Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?

Você já usa um ERP para gerenciar a sua empresa? Se não, você pode estar limitando o crescimento do seu negócio! Os empresários que ainda não conhecem essa ferramenta nem imaginam as oportunidades que podem estar perdendo. Um ERP garante agilidade, precisão e segurança para os processos da sua empresa.

Quando falamos de e-commerce, essa ferramenta se torna especialmente importante. Isso porque as empresas costumam ter diversos canais de venda, o que torna essencial o controle centralizado e automatizado de todas elas. A seguir, vamos explicar melhor por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce.

O que é um ERP

Um ERP é um software de gestão empresarial. ERP é uma sigla em inglês para “Enterprise Resource Planning”, que quer dizer Planejamento de Recursos Empresariais. Com um ERP, você gerencia a sua empresa como um todo, cuidando de todos os processos dentro de um único sistema.

Antes de existirem os ERPs, só havia sistemas modulares, ou seja, sistemas separados para cada processo, como emissão de notas, compras, financeiro, etc. Usar sistemas modulares faz com que os processos não sejam centralizados. Dessa forma, muita coisa ainda precisa ser feita de forma manual.

Se você tem muitos canais de venda, é inviável gerenciar tudo sem que haja um processo automatizado, ou seja, sem a necessidade da sua intervenção constante. É o caso das empresas de e-commerce que vendem em diversos marketplaces, especialmente quando há preços e kits diferentes em cada um deles.

Dessa forma, somente um ERP permite que você tenha um controle automatizado e integrado do seu negócio. Fazer os processos manualmente, além de improdutivo, impede o crescimento da sua empresa. Por isso, o ERP é uma ferramenta cada vez mais indispensável para a competitividade no comércio digital.

Funcionalidades do ERP

O ERP permite que você administre todos os processos da sua empresa em um único software. Nele, você consegue cuidar de cada necessidade do seu e-commerce. Essas são algumas das funções que um ERP oferece:

  • Emissão de notas fiscais: fazer as emissões através do ERP é muito mais organizado do que usar os emissores de cada marketplace em separado. Não é necessário fazer configurações e inserir dados repetidos a cada emissão. 
  • Registro de todas as operações: isso garante uma boa gestão de compras e de vendas, além de te fornecer dados estratégicos sobre esses processos para que você possa avaliá-los melhor. As informações de todos os canais de venda ficam disponíveis num só lugar.
  • Gestão de estoque: com o ERP, você pode acompanhar de forma sempre atualizada os produtos disponíveis no seu estoque, tornando o processo de reposição mais assertivo e possibilitando o planejamento de promoções e outras estratégias para dar vazão a produtos.
  • Organização dos processos financeiros: o software facilita o controle de processos como fluxo de caixa, contas a pagar, contas a receber, etc. Também é possível gerar relatórios que ajudam a avaliar a situação da empresa de forma objetiva.
  • Automação dos processos logísticos: o ERP tem integração com outras plataformas, fazendo com que os processos logísticos também possam se tornar mais independentes da sua ação constante.

Processo de implementação do ERP

Não basta contratar um ERP. É preciso implementá-lo e usá-lo corretamente. Algumas empresas costumam contratar um ERP e não implementá-lo de forma adequada. Com isso, o empreendedor acha que o software não está ajudando e acaba por cancelá-lo.

O ideal é usar um ERP desde o começo do seu e-commerce, porque é mais fácil implementá-lo nessa fase. Isso porque o negócio já desenvolvido tem muito mais operações a serem migradas para o ERP, o que torna o processo bem mais complexo.

Quando se trata de micro e pequenas empresas, muitas vezes os empreendedores acham que ainda não é necessário automatizar os processos, planejando fazer isso só quando crescerem. Mas a situação é a contrária: essa implementação é o que vai permitir o crescimento da empresa.

Implemente um ERP no seu e-commerce!

Deu para entender por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce? A Brasct é um escritório de contabilidade em São Paulo especializado na implementação de ERPs para empresas do comércio eletrônico. Se você vende seus produtos online, mas ainda não utiliza um ERP, conte com a Brasct para te ajudar a implementá-lo na sua empresa. 

Os clientes da Brasct ainda contam com uma grande oportunidade: 3 meses de acesso gratuito ao ERP Bling, Sistema de Gestão Empresarial Integrado (ERP) para E-commerce. CUPOM DE DESCONTO: #BRASCT 


O Bling é um dos ERPs mais usados e acessíveis. Ele funciona de forma totalmente online e permite a integração com mais de 250 plataformas de e-commerce, marketplaces e transportadoras. Torne-se um parceiro da Brasct e aproveite essa vantagem!


Shopee: nova taxa para vendedores CPF


Shopee: nova taxa para vendedores CPF





Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?


Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?





Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?


Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?



Principais processos financeiros de uma empresa

Estudos do SEBRAE indicam que não acompanhar corretamente a evolução das receitas e despesas está entre as causas de fechamento da maior parte das empresas no Brasil. Você sabe quais são os processos financeiros que o seu negócio deve manter? Caso não saiba ou não tenha certeza, não se preocupe: a seguir, vamos falar dos 10 principais processos financeiros de uma empresa.

