Contabilidade 4.0: como a Inteligência Artificial está revolucionando o setor

Com o avanço da tecnologia, o tempo em que se associava a contabilidade apenas à escrituração contábil e ao cumprimento das obrigações fiscais e tributárias ficou para trás. A chegada da Inteligência Artificial (IA), por sua vez, tem trazido para a contabilidade relevantes transformações digitais, como por meio da chamada “Contabilidade 4.0” que tem revolucionado a maneira como os profissionais da área trabalham e tomam decisões.

A Contabilidade 4.0 é uma nova abordagem para a gestão contábil que utiliza tecnologias digitais avançadas para automatizar processos, melhorar a eficiência e qualidade dos serviços, reduzir custos e oferecer insights valiosos. Com a ajuda de algoritmos, as empresas podem coletar, processar e analisar grandes volumes de dados em tempo real, realizar atividades repetitivas e burocráticas de forma automática, reduzindo o tempo gasto com tarefas operacionais.

Isso permite aos contadores maior concentração para análises mais complexas e tomadas de decisões estratégicas. Além disso, a Inteligência Artificial pode ser usada para prever tendências financeiras, detectar fraudes, agilizando processos de auditoria e garantindo a conformidade com as normas e regulamentações contábeis.

Também é possível a realização de análises preditivas, que, no que lhe concerne, podem ser usadas para prever comportamentos do consumidor, prever o desempenho financeiro, prever defeitos em equipamentos e prever tendências de mercado.

Benefícios da implementação da IA

Um dos principais benefícios da implementação da Inteligência Artificial (IA) na contabilidade é a automatização de processos manuais e repetitivos. Com a ajuda da IA, tarefas como classificação de despesas, conciliação bancária, cálculo de impostos e elaboração de relatórios contábeis podem ser realizadas de forma mais rápida e eficiente, reduzindo o tempo gasto com atividades operacionais, erros humanos e permitindo que os contadores se concentrem em atividades de maior valor agregado, como análises mais complexas e precisas em curto tempo.

A IA pode ajudar ainda a identificar áreas em que os custos podem ser reduzidos, identificando despesas excessivas ou otimizar o fluxo de caixa, além de coletar e processar grandes quantidades de dados financeiros de forma automatizada. Isso inclui a extração de dados de fontes externas, como relatórios de mercado e dados de clientes, bem como dados internos, a exemplo dos registros financeiros e contábeis. Também é possível mensurar tendências e padrões nos dados financeiros, ajudando a prever tendências futuras.

Gestão financeira e empresarial:

No campo das finanças das empresas, a Inteligência Artificial assume um posto de relevância. Veja algumas contribuições:

1.     Detecção de fraudes:

pode identificar padrões suspeitos nas transações financeiras e alertar as empresas para possíveis fraudes. Isso pode ajudá-la a detectar fraudes mais rapidamente e reduzir os prejuízos.

2.     Gerenciamento de riscos:

contribui na identificação e gerenciamento de riscos financeiros, como a volatilidade do mercado e a exposição cambial. Isso colabora para que as empresas tomem medidas preventivas para minimizar os riscos e proteger suas finanças.

Ferramentas:

Existem várias ferramentas de Inteligência Artificial (IA) que podem ser usadas para aumentar a agilidade na geração e análise de relatórios financeiros. Algumas das mais comuns incluem:

1.     Processamento de Linguagem Natural (PLN):

A PLN é uma técnica de IA que permite que os sistemas compreendam e processem a linguagem humana. Útil para analisar grandes quantidades de dados financeiros e gerar relatórios automaticamente.

2.     Aprendizado de Máquina (Machine Learning):

possibilita que os sistemas aprendam e melhorem com o tempo. Previsão de tendências financeiras e identificar oportunidades de investimento.

3.     Robótica de Processos Automatizados (RPA):

é uma tecnologia que permite que os sistemas executem tarefas repetitivas de forma autônoma, como geração de relatórios financeiros, reduzindo o tempo e o esforço necessários para concluir essa tarefa.

4.     Análise de Dados:

possibilita que os sistemas identifiquem padrões e tendências em grandes conjuntos de dados. Indicado para analisar dados financeiros e gerar relatórios mais precisos e detalhados.

