Descubra porque mais de 1000 clientes já escolheram a BRASCT para ser o seu escritório de contabilidade

A BRASCT é um escritório de contabilidade formado por especialistas que trabalham com muita seriedade para assegurar a satisfação de seus clientes no que diz respeito aos processos contábeis, tributários e de recursos humanos. Nossos clientes gerenciam seus negócios com a tranquilidade de saber que estamos ao seu lado, prezando sempre por um trabalho sério e meticuloso.

Os processos contábeis de uma empresa, mesmo as empresas de pequeno porte, envolvem muitos detalhes que podem parecer confusos para alguém que não é da área. No entanto, o nosso trabalho é voltado exatamente para entender esses processos, estarmos constantemente atualizados e buscar as melhores soluções para nossos clientes.

 

Suporte qualificado e processos otimizados 

Na BRASCT disponibilizamos suporte qualificado. Nossa equipe está disponível sempre que necessário através do Whatsapp, e-mail ou telefone. Para que a comunicação entre os clientes e o escritório de contabilidade seja mas ágil, nossos processos são otimizados. Vale ressaltar que essa otimização inclui além dos procedimentos tributários e contábeis, os processos de recursos humanos.

 

Treinamento

Além desse suporte constante, oferecemos treinamentos para os gestores da sua empresa, o que aumenta a assertividade dos processos e a segurança de seu negócio. 

 

Young businesswoman at office Free Photo

Análise e recuperação tributária

O nosso escritório de contabilidade também fará uma análise tributária da sua empresa. A equipe da BRASCT é eficiente e se atualiza constantemente para garantir que, a partir das necessidades de seu empreendimento, vamos indicar o melhor regime de tributação em função do momento vivido pela empresa. Esse cuidado pode significar redução na carga tributária, o que consiste muitas vezes em uma economia expressiva.

O que muitos empreendedores não sabem, mas que também pode ser realizado com o auxílio de nosso escritório de contabilidade é a recuperação tributária. Recupere o valor total ou a maior parte dos impostos pagos de forma indevida nos últimos 5 anos.

Parametrização de sistemas

Através da parametrização de sistemas, o escritório de contabilidade consegue averiguar e corrigir configurações tributárias que estejam incorretas. Nós da BRASCT realizamos um trabalho atento e cauteloso nesse sentido, para garantir que sua empresa esteja em dia com a lei, evitando riscos e problemas no futuro.

 

Front view of smiley elegant businesswoman using laptop with copy space Free Photo

Consultoria empresarial

A equipe do nosso escritório de contabilidade também disponibiliza serviços de consultoria empresarial em diversas áreas. Podemos auxiliá-lo com:

  • Planejamento Tributário;
  • A implementação do ERP (sistema de gestão que integra diferentes operações no negócio em um único lugar, centralizando as informações);
  • Análise de processos de importação por outros Estados.
  • Ressarcimento de ICMS ST SP de acordo com a Portaria CAT 42/2018.
  • Ressarcimento de PIS e COFINS monofásico para empresas do Simples Nacional e Lucro Presumido.
  • Revisão e Parametrização de ERP: cadastro de itens, cfops, cst, alíquotas de impostos. Revisamos e parametrizamos.

BRASCT: Apoio constante de um escritório de contabilidade sério e eficaz

Procurar um escritório de contabilidade de sua confiança é izmportante em todos os processos da empresa. Existem alguns processos simples, como abrir um CNPJ; no caso do Microempreendedor Individual (MEI), por exemplo, a abertura do CNPJ é feita em questão de minutos. 

No entanto, para uma gestão eficaz, mesmo nos primeiros passos da constituição do negócio, é preciso uma análise minuciosa dos processos que serão desenvolvidos pela empresa.

Ter ao seu lado um escritório de contabilidade será de grande valia em vários momentos. Além de organizar os processos de gestão tributária, contábil e recursos humanos, a BRASCT estará sempre a disposição para auxiliá-lo, esclarecer dúvidas e averiguar as mudanças e atualizações nos procedimentos legislativos. 

Os clientes escolhem a BRASCT pois têm a tranquilidade de trabalhar com uma empresa séria, atualizada e empenhada. Buscamos a satisfação de nossos clientes e nos asseguramos de que os processos da empresa estejam sempre de acordo com a legislação, sem a necessidade de pagar mais que o devido. 

