Shopee: nova taxa para vendedores CPF

A Shopee continua restringindo as possibilidades de venda com CPF na plataforma. Apesar de ser possível vender tanto com CNPJ quanto com CPF na Shopee, esse marketplace tem feito mudanças para incentivar os vendedores CPF a migrarem para o regime CNPJ.

Esse não é um movimento único da Shopee, muitos marketplaces não aceitam vendas por CNPJ, enquanto outros têm estabelecido restrições semelhantes, como o Mercado Livre, por exemplo. Acompanhe abaixo tudo o que você precisa saber sobre a nova taxa para vendedores CPF na Shopee.

O que muda para os vendedores CPF na Shopee?

No dia 1 de fevereiro de 2022, a Shopee começou a cobrar uma taxa adicional de R$ 3 para cada produto vendido por vendedores CPF que possuem grande volume de vendas. Recentemente, em 1 de junho de 2022, esse valor ficou ainda maior.

Os vendedores CPF que tiverem emitido mais de 900 produtos nos últimos três meses (média de 10 produtos por dia) passaram a ter que pagar R$ 5 de taxa por produto vendido, ao invés dos R$ 3 que estavam sendo cobrados anteriormente. Para os casos de produtos abaixo de R$ 10, a taxa estabelecida é a de metade do valor do item.

Além dessa taxa, ainda continua sendo necessário pagar uma comissão de 12% sobre o preço de cada produto. Portanto, se for vendido 1 item de R$ 100, o vendedor terá que pagar R$ 5 de taxa e R$ 12 de comissão, totalizando R$ 17.

Mas se forem vendidos 4 produtos de R$ 25 cada (totalizando R$ 100), o vendedor terá que pagar R$ 20 de taxa (4 x R$ 5) e R$ 12 de comissão (4 x R$ 3), totalizando R$ 32. Mesmo que o volume de vendas diminua posteriormente, essas taxas continuarão sendo cobradas.

Além disso, vendedores que têm faturamento anual superior a R$ 81 mil passaram a ter obrigação de emitir nota fiscal e, portanto, precisarão ter CNPJ.

Processo de migração para CNPJ 

As alterações foram apenas para vendedores CPF. Para os que vendem com CNPJ, as regras continuam as mesmas. Isso quer dizer que os vendedores CNPJ continuam não tendo que pagar uma taxa fixa por produto vendido, devendo arcar apenas com a comissão de 12%. Isso torna o regime CNPJ muito mais vantajoso para quem tem grande volume de vendas.

Os vendedores CPF podem evitar as novas taxas migrando para o regime CNPJ. A mudança de status ocorre em até 7 dias úteis. O processo de migração para CNPJ garante também o acesso ao sistema logístico da Shopee. Com isso, o vendedor pode enviar os produtos através de transportadoras parceiras.

Quem pretende continuar vendendo com CPF, terá que aumentar o valor dos produtos se quiser continuar tendo a mesma margem de lucro. Isso faz com que os itens de vendedores CPF sejam menos competitivos do que os de vendedores CNPJ.

Quem for abrir um CNPJ pode fazer isso de forma descomplicada através do regime MEI (Microempreendedor Individual), mas apenas se o faturamento anual for de até R$ 81 mil. Caso contrário, é preciso abrir uma ME (Microempresa) ou EPP (Empresa de Pequeno Porte).

Qual o motivo das mudanças

O principal motivo para que a Shopee e outros marketplaces, como o Mercado Livre, restrinjam as possibilidades de vender com CPF em suas plataformas é a tentava de garantir mais segurança jurídica.

Os órgãos de fiscalização governamental têm intensificado a supervisão das atividades em marketplaces. Além das questões tributárias, a venda com CNPJ torna mais clara a procedência das mercadorias.

Outro motivo é incentivar os vendedores a usarem o sistema de logística da Shopee. Para utilizar os serviços das transportadoras parceiras, é preciso emitir nota fiscal. Portanto, é preciso que o vendedor seja CNPJ.

A obrigação de emitir nota fiscal para quem fatura mais de 81 mil por mês se deve ao fato de que esse é o limite de faturamento para o enquadramento MEI. A questão é que o MEI não é obrigado a emitir nota fiscal quando vende para pessoa física, mas quem tem faturamento superior a esse limite é obrigado a fazer a emissão.

Conte com ajuda especializada para fazer a migração

O cerco contra a utilização de CPF nos marketplaces está cada vez maior. É por isso que a Shopee resolveu adotar essa nova taxa para vendedores CPF. Para evitar dores de cabeça, recomendamos que você faça já sua migração para CNPJ.