5.     Chatbots:

são sistemas de conversação que podem ser usados para responder a perguntas e fornecer informações financeiras aos usuários. Isso pode ser usado para fornecer informações financeiras em tempo real e reduzir a necessidade de gerar relatórios.

Desafios

A implementação de IA na contabilidade não é isenta de desafios. Para superá-los, é essencial a formação de profissionais e a integração de sistemas. Os profissionais precisam ter conhecimento técnico sobre IA, visto que a falta dele pode levar a erros na implementação e uso inadequado da tecnologia, resultando em ineficiência operacional e na obtenção de resultados imprecisos. 

Outro desafio é a integração de sistemas. Ela permite que a IA interaja com outras ferramentas e sistemas da empresa, facilitando o acesso a informações relevantes e melhorando a eficiência e a qualidade dos processos contábeis, o que pode ser um processo complexo que requer compreensão completa da arquitetura do sistema e identificação de possíveis conflitos ou problemas de compatibilidade. 

Além disso, é preciso destacar que a IA na contabilidade também apresenta desafios em relação à ética e à privacidade dos dados, uma vez que possibilita a coleta e análise de dados pessoais e confidenciais, o que exige cuidados especiais para garantir a privacidade e a segurança dessas informações.

Segurança e privacidade dos dados financeiros

Com a crescente utilização de sistemas de inteligência artificial na área financeira, a segurança e a privacidade dos dados financeiros tornam-se cada vez mais importantes. Elas são fundamentais para garantir que informações como contas bancárias, históricos de transações e informações pessoais sejam protegidas contra fraudes.

As empresas que utilizam sistemas de IA em finanças devem garantir que os dados dos clientes sejam protegidos e mantidos em sigilo. Isso inclui o uso de medidas de segurança, como criptografia de dados, autenticação de usuário e protocolos de segurança. Ao não priorizarem a segurança e a privacidade dos dados financeiros, podem enfrentar graves consequências financeiras e de reputação.

Perspectivas para o futuro da contabilidade

A IA vem trazendo muitas oportunidades para automatizar processos contábeis e melhorar a detecção de fraudes e erros, com isso, as perspectivas para o futuro da contabilidade são promissoras. No entanto, para se preparar para essas mudanças, as empresas precisam estar dispostas a investir em tecnologia e capacitação de seus profissionais e a repensar seus processos contábeis.

Essa integração contabilidade x Inteligência Artificial pode ser um processo gradual. Vale começar com projetos-piloto e testes de conceito antes de implementar completamente a tecnologia em toda a empresa.

Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?

Você já usa um ERP para gerenciar a sua empresa? Se não, você pode estar limitando o crescimento do seu negócio! Os empresários que ainda não conhecem essa ferramenta nem imaginam as oportunidades que podem estar perdendo. Um ERP garante agilidade, precisão e segurança para os processos da sua empresa.

Quando falamos de e-commerce, essa ferramenta se torna especialmente importante. Isso porque as empresas costumam ter diversos canais de venda, o que torna essencial o controle centralizado e automatizado de todas elas. A seguir, vamos explicar melhor por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce.

O que é um ERP

Um ERP é um software de gestão empresarial. ERP é uma sigla em inglês para “Enterprise Resource Planning”, que quer dizer Planejamento de Recursos Empresariais. Com um ERP, você gerencia a sua empresa como um todo, cuidando de todos os processos dentro de um único sistema.

Antes de existirem os ERPs, só havia sistemas modulares, ou seja, sistemas separados para cada processo, como emissão de notas, compras, financeiro, etc. Usar sistemas modulares faz com que os processos não sejam centralizados. Dessa forma, muita coisa ainda precisa ser feita de forma manual.

Se você tem muitos canais de venda, é inviável gerenciar tudo sem que haja um processo automatizado, ou seja, sem a necessidade da sua intervenção constante. É o caso das empresas de e-commerce que vendem em diversos marketplaces, especialmente quando há preços e kits diferentes em cada um deles.

Dessa forma, somente um ERP permite que você tenha um controle automatizado e integrado do seu negócio. Fazer os processos manualmente, além de improdutivo, impede o crescimento da sua empresa. Por isso, o ERP é uma ferramenta cada vez mais indispensável para a competitividade no comércio digital.