Esses são apenas alguns dos motivos que fazem com que a nossa assessoria seja fundamental e conquiste tantos clientes. Para saber mais sobre como podemos ajudar a você e ao seu negócio entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas. Estamos prontos para ajudá-lo.

Como calcular os impostos de uma pequena empresa?

Você tem ou trabalha em uma pequena empresa e quer saber como calcular os impostos corretamente? Você sabia que ao apresentar o regime tributário mais adequado para o seu negócio, o escritório de contabilidade pode ajudá-lo a economizar dinheiro através de uma taxa reduzida de impostos?

É verdade que muitas empresas passam anos pagando tributos acima do necessário porque a escolha do regime tributário não foi feita adequadamente. Por esse motivo, o escritório de contabilidade deve estar sempre atendo às mudanças na legislação e também à situação financeira de seus clientes. 

A escolha do regime tributário depende não só do faturamento como do segmento no qual a empresa está enquadrada e as atividades exercidas. 

O escritório de contabilidade deve apresentar o melhor regime tributário para a sua empresa

O regime tributário irá definir quais impostos deverão ser pagos pela sua empresa, quando e em quais períodos. Existem três tipos de regimes tributários no Brasil: 

  • Simples Nacional
  • Lucro real
  • Lucro presumido

1. Simples Nacional

O Simples Nacional é o Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. 

Trata-se de um regime tributário simplificado e também facultativo; ou seja, as microempresas e empresas de pequeno porte que cumpram os requisitos podem optar ou não por ele. O Simples é um sistema que apresenta alíquotas mais baixas em comparação aos outros regimes, além de uma agenda tributária mais simples e fácil de cumprir e controlar.

Por esses motivos, o Simples costuma ser um sistema vantajoso para microempresas e empresas de pequeno porte. No entanto, nem todas as empresas podem optar por esse regime de tributação. 

1.1 Restrições para adesão ao Simples Nacional

  • Para microempresas, o faturamento no ano/calendário anterior não pode exceder R$ 360.000,00;
  • Para pequenas empresas, o limite máximo de receita bruta anual é R$ 4.800.000,00 (conforme alteração de 2018);
  • Existe uma relação de atividades restritas, como instituições financeiras, sociedades de crédito, corretoras e seguradoras, ou fábricas de cigarros, por exemplo. A lista completa está prevista na Lei Complementar 123 e disponível no site da Receita Federal

1.2 Quais impostos devem ser pagos pelas empresas optantes do Simples Nacional

Ao optar pelo Simples, a empresa simplifica o pagamento de vários impostos devidos ao Município, ao Estado e à União. Vários impostos serão recolhidos através de uma única guia chamada de DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Os 8 tributos abrangidos pelo DAS são: 

  • IRPJ – Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica
  • CSLL – Contribuição sobre o Lucro Líquido
  • PIS/PASEP – Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público
  • COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados
  • ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços
  • ISS – Imposto Sobre Serviços
  • CPP – Contribuição Patronal Previdenciária

Além desses, existem ainda impostos que não são recolhidos por meio do DAS, mas precisam ser pagos, como:

  • impostos sobre importação e exportação; 
  • contribuição para o FGTS;  
  • Imposto de Renda relativo aos pagamentos ou créditos efetuados pela pessoa jurídica a pessoas físicas; 
  • PIS, COFINS e IPI incidentes na importação de bens e serviço; 
  • taxas de licenças; 
  • alvarás; dentre outros.

Além do pagamento dos tributos, existem ainda as chamadas obrigações acessórias, que consistem em declarações, guias e planilhas que devem ser emitidas e preenchidas periodicamente (anuais, trimestrais ou mensais).

1.3 Como calcular e pagar o DAS

O cálculo do valor dos tributos devidos é feito através de um sistema informatizado, disponível no Portal do Simples Nacional. As empresas aderentes devem, obrigatoriamente, utilizar esse Portal. 

1.4 Quando não optar pelo Simples Nacional

A principal desvantagem do Simples Nacional diz respeito ao faturamento anual x lucro. O Simples se baseia no faturamento anual ao invés do lucro real da empresa, portanto ao optar pelo Simples Nacional sua empresa pode estar recolher impostos mesmo tendo prejuízos.

