coloca na sua agenda para não perder e claro ir visitar o nosso estande nessa próxima edição também.

Nos vemos lá.

Fale com a brasct por whatsApp

Recuperação tributária para Auto Peças em São Paulo

Quem tem direito e como funciona?

Para que possamos seguir uma linha de raciocínio mais adequada vamos falar primeiramente o que é a recuperação tributária.

A recuperação tributária é a análise realizada por profissionais qualificados com amplo conhecimento tributário, para averiguar possíveis ocorrências de pagamentos duplicados ou de valor superior ao devido no ato das vendas realizadas pelo comércio de autopeças e/ou outros tipos de comércios que estejam enquadrados no simples nacional.

Isso ocorre devido a falta de conhecimento técnico e tributário no momento de fazer a parametrização de sistemas, geralmente no cadastro do produto que foi adquirido de uma indústria ou distribuidora de peças automotivas (também aplica-se a outros comércios).

Quando um produto está sujeito a substituição tributária (ICMS-ST) e é vendido para o comércio, obrigatoriamente precisa ser realizado o pagamento antecipado do icms pelo substituto (fábrica), ou seja reter o pagamento do ICMS na fonte, dessa forma o produto chega para o comércio com os impostos já recolhidos.

Como identificar os produtos já tributados e o que fazer?

O que ocorre com grande frequência é que, o NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) de um determinado produto está obrigado a realizar a retenção do ICMS-ST, neste caso quando este produto é cadastrado no sistema da autopeças precisa ter cuidado para não lançar ICMS a pagar no momento da venda.

Para que isso seja realizado com total segurança é primordial que a autopeças tenha um serviço de contabilidade especializado para autopeças ou que contrate um serviço de parametrização de sistemas onde será analisado todos os cadastros e NCM dos produtos de vendas.

Vale ressaltar que, alguns produtos vendidos pelas autopeças, por exemplo, alguns tipos de parafusos, também podem ser aplicados para construção civil, sendo tributados para um setor e para o outro não, o que pode gerar confusão no momento da venda.

Como saber se você tem direito na recuperação tributária?

Para saber se você pode recuperar créditos pagos de forma indevida, seja a maior ou duplicado, é necessário que você contrate uma empresa especialista em recuperação fiscal para autopeças, onde será utilizado sistemas específicos para identificar qualquer um dos casos acima.

Claro que existem diversas empresas que vendem esse tipo de serviço, porém, quando uma empresa é especialista em recuperação tributária para autopeças é muito mais assertivo que consigam identificar e solicitar a recuperação dos créditos.

Quanto custa o serviço de recuperação tributária para autopeças?

O serviço de recuperação fiscal ou recuperação tributária para autopeças em São Paulo pode ser oferecido em duas modalidades, com pequenas taxas de adesão mais um percentual sobre os valor recuperado ou em alguns casos empresas de contabilidade e recuperação tributária cobram apenas um percentual sobre o valor recuperado para os seus cliente.

Recuperação tributária para Auto Peças em São Paulo

Como posso receber o valor do crédito recuperado?

Comércio de autopeças enquadrados no simples nacional podem reaver esses valores de duas formas.

A primeira é com abatimentos nos valores devidos mensalmente, ou seja, se a sua autopeças precisar recolher R$ 5.000,00 (cinco mil reais) de ICMS no mês e essa mesma autopeças tiver crédito recuperado de R$ 10.000,00 (dez mil reais), pode ser realizado abatimentos até que todo o crédito recuperado seja utilizado.

Outra opção é a solicitação de depósito em conta, essa modalidade não é muito praticada devido ao longo prazo e exigências para que isso ocorra, mas tudo isso é explicado detalhadamente para o empresário, possibilitando a melhor tomada decisão.

Qual prazo máximo para solicitar a revisão e recuperação tributária?

O prazo máximo para recuperação tributária para autopeças em são paulo e demais atividade é de até 5 anos, passado esse período a possibilidade de recuperação é nula, ou seja tudo aquilo que foi pago de forma indevida ou a maior é perdido, por isso é tão importante que a análise de recuperação tributária seja feita o quanto antes para evitar que o empresário venha perder mais dinheiro com impostos pagos indevidamente.