Funcionalidades do ERP

O ERP permite que você administre todos os processos da sua empresa em um único software. Nele, você consegue cuidar de cada necessidade do seu e-commerce. Essas são algumas das funções que um ERP oferece:

  • Emissão de notas fiscais: fazer as emissões através do ERP é muito mais organizado do que usar os emissores de cada marketplace em separado. Não é necessário fazer configurações e inserir dados repetidos a cada emissão. 
  • Registro de todas as operações: isso garante uma boa gestão de compras e de vendas, além de te fornecer dados estratégicos sobre esses processos para que você possa avaliá-los melhor. As informações de todos os canais de venda ficam disponíveis num só lugar.
  • Gestão de estoque: com o ERP, você pode acompanhar de forma sempre atualizada os produtos disponíveis no seu estoque, tornando o processo de reposição mais assertivo e possibilitando o planejamento de promoções e outras estratégias para dar vazão a produtos.
  • Organização dos processos financeiros: o software facilita o controle de processos como fluxo de caixa, contas a pagar, contas a receber, etc. Também é possível gerar relatórios que ajudam a avaliar a situação da empresa de forma objetiva.
  • Automação dos processos logísticos: o ERP tem integração com outras plataformas, fazendo com que os processos logísticos também possam se tornar mais independentes da sua ação constante.

Processo de implementação do ERP

Não basta contratar um ERP. É preciso implementá-lo e usá-lo corretamente. Algumas empresas costumam contratar um ERP e não implementá-lo de forma adequada. Com isso, o empreendedor acha que o software não está ajudando e acaba por cancelá-lo.

O ideal é usar um ERP desde o começo do seu e-commerce, porque é mais fácil implementá-lo nessa fase. Isso porque o negócio já desenvolvido tem muito mais operações a serem migradas para o ERP, o que torna o processo bem mais complexo.

Quando se trata de micro e pequenas empresas, muitas vezes os empreendedores acham que ainda não é necessário automatizar os processos, planejando fazer isso só quando crescerem. Mas a situação é a contrária: essa implementação é o que vai permitir o crescimento da empresa.

Implemente um ERP no seu e-commerce!

Deu para entender por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce? A Brasct é um escritório de contabilidade em São Paulo especializado na implementação de ERPs para empresas do comércio eletrônico. Se você vende seus produtos online, mas ainda não utiliza um ERP, conte com a Brasct para te ajudar a implementá-lo na sua empresa. 

Os clientes da Brasct ainda contam com uma grande oportunidade: 3 meses de acesso gratuito ao ERP Bling, Sistema de Gestão Empresarial Integrado (ERP) para E-commerce. CUPOM DE DESCONTO: #BRASCT 


O Bling é um dos ERPs mais usados e acessíveis. Ele funciona de forma totalmente online e permite a integração com mais de 250 plataformas de e-commerce, marketplaces e transportadoras. Torne-se um parceiro da Brasct e aproveite essa vantagem!


Shopee: nova taxa para vendedores CPF


Shopee: nova taxa para vendedores CPF





Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?


Dropshipping na Shopee: vale a pena fazer?





Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?


Por que o ERP é a ferramenta mais importante para o e-commerce?



Você sabe qual a importância da contabilidade para o setor financeiro empresarial?

Empreender exige uma série de habilidades e conhecimentos, que devem estar muito bem alinhados, para atingir os objetivos traçados. Obviamente, não basta ter uma boa ideia, é preciso complementar essa boa ideia com práticas e serviços funcionais, tornando o empreendimento viável e sólido.

Uma dessas exigências essenciais para o sucesso empresarial, tem a ver com um setor específico que influencia no desenvolvimento de praticamente todas as ações da empresa. Trata-se da famosa CONTABILIDADE.

A CONTABILIDADE E SAÚDE FINANCEIRA

De modo geral, é comum a noção de que a contabilidade é um serviço voltado ao pagamento de imposto. Embora tal afirmação não esteja errada, ela é bem simplista. O papel do setor de contabilidade vai muito além disso, atuando como fator decisivo na saúde financeira de uma empresa.

Qualquer negócio, independentemente do segmento, envolve captação, aplicação e manutenção de recursos. Dentro disso, há práticas que determinam efetivamente uma boa ou má gestão financeira, como compras, vendas, faturamentos, fluxos de caixas, custos fixos, investimentos etc.