2. Lucro presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário simplificado para a apuração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) devidos pela pessoa jurídica.

Como o próprio nome já diz, a Receita Federal presume, a partir da atividade exercida pela empresa, que uma determinada percentagem do faturamento é o lucro; ou seja, para esse regime de tributação não são consideradas as despesas, apenas o faturamento. 

O cálculo do lucro presumido varia conforme a atividade da empresa. O percentual de faturamento que será tributado varia de 1,6% até 32%; sendo, por exemplo, de 8% para atividades que envolvam a indústria e comércio e de 32% nos casos de prestação de serviços.

2.1 Impostos de apuração mensal

  • Imposto Sobre Serviços (ISS): de 2,5 a 5% do preço cobrado pelo serviço, conforme a cidade e serviço prestado (o ISS deve ser pago individualmente, em cada serviço que é prestado).
  • Programa de Integração Social (PIS): 0,65% (incide sobre a receita bruta da empresa).
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS): 3%. (incide sobre a receita bruta da empresa).

2.2 Impostos de apuração trimestral

  • IRPJ (Imposto de Renda): 15% sobre o percentual de presunção de lucro (calculado conforme atividade);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido): 9% sobre o percentual de presunção de lucro (calculado conforme atividade).

2.3 Restrições ao regime de Lucro Presumido

Algumas empresas não podem optar pelo Lucro Presumido e precisam se enquadrar no Lucro Real. É o caso das empresas que:

  • Atuam no mercado financeiro (como bancos, financeiras, factoring e corretoras);
  • Faturam mais de R$ 78.000.000,00 por ano;
  • Possuem algum tipo de benefício fiscal;
  • Tem capital oriundo do exterior.

3. Lucro Real

Para as empresas enquadradas no Lucro Real a tributação das alíquotas acontecerá somente após a apuração real do lucro e não sobre o faturamento. Por esse motivo, esse regime tributário exige um controle financeiro mais eficaz, que deve auferir todas as receitas e despesas.

De certa forma, apesar de mais burocrático, pode-se afirmar que o Lucro Real é mais justo, pois baseia-se nos resultados efetivamente ocorridos (balanço contábil). Entretanto, por comodidade, várias empresas optam pelo Lucro Presumido.

O Lucro Real pode ser interessante para as empresas que possuem muitas despesas. Portanto, cabe uma análise, pelo menos anual, verificando nos balancetes contábeis qual seria a tributação em cada um dos regimes. Mesmo as empresas optantes pelo Simples Nacional podem fazer esse comparativo anualmente, de forma a certificar-se de que estão a utilizar o melhor regime tributário.

3.1 Período de apuração do Lucro Real

O período de apuração pode ocorrer trimestralmente, encerrando-se em 31 de março, 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro de cada ano-calendário; ou pode ocorrer anualmente, encerrando-se em todo último dia do ano, 31 de dezembro.

3.2 Cálculo dos impostos no Lucro Real

Para cálculo do IRPJ a alíquota é de 15% para lucro de até R$20.000,00 mensais, e 25% nos casos em que o lucro for superior a esse valor no mesmo período. O CSLL é taxado em 9% em relação a qualquer lucro apurado durante o período.

A alíquota do PIS é de 1,65% e o Cofins de 7,6% da Receita. No entanto, é possível fazer deduções a partir dos pagamentos feitos a outras empresas. Essas deduções são conhecidas como PIS não cumulativo e COFINS não cumulativa e representam uma redução de impacto que tornam as tarifações inferiores aos números mencionados.

A Brasct é um escritório de contabilidade que publica conteúdos periodicamente. Acompanhe-nos para saber mais acerca dos regimes tributários e questões relacionadas à contabilidade e empreendedorismo. Além disso, estamos a disposição para esclarecer quaisquer outras dúvidas a respeito desses assuntos.

Quais os maiores desafios na gestão de uma loja de autopeças?

Uma vez que o cenário para o ramo de autopeças é favorável e que o mercado está aquecido e em plena ascensão mesmo diante da crise, a hora é propicia para sentar e apreciar a vista, não é verdade?

Nada disso!