Quais cuidados um proprietário de autopeças deve ter?

Para que o empresário tenha maior sucesso é indicado que você tenha uma assessoria contábil e tributária especializada em autopeças.

Nós da Brascont somos especialistas nesses serviços, hoje já alcançamos a margem de mais de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) em impostos já recuperados para nossos clientes.

Não fique de fora, solicite você também uma análise de recuperação tributária para sua autopeças, teremos o prazer em auxiliar em todo o processo.

Fale com a brasct por whatsApp

Contabilidade especializada para Autopeças

Não há como negar que a tecnologia trouxe inovação em todas as áreas.
Muitos setores sofreram mudanças e alterações.

O empreendedor do ramo de autopeças sabe o que mudou no seu setor?

Essas mudanças trouxeram vantagens ou desvantagens?

Quais os novos procedimentos exigidos pelo fisco para autopeças?

O varejo de autopeças foi alvo de mudanças tributárias recentes, ele e outros segmentos do mercado.
O recolhimento do ICMS é feito antecipadamente pelo fabricante hoje em dia. É responsabilidade dele.
É do fabricante a responsabilidade da retenção de todo o ICMS devido.

Essa medida trouxe possibilidade para o estado de combater efetivamente a sonegação do ICMS.
E o varejo também tem enfrentado algumas dificuldades relacionadas ao atendimento dos procedimentos de substituição tributária.

Essas regras ajudam muito na competitividade comercial de produtos as empresas que mantém regularidade de pagamento de impostos.

É claro que existem particularidades aplicáveis a cada um dos casos.

Isso também se aplica no momento da emissão e utilização da NF-e.

A NF-e é uma vertente do SPED.

O SPED é o sistema público de escrituração digital.
Ele agrega as notas emitidas.

Essas notas anteriormente eram emitidas de maneira manual e agora são geradas por meios digitais.
Essa medida de automatização de notas fiscais mudou drasticamente o controle e supervisão do fisco.

Isso fez com que as mercadorias partissem a circular através de DANFEs que são Documentos Auxiliares da Nota Fiscal Eletrônica.

Esse documento permite que sejam importados os dados relativos a cada um das notas fiscais que são recebidas ou emitidas.
Para que os pequenos e médios empresários tirem proveito dessas novas tecnologias, como proceder?

Para tirar o devido proveito é necessário que o empresário utilize os recursos que são disponibilizados por esses novos meios.

Na emissão na NF-e, por exemplo, contamos com a agilização no processo de envio e recebimento de notas fiscais.

Alem disso, com a redução significativa dos custos com impressão de talonário e etc.
A emissão de notas fiscais por meios eletrônicos evita muitos problemas, bem como que a empresa tenha notas emitidas sem procedência e possa rejeitar a emissão de notas erradas.

A importação de maneira direta desses documentos evita erros que anteriormente eram comuns na emissão manual e no momento da digitação de livros.

Isso também torna as tarefas mais ágeis e eficientes.
Há também uma equiparação significativa de competitividade tributária na ST.

Isso permite que as empresas pratiquem preços de maneira mais competitiva.
E também exerçam práticas de gestão adequadas, fugindo de práticas duvidosas e erradas.
A certificação digital trouxe maior segurança para o envio e no cumprimento de obrigações acessórias das empresas.

Tudo que esta digitalmente disponível permite consultas rápidas de informações.
E isso ainda evita a inconsistência no recolhimento das empresas.

Enfim, para que o empresário possa tirar mais proveito dessas novas tecnologias será necessária uma orientação para o uso de softwares.

Fale com a brasct por whatsApp

Ele precisa entender como utilizar os equipamentos de informática corretos e de maneira adequada.

Softwares preparados para Autopeças

Os softwares precisam atendem as exigências legais que são aplicáveis.
E ainda possuir assessoria condizente e que possa nortear as suas ações tributárias.
E as novidades não param por ai…

É preciso se preparar para medidas que serão implantadas nos próximos anos.
Há previsão de mudanças ainda mais significativas que envolverão as empresas.