Portanto, o setor de contabilidade recolhe todas essas informações relacionadas aos recursos da empresa, para a partir daí, permitir uma estratégia de gestão financeira condizente com as necessidades e exigências específicas de cada negócio.

Isto é, a contabilidade recolhe, registra, formata e analisa dados que se relacionam com os recursos de determinada empresa, o que possibilita um planejamento mais embasado.

Mas, objetivamente, quais seriam as responsabilidades mais centrais do setor de contabilidade? Confira!

FUNÇÕES DO SETOR DE CONTABILIDADE

• Acompanhamento e auxílio no pagamento de impostos;

• Escrituração de dados contábeis e geração de demonstrações;

• Levantamentos e balancetes sobre a situação patrimonial da empresa;

• Repasse de obrigações acessórias;

• Recuperação de impostos;

• Fechamento e abertura de empresa;

Como visto, a contabilidade estabelece relação com práticas importantíssimas para o funcionamento da empresa. Além disso, é a partir desses serviços que a gestão financeira pode traçar objetivos de crescimento e desenvolvimento de um negócio.

IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE UMA EMPRESA

Atualmente, as empresas mais consolidadas a atentas promovem uma integração entre os setores de contabilidade e gestão financeira. A justificativa dessa conexão é simples: sabendo, com precisão, todas as obrigações e exigências às quais o negócio está sujeito, é possível visualizar melhor como os recursos podem ser utilizados.

Tal integração vem se tornando ainda mais aplicada com o desenvolvimento da tecnologia da informação, que permite recolher informações com mais rapidez e qualidade. Assim, cada vez mais as empresas têm condições de ampliar a as possibilidades de acerto nas tomadas de decisões.

Por exemplo, relacionando as atividades de determinada empresa com as obrigações tributárias dela, o setor de contabilidade pode propor um regime de tributos mais adequado, economizando recursos para empresa ou, ainda, ao perceber algum tipo de alteração na legislação tributária, cabe ao contador repassar essas atualizações, livrando a empresa da possibilidade de multas e tributos indevidos.

BRASCONT – CONTABILIDADE

Gostou das nossas dicas para a gestão de sua empresa? Então, conheça os serviços de contabilidade da Brascont

Especializada no ramo de contabilidade autopeças, a Brascont oferece todo o suporte contábil necessário para que seu negócio prospere e se consolide. Falou em contabilidade Osasco, falou em Brascont!

De que forma o setor de contabilidade está relacionado com o financeiro das empresas?

Você conhece a importância da sincronia entre os setores de contabilidade e financeiro das empresas? Tire suas dúvidas em nosso artigo.

A importância do setor de contabilidade

O setor de contabilidade é indispensável na gestão financeira do negócio. Mais do que o cumprimento de obrigações legais, como o pagamento de taxas e impostos, é a contabilidade que permitirá o conhecimento do capital de giro, custos gerais, giro do estoque, além de outras informações essenciais para um planejamento financeiro efetivo.

Ainda há uma parcela de pequenos empresários que não consideram o setor de contabilidade como parte imprescindível da rotina empresarial. O principal papel da contabilidade é a criação de estratégias focadas em resultados que permitirão o crescimento e a manutenção da empresa.

As funções básicas do setor de contabilidade no financeiro das empresas

O setor de contabilidade vai zelar pela saúde financeira da empresa, por meio de suas funções, desde a abertura até o fechamento do negócio. A seguir, foram listadas algumas atribuições:

• Controle tributário;

• Escrituração de fatos contábeis;

• Balanços patrimoniais e balancetes contábeis;

• Obrigações acessórias;

• Acompanhamento de documentações.

Impacto do setor de contabilidade no setor financeiro das empresas

É inegável dizer que uma gestão financeira bem-sucedida depende da sincronização com o setor de contabilidade. Essa harmonia promove o que os gestores precisam para alavancar o negócio: a tomada de decisões assertivas.

Essas decisões dependem de dados confiáveis e sólidos que são fornecidos pelo setor de contabilidade. Outro ponto a ser observado é a gestão tributária, algo complexo em nosso país, e que deverá receber o suporte de profissionais de confiança para que o caixa da empresa não seja comprometido.

Descubra 4 motivos para contratar um serviço de contabilidade especializada para o seu negócio.

É o profissional de contabilidade que vai aferir qual o regime tributário em que a empresa se encaixa, gerando economia, além de eliminar atrasos no recolhimento de impostos e manter a empresa legalizada.