Como um empreendedor engajado e consciente de que o ramo de autopeças como qualquer outro tem desafios e precisa estar sempre um passo à frente para se manter competitivo, você irá gostar de saber que esse texto foi feito pensando especialmente nas suas necessidades!

Confira os maiores desafios e como estar sempre preparados para enfrentá-los.

Planejamentos administrativos e contábeis

Ter uma loja de autopeças é muito mais do que apenas conhecer qual a palheta que vai limpar melhor o para brisas dos seus clientes, e um grande desafio em gerir um empreendimento no setor, tem a ver com o planejamento e a organização dos processos administrativos e contábeis.

Para não errar a mão na hora de manter seu negócio organizado e rentável uma boa dica é:

  • Procure informação e formação administrativa para melhorar o controle dos processos
  • Tenha uma empresa de contabilidade qualificada e experiente no ramo, cuidando de todo setor.

Essa dobradinha é capaz de elevar muito o nível do seu empreendimento!

Controle de estoque

Você gestor de uma loja de autopeças sabe que se não houver um controle acirrado do estoque, suas finanças podem literalmente despencar bem diante dos seus olhos, não é mesmo?

Por isso, fique atento e mantenha seu estoque na linha certa, nem a mais e nem a menos do que realmente a loja exige, observe:

  • Tenha muito bem especificado quais as peças com maiores rotatividades para não deixar que a falta comprometa as vendas.
  • Mantenha constante pesquisa entre custo benefício na compra das peças, isso é essencial para aproveitar ao máximo os
  • Ter um modelo de controle de estoque eficiente e de fácil compreensão pode facilitar muito o trabalho.
  • Um software de gestão de estoque é uma opção a ser considerada!

Saiba mais sobre estoque nesse artigo.

Comunicação é a alma do negócio!

Já diria o saudoso Chacrinha, “Quem não se comunica se trumbica”!

Se você quer superar o desafio da comunicação, empenhe-se sempre em manter as informações livre de ruídos e muito bem direcionadas, isso evita informações erradas, trabalhos desnecessários e esforço em atividades que agregam valor algum ao seu empreendimento.

Acredite, uma comunicação clara, direcionada a pessoas certas e da maneira correta é capaz de trazer grandes benefícios a sua loja de autopeças.

Para grandes vendas uma grande equipe

Ter colaboradores capacitados e engajados com a sua loja de autopeças é um grande desafio, talvez o maior de todos, mas não é por isso que você vai deixar o caos se instalar, medidas simples e baratas podem ajudar você nessa questão:

  • Invista em reciclagem e constante capacitação, para manter a sua equipe apta a atender as novidades do setor.
  • Reconheça as habilidades de seus colaboradores e saiba tirar proveito delas, existem alguns melhores em vender, outros melhores em organizar, cada qual no seu lugar são capazes de fazer mais e melhor!
  • Atendimento ao cliente: esforce para que sua equipe atenda cada cliente de forma única e especial, a arte de encantar o cliente precisa ser exercitada sempre!

E lembre-se, os desafios estão aí para serem superados! Por isso, acelere e ultrapasse todas as barreiras do ramo de autopeças!

 

Como criar um plano fidelidade aos clientes do setor de autopeças?

Você sabe da necessidade de atrair e fidelizar seus clientes para manter a lucratividade e o crescimento da sua loja de autopeças, não é mesmo?

E como fazer isso?

Você já pensou em criar um plano fidelidade como forma de manter seu cliente ativo, beneficiando seus lucros e ainda conseguindo oferecer vantagens para encantá-lo?

Hoje você vai ter algumas dicas e sugestões de como implantar o sistema de fidelização de forma eficaz e rentável para dessa maneira, consiga desfrutar de todos benefícios que essa ferramenta é capaz de trazer para seu empreendimento.

O primeiro passo

Antes de qualquer medida de implantação de um sistema de fidelização, ou de promoções é imprescindível ter uma visão, completa e detalhada dos aspectos organizacionais de seu empreendimento.

Para isso conte com uma empresa de contabilidade estruturada para ajudar você com relatórios, cenário financeiro, planejamento e todas as necessidades para começar com o pé direito.

E a partir de documentos emitidos pelo seu contabilista tome a decisão mais adequada para seguir com seus planos.