Money Business GIF by JustStartInvesting

1. Contas a pagar e a receber

Esse é o processo que operacionaliza os pagamentos e recebimentos da empresa, sendo controlado pela tesouraria. As contas a receber vêm das vendas realizadas. Já as contas a pagar se relacionam a dívidas com fornecedores, impostos, custos de manutenção, salários dos funcionários, serviços terceirizados, entre outros.

Money Paying GIF by JustStartInvesting

2. Fluxo de caixa

É o controle sobre os processos de entrada e saída de dinheiro. A empresa não pode simplesmente pagar e receber as contas sem colocar tudo em um caderno, planilha ou software. É necessário pôr tudo “na ponta do lápis” para ter controle sobre as finanças. 

O fluxo de caixa é o que torna possível a tomada de decisões. Ao avaliar projeções, pagamentos e recebimentos, torna-se possível apreender as necessidade de captação e aplicação de recursos. Esse processo é essencial para gerenciar o saldo disponível e garantir o capital de giro.

Money Moneybag GIF by GMT

3. Captação de recursos

De modo geral, trata-se da captação de aportes para o caixa empresarial por meio de linhas de crédito. Mas além da possibilidade de recorrer a bancos e outras organizações financeiras, também é possível injetar capital a partir de sócios ou investidores. É um processo necessário em momentos de investimento ou de crise.

Money Save GIF by JustStartInvesting

4. Aplicação de recursos

Trata-se da realização de aplicações temporárias por meio das sobras de caixa. Geralmente são feitos investimentos em títulos de renda fixa, para que o dinheiro não fique parado e renda juros até o momento do resgate. São exemplos de investimento desse tipo as notas do tesouro nacional e as letras de câmbio.

Business Calculate GIF by JustStartInvesting

5. Faturamento

É a soma de todo o valor recebido pela empresa em determinado período. Como está relacionado ao controle das vendas, também passa pela emissão de Nota Fiscal, boletos e documentos de crédito. Isso porque são esses documentos fiscais que fazem o registro do faturamento. É importante para a definição de questões tributárias.

Time Work GIF by JustStartInvesting

6. Gestão de crédito e cobrança

Esse é um processo que tem duas funções: avaliar o acesso dos clientes ao crédito e fazer as cobranças dos valores não recebidos. Esses dois lados estão ligados porque conceder crédito sempre inclui o risco de inadimplência. Então, é preciso pensar em estratégias para diminuir essa ameaça e tornar as operações rentáveis o máximo possível.

High Five Processing GIF by blooom

7. Controle de estoque

Registra e fiscaliza a entrada e saída de produtos da empresa. A nível das mercadorias, é controlado pela logística. Mas do ponto de vista do controle dos valores que entram e saem, é atribuição da área financeira/contábil. Há dois tipos de controle: o permanente, que ocorre em tempo real, e o periódico, que serve para o balanço patrimonial.

Money Success GIF by JustStartInvesting

8. Gestão patrimonial

Atualiza o valor do patrimônio empresarial. Inclui a atualização da lista dos bens da empresa. Serve para avaliar o que está danificado, o que precisa ser comprado de novo, que tipo materiais de compra periódica precisam ser reabastecidos. É importante que esses gastos sejam bem registrados, para saber como impactam sobre a receita da empresa.

Money Save GIF by JustStartInvesting

9. Gestão orçamentária

Trata-se de uma projeção e avaliação de quais serão os custos e ganhos da empresa no próximo período. Busca ajustes de custos e despesas, garantindo a otimização do negócio. Através da lista de gastos e receitas previstos é possível estimar qual será a margem de lucro. Pode ser feito a cada mês, trimestre, semestre ou ano.

singularfact data visualization singular fact data dashboard GIF

10. Demonstração de resultados

O último dos 10 principais processos financeiros de uma empresa. Nele, cruza-se receitas, custos e resultados. Com isso, determina-se de forma transparente os ganhos líquidos da empresa. Não adianta prever como serão as finanças e controlá-las diariamente sem avaliar se deram os resultados esperados. 

É feito por meio da produção de um relatório que contém as demonstrações necessárias para que os gestores possam avaliar os próximos passos da empresa.

Conte com nossa ajuda nesses processos!

Ficou claro quais são os principais processos financeiros de uma empresa? A BRASCT é o escritório de contabilidade em São Paulo com a maior experiência e capacitação para ser parceiro da sua empresa na organização deles. 

Fazemos a gestão do setor financeiro de micro e pequenas empresas prestadoras de serviços. Nosso trabalho inclui a gestão de fluxo de caixa, gestão de contas a pagar/receber, relatórios de desempenho financeiro, além de conciliação financeira e bancária.

Também lançamos as contas da empresa para pagamento por meio do internet banking, bastando ao cliente aprovar o pagamento. Nosso usuário é exclusivo para lançamentos, não realizando outras transações.

Quer saber mais sobre o nosso trabalho? Entre em contato com a gente!