O resultado desse trabalho é uma gestão financeira adequada, com um melhor uso dos recursos destinados ao pagamento de impostos. Além disso, o contador vai manter-se sempre atualizado, garantindo que não haja surpresas quando o assunto é o pagamento de tributos, evitando multas. É válido lembrar que as leis tributárias são atualizadas com certa frequência.

É por meio da capacidade de mensuração do setor de contabilidade e completo domínio sobre a legislação que será possível trazer mais precisão para a situação financeira da empresa, promovendo a tomada de decisões assertivas.

Gestão contábil da empresa

Para revolucionar o setor financeiro da empresa, é necessário contar com um setor de contabilidade sólido. A contabilidade se divide entre interna e externa, sendo a primeira responsável por levar os dados contábeis a conhecimento de todos os colaboradores envolvidos no processo e a segunda, responsável pela organização dos demonstrativos financeiros.

Embora o resultado final seja de uma contabilidade única, é essa divisão que vai simplificar a rotina do setor financeiro, de forma que a seleção de informações seja mais ágil e precisa, trazendo uma maior fluidez nas finanças da empresa.

Entre em contato para ter uma assessoria contábil que faz a diferença.

Contabilidade X financeiro: você sabe qual a diferença entre as duas áreas?

As diferenças fundamentais entre o setor de gestão financeira e a área de contabilidade são um assunto bastante interessante quando falamos de administração das empresas. Ambos os campos são importantíssimos para as organizações e, quando bem gerenciados, alavancam o empreendimento para maiores níveis de eficiência e competitividade.

Apesar de serem frequentemente confundidas, as áreas do financeiro e da contabilidade da empresa desempenham funções muito distintas. Para colocar em termos resumidos, podemos dizer que os profissionais do setor contábil trabalham com os dados de maneira mais analítica, enquanto no setor financeiro o fluxo monetário é visto de forma mais prática e objetiva.

Você sabe o que essas distinções entre o setor financeiro e contábil significam no dia a dia da empresa? Neste texto, apresentaremos mais detalhes sobre cada uma delas, explicando porque ambas são essenciais para o bom funcionamento e para um melhor desempenho do negócio.

Princípios básicos do setor contábil

Em qualquer organização que lida com movimentação de dinheiro e fluxo de caixa, é necessário existir um âmbito de trabalho que esteja focado apenas nas questões contábeis. Os profissionais dessa área desempenham funções como a análise dos dados financeiros, o que foi gasto pela empresa, quais investimentos foram realizados, quais dívidas estão pendentes, etc.

Além disso, é função do campo contábil das empresas garantir que elas estejam cumprindo as normas e regulamentações vigentes na lei em relação à recuperação de impostos e encargos trabalhistas. A contabilidade também garante o registro formal dessas movimentações financeiras, resguardando a organização em contratos e trocas com os diferentes fornecedores e com os clientes.

 

Princípios básicos do setor financeiro

Se a área contábil está voltada para a análise apurada dos dados financeiros mais voltada para o passado, a gestão financeira de uma empresa está mais preocupada com o presente e consequentemente com o futuro.

São os profissionais desse setor, o qual também pode ser chamado de tesouraria, que apuram a condição e a disponibilidade atual do fluxo financeiro da empresa, se está propícia a novos investimentos ou não. É por esse motivo que essa é uma parte muito estratégica em todos os empreendimentos.

Resultados melhores para a empresa

Com a união da parte analítica proporcionada pela contabilidade e da praticidade aplicada pela gestão financeira, as empresas ganham em resultados e eficiência. Com uma estrutura consolidada de dados monetários, os gestores têm maior base tanto para entender o contexto financeiro da corporação quanto para pensar em caminhos futuros que tragam uma melhor performance do negócio como um todo.

Campos complementares

Apesar de desempenharem funções distintas, ambas as áreas dependem substancialmente uma da outra. Com o bom desempenho da parte contábil da empresa, a tendência natural é que a gestão financeira tenha dados mais precisos para saber onde, quando e como investir em oportunidades de crescimento para o negócio.

Ou seja, nesse sentido, a atuação do setor financeiro serve como uma espécie de “extensão” da área de contabilidade. O bom resultado da gestão financeira da empresa, influencia diretamente no desempenho  contábil.