A Brasct é um escritório de contabilidade em São Paulo especializado em e-commerce e vendas por marketplaces. Conte com uma assistência especializada no tipo de negócio da sua empresa para fazer essa migração. Clique aqui.


Shopee: nova taxa para vendedores CPF


Shopee: nova taxa para vendedores CPF





Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?


Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?





Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?


Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?



Como vender produtos na internet?

Quer saber como vender produtos na internet? Você está em busca de novas formas de alcançar o seu público alvo sem ficar limitado em uma determinada área geográfica e aumentar as suas vendas e ainda não sabe por onde começar?

Neste artigo vamos falar como é possível você vender os seus produtos pela internet e com isso alcançar suas metas de vendas ou até mesmo começar um novo negócio, afinal neste artigo vamos falar de diversas possibilidades para você.

Vale a pena vender na internet?

Uma questão comum que vemos com muita frequência em diversos lugares e grupos de empreendedores, vender na internet realmente vale a pena?

Uns dizem que não por questões de logística, outros dizem que não por questões tributárias e já outros são totalmente adeptos e sempre falam dos benefícios em empreender no mercado online.

A nossa resposta é sim, vale a pena trabalhar de forma online vender produtos e serviços de forma 100% digital ou parcialmente tem sido um grande plus para diversas empresas que buscam melhorar os seus resultados nas vendas e utilizam diversas estratégias em conjunto e atuar de forma 100% online é com certeza uma das principais pelo simples fato de você sair de uma área limitada de atuação para uma área totalmente ampla atingindo diversas regiões se assim for o seu objetivo.

crescimento vendas pela internet no brasil em 2019

FONTE: nielsen.com/br

O que pode ser vendido na internet?

Hoje é possível vender praticamente tudo na internet desde produtos de uso e consumo, serviços principalmente se não houver a necessidade de ir até o cliente e até mesmo casas, carros, barcos, praticamente tudo.

Existem pessoas e empresas que vendem produtos de todos os tipos, vendem dos mais diversos tipos de serviços e até mesmo o próprio conhecimento, você já deve ter visto em anúncios nas mídias sociais pessoas oferecendo cursos online, esse é uma forma de vender os seus conhecimentos.

Como começar a vender e onde posso vender?

Para você começar a vender online você precisa ter em mente todo o processo da logística, desde a compra, armazenamento caso seja necessário e como enviar o produto para o seu cliente final.

Quando você define todo esse processo se torna mais fácil identificar tudo que será necessário para que você coloque os seus planos em prática, desde ferramentas, sistemas, emissores de nfs, formas de pagamento, armazenamento entre diversos outros pontos.

Por exemplo, uma pessoa/empresa que queira vender peças automotivas ou produtos cosméticos e ainda não possuí loja física terá que pensar desde quem serão os fornecedores, prazos de entrega, armazenamento, como e onde será vendido, como será feito o pagamento e emissão de notas fiscais e por fim como será o envio para o cliente final se será via correios ou transportadoras.

Já uma empresa que já possui loja física ou um armazém fica muito mais simples na hora de armazenar o produto otimizando o mesmo espaço para atender de forma física e online, utilizando até mesmo a mesma mão de obra para realizar ambos os atendimentos.

Depois disso você precisa pensar nas ferramentas de divulgação, como será a sua vitrine online?

A sua loja online (site/ecommerce/mercado livre/redes sociais) precisa ser otimizada, leve e ser segura tanto na navegação quanto nos meios de pagamento, é muito importante que você ofereça total segurança para o seu cliente, você será o responsável pelos dados inseridos no seu site então tenha muito cuidado para que os dados estejam protegidos e caso você utilize algum tipo de ferramenta de terceiros a dica é, utilize ferramentas seguras, analise as plataformas e busque sempre ver os depoimentos dos clientes para tomar a decisão de contratar essa plataforma.

Você precisa ter todo cuidado com esse tipo de terceirização por 2 motivos, um a segurança que já mencionamos acima, outra o custo envolvido, imagina você contratar uma plataforma para vender 500 produtos onde você precisa configurar manualmente cada um deles, agora imagina que ao terminar você perceba que a plataforma não atende todas as suas necessidades e você precisar mudar para outra plataforma.

Isso terá um custo altíssimo sem falar no transtorno e perda de tempo e dinheiro.