Opções em sistema de fidelização

Você está em plena era tecnológica, correto?

Então que tal pensar em um software que ajude você a oferecer um plano de fidelização fácil e eficaz ao seu cliente.

Você pode pensar em um aplicativo para dispositivo móvel que permita que seu cliente participe do sistema e ainda esteja conectado a sua loja de autopeças.

Já pensou em colocar sua loja na internet? Veja em: https://brasct.com.br/ja-pensou-em-colocar-sua-loja-na-internet-4-dicas-para-criar-um-e-commerce-de-autopecas/

E quais os benefícios oferecer ao cliente?

Um cliente adora sentir-se importante e saber que está sendo beneficiado com as decisões que está tomando, por isso, você deve observar alguns pontos para implantar um sistema que realmente funciona, tais como:

  • Qual é o objetivo do sistema?
  • Por quanto tempo será valido o sistema? É permanente ou tem data para acabar?

Essas questões vão ajudar você a criar um projeto que atinja direto o coração e o bolso de seu cliente, sem impactar negativamente suas finanças e trabalhando bem para promover crescimento em seus negócios.

Veja algumas opções de benefícios que você pode oferecer:

  • Sistema de pontos: A cada compra os pontos são contabilizados no sistema de fidelização e ao alcançar a meta o cliente pode ganhar produtos ou serviços, isso estimula a volta do cliente a loja de autopeças.
  • Sistema de desconto: Você pode criar um calendário que permita que a cada data o cliente faça determinado serviço com desconto ou então que se fizer as revisões dentro de determinado prazo, o valor oferecido seja diferenciado!
  • Sistema de convênio: Procurar empresas que se relacionem com seu ramo e oferecer parceria, por exemplo, a cada X valor comprado na sua loja de autopeças o cliente ganha uma lavagem no estabelecimento conveniado e a cada y lavagens o cliente ganha um produto da sua loja de autopeças, uma maneira de estimular a compra!

As opções são muitas e o objetivo é criar uma estreita relação de confiança e afinidade com seu cliente, transformando-o em um fã de sua loja de autopeças e um constante consumidor de seus produtos e serviços!

Precisando de contabilidade especializada no ramo de autopeças?

Fale conosco!

 

Como fazer seu cliente entender a importância da troca de óleo e gerar rentabilidade em sua loja de autopeças?

Todo carro precisa fazer troca de óleo, certo?

E dessa maneira funciona um carro e suas revisões e trocas preventivas, para evitar problemas e gastos desnecessários!

Nem sempre o seu cliente entende a importância disso. Mas você sabia que existe um jeito para fazê-lo entender e assim aumentar a lucratividade de sua loja de autopeças?

Como aumentar a suas vendas?

Você já ouviu falar em gatilhos mentais?

Sabe como utilizá-los para aumentar as vendas e passar informações necessárias ao seu cliente de maneira que ele entenda a importância e a urgência do comunicado?

Pois hoje terá essa oportunidade e verá que vale a pena!

Seu cliente quando visita a sua loja de autopeças precisa tomar a decisão de comprar algo, no caso aqui o produto é a troca de óleo do veículo e a sua função é ajudar ele nesse processo.

Isso porquê todas as decisões tomadas por uma pessoa são formatadas primeiro no inconsciente para depois ganharem consciência, que vem acompanhada de uma justificativa racional.

Parece bobeira?

Mas não é!

Pois gera aumento de vendas e dos seus lucros, acredite.

Veja o caminho que se forma antes que seu cliente possa tomar a decisão e fechar a compra:

  • O cérebro decide o que fará – “Preciso ir à loja de autopeças efetuar a troca de óleo. ”
  • Essa decisão aparece na consciência dando a sensação de decisão correta – “Assim evito problemas com meu carro”.
  • Ação – “ Bom dia vocês fazem troca de óleo? ”

E é nesse momento que entra a sua disposição e técnica em ajudar o seu cliente a entender os benefícios da troca de óleo do seu carro em sua loja de autopeças!

Veja como melhorar a eficiência operacional e aumentar as vendas na sua loja de autopeças

E na prática, o que fazer?