Essas mudanças envolverão a ampliação dessas exigências para todas as empresas, independente de segmento ou porte.

A implantação e uso de etiquetas RFID (Radio-Frequency IDentification), essas etiquetas vão permitir a identificação por radio frequência das mercadorias.

Elas poderão ser fiscalizadas por meio eletrônico.
E no seu transito poderão ser barradas sem verificação manual pelo agente de fiscalização.
Todos esses processos envolvem o cruzamento de dados.

Com a entrega do SPED e com a inteligência tributária é possível chegar mais perto do combate total que envolve a sonegação fiscal.

A empresa tem como exigência estar plenamente adequada a legislação contábil, tributária e fiscal.

E como entender tudo isso mais a fundo?

Como não errar na entrega dessas obrigações e na operação dessas novas tecnologias?
Procure hoje mesmo um escritório contábil especializado.

Somente profissionais com experiência nesse nicho podem te orientar.

Quando opta por um escritório de contabilidade especializado faz uma escolha muito certa.

Pessoas que entendem cada problema que pode surgir e também entendem do seu ramo e consequentemente das suas duvidas podem ser o diferencial do seu negócio.

Não perca mais tempo!
Não corra riscos!

Fale com a brasct por whatsApp

 

Como aumentar os lucros de uma Autopeças

O setor de autopeças é detentor de uma atividade promissora.

Mas para obter sucesso por dessa atividade são necessárias estratégias para alavancar as vendas e obter lucros.

O aumento na frota de automóveis é exponencial e com isso há maior necessidade de peças e consequentemente chances de vender mais.

Esse aumento leva em consideração fatores diversos, entre eles especialidades, divulgação, localização e bons preços.

Além desse aumento a capacidade que o gestor tem no momento de trabalhar a base de clientes é essencial.

Quanto mais conhecer o cliente e suas necessidades mais chances de atendê-lo quando necessitar.

É importante para isso manter um histórico do cliente, de compras e periodicidade.

Para que uma autopeça dê lucro e progrida a gestão é essencial.

Outra maneira de obter aumento de lucros é com a instituição de inventário rotativo.

Você sabe o que é inventário rotativo?

Essa é uma maneira de inventário que realiza a contagem de apenas porções do estoque de maneira regular.

Ao invés de contar o estoque por completo.

Para que isso seja possível definem-se ciclos de contagem de modo que sejam contados todos os itens do estoque em período determinado.

Qual o objetivo utilizando esse método?

O objetivo central das empresas hoje em dia que precisam trabalhar com um estoque é reduzi-lo de forma que seja possível comprar apenas os itens que tem demanda.

Para que haja essa possibilidade é preciso ter noção exata da demanda e também conseguir prever variações a ocorrer.

Esse tipo de previsão evita quebras de estoque ou estoque sobressalente.

Quando existe uma previsão segura há margem de redução de estoque sem prejuízos a operação ou as vendas.

E esse tipo de inventário cíclico também permite identificar problemas na contagem e uma tomada rápida de decisão para correção.

Quando existe possibilidade de manter um estoque mínimo nas autopeças contamos com a redução do capital investido em estoque.

E isso aumenta os lucros.

É possível aperfeiçoar a armazenagem e reduzir custos pessoais na manutenção do estoque.

Esse tipo de inventário rotativo é indicado para grandes e pequenos estoques.

Ele aumenta a exatidão das informações e não compromete o nível do serviço.

É uma pratica logística que garante resultados positivos e está sendo usado mundialmente por empresas de sucesso.

Quais peças inventariar desse modo?

Todas as peças serão contadas, mas numa quantidade diferente conforme a classificação de prioridade em cada grupo de peças.

E como fazer essa priorização?

Existem vários métodos de priorização.

Existe a curva ABC para se definir diferentes tipos de critérios.

Seguem alguns exemplos:

Curva ABC segundo o critério de popularidade:  Os itens mais vendidos e consumidos no estoque se tornam prioritários e serão envolvidos em maior número de contagem.