Caso você já tenha um serviço de contabilidade e eles sejam especializados em ecommerce ou distribuidores assim como nós da Brasct vale a pena conversar com o seu contador e pedir auxílio para analisar a questão tributária e se possível analisar se as plataformas atenderão as suas necessidades.

Vale mais a pena pagar pela consultoria do que correr riscos e ficar com prejuízos futuramente não é mesmo.

Como alcançar o seu público alvo e vender mais?

Depois de definir fornecedores, plataformas, logística e com tudo configurado é chegada a hora de começar a vender e para isso você precisa além de ter a sua loja online devidamente configurada em questões de estoque, custos, formas de pagamento, você precisará pensar nas estratégias que serão utilizadas.

Quem é o seu público alvo, onde o seu público está, qual o perfil desse público e quais seus hábitos de uso e consumo.

Tudo isso você consegue analisar com uma boa assessoria em marketing digital, um profissional experiente terá toda capacidade de te auxiliar na construção da sua persona e a criar as melhores estratégias para alcançar esse público e então começar a realizar as suas vendas.

Qual estratégia posso utilizar para vender mais?

Hoje existem diversas estratégias de vendas, já ouvimos falar em e-mail marketing, vídeo marketing, whatsapp marketing entre diversas outras técnicas e com todos esses tipos de “marketing” fica até mesmo difícil pensar em qual a melhor delas.

Uma coisa podemos falar, marketing é questão de teste, ao definir o seu público alvo e seus hábitos de uso/consumo você pode definir por onde deseja começar a sua estratégia.

Vale ressaltar que a estratégia que funciona para uma pessoa que vende cursos online, por exemplo, não é a mesma para quem vende serviços nem produtos físicos, mas, utilizando algumas estratégias em conjunto é totalmente possível você identificar a que melhor se aplica.

Em 2020 existe uma projeção que o aumento de uso de vídeos para vender seja o maior de todos os tempos.

consumo de vídeos na internet

E você pode e até deve utilizar o vídeo para criar uma conexão ainda maior com o seu público alvo.

Imagina que você vai vender esmaltes, é possível criar vídeos de conteúdos ensinando a aplicar o esmalte, qual melhor tipo, cuidados e como manter ele por mais tempo nas unhas.

Caso você venda peças automotivas é possível você ensinar o seu cliente como trocar as peças, as melhores marcas, como ter maior durabilidade sobre as importâncias de fazer a manutenção adequadamente.

E com essa técnica de vídeos você pode somar com a publicação nas principais mídias sociais, e claro fazer bom uso do Youtube Ads e Google Ads.

Cuidados na hora de vender produtos online

Ter cuidado na hora de vender online é primordial para que o seu negócio seja duradouro, já vimos casos de empresas que são muito boas de forma off-line e na hora de atuar de forma online acabam pecando com alguns cuidados.

A forma de tributação é diferente, você precisa ficar atento aos detalhes, por exemplo, como a sua empresa está enquadrada, você precisa alinhar com o seu escritório contábil o ajuste da sua empresa, os códigos de atividades não são os mesmos.

A o seu sistema precisa estar devidamente configurado, aqui na Brasct nós oferecemos o serviço de análise e parametrização de sistemas, onde analisamos como foi configurado o tipo de entrada e saída das NFs, CFOPs, Substituição Tributária (ST), PIS/COFINS entre diversos outros pontos.

Não basta simplesmente você criar uma loja online e sair vendendo, existe todo um cuidado a ser tomado no backstage, então antes de tomar as suas decisões consulte-nos nós com certeza podemos te auxiliar.

Proteja seus lucros das vendas online

Após conquistar os seus objetivos de criar a sua loja online, vender os produtos/serviços e ganhado muito dinheiro, é preciso você já ter planejado como proteger e como crescer ainda mais o seu negócio.

E mais uma vez a contabilidade faz a diferença.

Existem muitos escritórios contábeis que não estão devidamente preparadas para atender as suas necessidades deixando muitas vezes de fazer até mesmo a segregação tributária onde são separados os tipos de produtos pagando apenas o imposto devido sobre cada tipo de produto e não sobre o total do faturamento.

Essa técnica irá te ajudar a economizar e muito na hora de pagar os seus impostos, assim você não precisará ficar preocupado em pensar na recuperação tributária futuramente.

Se você está em busca de ter resultados reais, você precisa ter uma contabilidade que realmente entende e compreende do seu negócio e é isso que nós da Brasct oferecemos para os nossos clientes, soluções reais, que você pode confiar tranquilamente.

Fale com os nossos consultores e conheça mais vantagens em também se tornar nosso cliente.