Ok, agora você já sabe que precisa ajudar o seu cliente a juntar o seu impulso emocional com uma justificativa lógica para que ele perceba a importância de comprar e utilizar os serviços de sua loja de autopeças, mas, e como fazer isso?

Calma, aqui você conhecerá alguns gatilhos mentais que ajudarão você no processo de vendas e fidelização do cliente.

O seu cliente irá processar as informações para enfim decidir comprar diante dos seguintes gatilhos mentais:

Escassez- Quando a sua fala deixar ele sem opção de poder voltar atrás, por exemplo: “Esse óleo é o melhor do mercado, tanto que esse é o último em estoque, já fizemos a solicitação até com aumento nas unidades, porque ele é muito solicitado”.

Casos de sucesso: Quando você entende que outras pessoas se beneficiaram da mesma escolha, por exemplo: “ A aceitação desse serviço de troca de óleo é de 100% entre nossos clientes mais exigentes e antigos, tem um custo benefício espetacular, quem provou não utiliza outro! ”

Autoridade: Mostrar que você tem pleno domínio do produto e do processo e por isso, a compra é a melhor opção, por exemplo, “Usamos produtos recomendados pelas próprias montadoras e nosso processo de troca é baseado em treinamento com os mais qualificados mestres da mecânica automotiva. ”

Use seus serviços e sua persuasão para aumentar a suas vendas e satisfaça o seu cliente. Esse é o caminho para o sucesso!

 

 

Quais são as peças mais vendidas no setor de autopeças?

Você como um excelente gestor do setor de autopeças sabe da importância da organização e manutenção de um estoque em sua loja, não é mesmo?

Um estoque desequilibrado e insuficiente pode trazer muitos gastos e até mesmo atrapalhar as vendas, peças de mais ou de menos não é nada bom para aqueles que querem aproveitar a boa fase do setor automotivo para alavancar ainda mais os rendimentos.

Por esse motivo é necessário ficar de olho no estoque do seu empreendimento e manter sempre as peças com maior rotatividade prontas para serem vendidas e analisar com cuidado alguns pontos que podem promover economia e consequentemente um aumento nos lucros de sua empresa do ramo de autopeças.

Saiba como calcular o giro de estoque para trazer mais produtividade e lucro para sua empresa aqui

Então, que tal pegar carona nesse artigo e descobrir quais são as peças mais vendidas no setor de autopeças e dessa maneira oferecer sempre o melhor ao seu cliente.

Fique de olho para o que não pode faltar no seu estoque!

Rodas e pneus

Não é segredo que o pavimento das grandes e pequenas cidades não são lá as mil maravilhas, por isso o desgaste de pneus e as avarias em rodas causadas por buracos fazem dessas peças grandes campeãs de venda.

Outro grande motivo são os tunnigs que permitem deixar os carros mais altos, personalizados e fazem a cabeça dos apaixonados pelo mundo automobilístico.

Ainda existem aqueles clientes que adoram poupar e aproveitam os descontos em conjunto de rodas e pneus completos.

Aparelhos de som

Para enfrentar o “trânsito nosso de cada dia”, incrementar o seu carro ou apenas ouvir suas canções favoritas, os clientes de lojas de peças automotivas investem no sistema de som.

Para atender a demanda e não perder nenhuma oportunidade de venda, tenha variedade em aparelhos de som, dessa maneira você atinge todos os bolsos e gostos e deixa todo mundo satisfeito: o seu público e as finanças de sua loja!

Faróis

Item de segurança, os faróis também estão entre os mais vendidos, muitos veículos têm modelos específicos o que pode dificultar que o cliente os encontre, por isso vale sempre uma pesquisa para entender quais os últimos lançamentos e quais tem maior saída, providenciando para que esses não faltem em sua loja de autopeças.

Baterias

Baterias podem deixar o motorista na mão quando menos se espera, isso porquê o uso incorreto ou em excesso diminui o tempo de vida útil, por isso, tenha sempre a mão vários modelos e salve o dia do seu cliente.

Óleo de motor

Item básico e essencial que jamais pode faltar!

Forneça mais que peças e conquiste seu cliente

Ofereça ao seu cliente mais que uma simples venda, entregue a ele confiança através de informações úteis e soluções que beneficiem a compra que irá realizar, dessa maneira você consegue conquistá-lo e proporciona a ele uma experiência positiva em sua loja de peças automotivas.