Curva ABC segundo o critério de custo das autopeças: esta opção prioriza os itens mais caros. Eles serão contados com mais frequência.

Curva ABC segundo o critério de lucratividade das autopeças: Esse ponto prioriza os itens que trazem maior lucratividade para a contagem.

Existem outras possibilidades de critérios que envolvem itens com maior risco de furto ou roubo e com maiores riscos e defeitos.

A acuracidade que se refere à exatidão do estoque é também muito importante.

A acuracidade é a relação entre as quantidades das peças apontadas pelo sistema e o saldo real físico.

A média da acuracidade de empresas grandes é de 97% em seu estoque.

Quando deve ser realizado um inventário rotativo?

Ele pode ser realizado antes do ponto do pedido, antes ou depois do recebimento de uma compra, quando houver demanda de compra entre outros.

Cada empresa deve partir da análise de demanda para entender qual o tempo necessário de um ciclo de inventário rotativo.

É importante que pelo menos uma vez ao ano todos os itens sejam inventariados.

A vantagem de um inventário rotativo em relação a um inventário periódico é que o segundo gera picos de custo.

Quando a pretensão é de aumentar a lucratividade essa não é a melhor opção.

O inventário periódico é feito com o estoque fechado, e isso impacta diretamente nas vendas e operações da empresa.

O inventário periódico não busca causas para as diferenças e nem prove melhoria na precisão de informações.

Além disso, é um processo que a equipe de contagem tem que reaprender a cada vez que for realizar.

Em contrapartida o inventário rotativo não impacta diretamente na rotina operacional da empresa.

Não é necessário fechar as portas do estoque.

Ele facilita a tomada de ações corretivas e a equipe responsável acaba se familiarizando mais com as necessidades.

Isso melhora a exatidão das informações e a capacidade de gestão.

Para execução de um processo de inventário rotativo algumas atividades são essenciais.

É preciso um cadastro organizado para poder gerir as entradas e saídas de peças.

Existem softwares de gestão com baixos custos disponíveis no mercado.

Montar um plano de contagem também é importante.

Para isso é preciso definir um critério de prioridade e não esquecer que esses itens precisam ser contados mais de uma vez dentro do período.

Isso inclui um cronograma de contagem que é essencial.

Uma planilha com data e hora das contagens, classificando as peças que foram contadas e por quais profissionais é interessante também.

Após cada contagem é importante registrar em um documento as inconstâncias bem como as causas dos problemas que ocorreram. E também quais providências foram tomadas.

O objetivo da contagem cíclica é aumentar de maneira continua o índice de acuracidade do estoque.

Cada vez que for calculado estoque é importante que seja comparado com resultados anteriores.

O objetivo é a evolução ao longo do tempo.

Antes de cada contagem limpe e organize o local onde ela ocorrerá.

As causas de problemas podem ser várias:

  • Solicitação de compra em duplicidade
  • Trocas de códigos em entradas de produtos.
  • Trocas de código na saída de produtos
  • Não registrar a entrada dos produtos

As ações corretivas são respectivamente:

  • Conferencia das solicitações de compra
  • Conferencia dos códigos nas entradas
  • Conferencia de códigos na saída
  • Comparar entradas no sistema com a nota fiscal.

As empresas que permanecem com uma visão patrimonialista focam em realizar inventários anuais.

Realização inventários rotativos visa aperfeiçoar as atividades de gestão de estoque.

Dessa forma, aumentando a exatidão do estoque permite-se a sua redução de acordo com a demanda.

Esse tipo de ação traz mais lucratividade para a empresa.

Além de transformar a equipe em especialista nas contagens, motiva a encontrar e corrigir erros.

E evita a aquisição de itens que ficariam sobressalentes.

Mas para chegar a ter um estoque mínimo ideal numa autopeças a realização dos inventários rotativos e apenas um dos passos.

É preciso mais que isso.

É necessário saber:

  • Quando comprar
  • Quanto comprar
  • De quem comprar

E ainda automatizar por meio de um sistema cotações e compras.

É uma maneira inteligente de visar o aumento de lucros e que vem sendo utilizada por grandes empresas obtendo sucesso.