Além disso, serviços de troca, instalação e manutenção, agregam valor a sua venda e faz o cliente querer realizar todo procedimento em um só lugar.

Toda venda é uma grande oportunidade de lucro e fidelização, não deixe que nenhum passe despercebido, controle seu estoque, mantenha sua equipe de apoio sempre ativa e arrase nas vendas.

Por fim, um gestor nota 10, conta com uma equipe de contabilidade experiente em lojas de autopeças, tendo consigo bons fornecedores, uma equipe campeã, além de uma estrutura organizada e totalmente eficaz.

Entre em contato para obter ajuda em contabilidade especializada!

 

WhatsApp contabilidade em são paulo

Empreender com sucesso: 9 razões pelas quais empreendedores devem contratar um contador

Quando se trata de pedir auxílio para empreender, pesquisas recentes mostram que jovens empreendedores, donos de startups, estão mais propensos a contratar mentores ou treinadores do que os proprietários de empresas já estabelecidas no mercado. Os donos de negócios de longa data, por outro lado, são mais propensos a contratar e contar com os serviços de excelentes contabilistas, advogados e experts em finanças do que os seus homólogos mais jovens.

Considerando o número de startups que falham no primeiro ano de negócios e os desafios que os empreendedores enfrentam diariamente, é evidente que devemos ajudar as empresas a entender a importância de trabalhar com profissionais dedicados. Um especialista contábil custa dinheiro? É claro que sim! Todo excelente profissional custa dinheiro! E esta é uma das maiores razões que impedem os empresários de procurar os serviços de um contador profissional. Porém, os proprietários de startups e pequenas empresas devem considerar o valor pago a um contador como um investimento em seus serviços e não uma despesa.

O escopo de trabalho de um contador não termina com a abertura da empresa, as apurações dos impostos e emissões de guias para pagamentos de tributos ao final do mês. Um contador pode e deve ser um parceiro de negócios durante todo o ano, pois é um profissional que pode emprestar sua experiência e perspectivas empreendedoras em seu mercado de atuação para ajudar o seu negócio a crescer e a navegar através de uma economia incerta, principalmente num momento de crise financeira como o que vivemos em nossa nação.

Por isso preparamos este texto, elencando 9 razões pelas quais todos os empresários devem e precisam contratar um contador.

Boa leitura!

  1. Concentre-se no “porque” você começou seu negócio

Empreendedores são apaixonados. Isto é indiscutível! E mais de metade dos pequenos empresários ​​brasileiros já partem de uma ideia de negócio para a abertura de uma empresa em apenas alguns meses. Isso é um fato!

Sendo assim, com um mercado tão dinâmico e extremamente concorrido, donos de empresas não podem se dar ao luxo de ficarem atolados com tarefas que não ajudam o seu empreendimento à crescer. O Contador pode assumir a responsabilidade de muitos aspectos diferentes do seu negócio.

  1. Encontrar o equilíbrio entre vida profissional e familiar

Independentemente de estarem iniciando ou serem negócios já estabelecidos, os proprietários de empresas vivem um grande dilema, isto é, eles precisam se dedicar ao negócio quase que integralmente para obter o sucesso almejado.  Porém, existe uma grande luta em busca do equilíbrio entre o trabalho e ter uma vida pessoal familiar de qualidade. Na verdade, manter este equilíbrio é o maior desafio para os empreendedores.

Sendo assim, um contador pode assumir as tarefas mais burocráticas do seu negócio, lhe trazendo confiança e segurança de que estes aspectos são necessários e estão em muito boas mãos, e liberá-lo para vender, conquistar o mercado e fazer com que sua empresa cresça cada dia mais. Isto lhe dará também mais tempo com a família e você terá disponibilidade em levar o seu filho para jogar “aquele” futebol à noite e depois aquele jantar romântico com a esposa. Já pensou?

  1. Manter excelente reputação empresarial

Um bom contador irá representar a sua empresa da melhor maneira possível. Manterá a sua contabilidade em dia, evitará os riscos fiscais e lhe manterá seguro em relação às finanças do negócio. Isto é particularmente importante para pequenas empresas, que se esforçam e muito para construir relacionamentos fortes com os principais interessados em seu sucesso, como potenciais investidores e instituições financeiras.

  1. É vital para o sucesso empresarial

Conforme relatado por institutos de pesquisas, os empresários mais bem sucedidos declaram que o trabalho de um contador é indispensável para a empresa, e todos concordam que trabalhar com um contador parceiro é um elemento crucial para o sucesso empresarial.

  1. Uma nova perspectiva aos negócios

Muitas vezes os empreendedores estão tão envolvidos com as operações do dia-a-dia do seu negócio que podem não ser capazes de ver todo o cenário que se apresenta à sua volta. Alguém que é “de fora” do negócio pode fornecer uma perspectiva diferente que eventualmente possa passar despercebida pelo empresário.

Reuniões frequentes com um contador podem ser como dar um passo à trás, sair da “caixinha” e observar um quadro muito maior, gerando novas perspectivas para o crescimento do negócio. Na maioria das vezes, isso é tudo que o empreendedor precisa para ter a sua próxima grande ideia.

  1. Contadores têm alcance e experiência

Você é um empreendedor experiente, logo, sabe que jamais deve subestimar o quão valioso é receber orientações de alguém que tem perspicácia,  conhecimento e vivência em centenas de empresas de vários nichos. Contadores não servem só para cuidar de informações financeiras de muitas empresas em uma variedade de segmentos, mas eles também têm visibilidade e conhecimento das melhores práticas de gestão que estão dando certo em outras empresas, bem como os erros que outros empreendedores cometeram e que levaram o negócio ao fracasso.

Contar com um profissional que é capaz de ter essa percepção e compartilhar informações valiosíssimas sobre o que tem ou não funcionado para os outros é de inestimável valor cognitivo. Logo, por que reinventar a roda se você não precisa?

  1. As empresas precisam de um plano de negócios

Uma das principais razões de milhares de empresas falharem todos os anos é o fato de não terem um plano de negócios definido. E quando seus donos são perguntados “por que”? Simplesmente dizem: “eu apenas não soube por onde começar.”

Este é uma fase onde um contador é indispensável!  O contador é um excelente parceiro, com uma visão de negócios holística, baseada em dados e pode ajudar ao empreendedor a construir um mapa para uma estrada rumo ao sucesso. Planejamento deficiente é sinônimo de fracasso empresarial! Contar com um profissional contábil experiente a bordo de sua “embarcação corporativa”, pode ajudar as pequenas empresas a trilharem o sucesso.

  1. Compreendem a Burocracia Legal

Isso pode parecer óbvio, mas tenha em mente que as Leis em nosso país mudam à todo instante, e é difícil, se não impossível para qualquer empresário manter-se atualizado com tudo que é publicado nos diários oficiais todos os dias. Setenta e Nove por cento dos proprietários de pequenas empresas admitem que contabilidade e gestão financeira são alguns dos seus maiores desafios à gente de suas empresas. Um profissional contábil pode tirar a insegurança neste sentido e garantir  que o seu negócio esteja sempre em conformidade com o fisco.

  1. Gerar e analisar dados para o crescimento e lucratividade do negócio

Se todos os seus dados estiverem apenas armazenados em um banco de dados e você não conseguir interpretá-los, analisá-los ou usá-los para uma melhor orientação nos negócios e apoio nas tomadas das decisões mais importantes na gestão, você pode estar perdendo grandes oportunidades de crescimento empresarial.

Poder contar com um contador experiente irá ajudá-lo a mergulhar nos números e assim, você poderá usá-los para impulsionar o crescimento exponencial dos negócios e garantir uma maior lucratividade futura. Uma ótima maneira de se fazer isso fazer isso é através de sistemas de contabilidade on-line integrados, onde seu contador terá total visibilidade de seus dados financeiros em tempo real, podendo lhe aconselhar sobre as melhores decisões de investimentos ou redução de despesas.

Sendo assim…

Pode a sua inicialização corporativa sobreviver sem a ajuda de um contador experiente?

Talvez sim! Porém… aquele “insight extra”, as orientações precisas e a expertise legal e financeira que um contador oferece pode ser o grande catalisador que fará o seu negócio prosperar mais rapidamente.

Pense nisso e muito sucesso ao empreender!

Até a próxima!