Principais processos financeiros de uma empresa

Estudos do SEBRAE indicam que não acompanhar corretamente a evolução das receitas e despesas está entre as causas de fechamento da maior parte das empresas no Brasil. Você sabe quais são os processos financeiros que o seu negócio deve manter? Caso não saiba ou não tenha certeza, não se preocupe: a seguir, vamos falar dos 10 principais processos financeiros de uma empresa.

Money Business GIF by JustStartInvesting

1. Contas a pagar e a receber

Esse é o processo que operacionaliza os pagamentos e recebimentos da empresa, sendo controlado pela tesouraria. As contas a receber vêm das vendas realizadas. Já as contas a pagar se relacionam a dívidas com fornecedores, impostos, custos de manutenção, salários dos funcionários, serviços terceirizados, entre outros.

Money Paying GIF by JustStartInvesting

2. Fluxo de caixa

É o controle sobre os processos de entrada e saída de dinheiro. A empresa não pode simplesmente pagar e receber as contas sem colocar tudo em um caderno, planilha ou software. É necessário pôr tudo “na ponta do lápis” para ter controle sobre as finanças. 

O fluxo de caixa é o que torna possível a tomada de decisões. Ao avaliar projeções, pagamentos e recebimentos, torna-se possível apreender as necessidade de captação e aplicação de recursos. Esse processo é essencial para gerenciar o saldo disponível e garantir o capital de giro.

Money Moneybag GIF by GMT

3. Captação de recursos

De modo geral, trata-se da captação de aportes para o caixa empresarial por meio de linhas de crédito. Mas além da possibilidade de recorrer a bancos e outras organizações financeiras, também é possível injetar capital a partir de sócios ou investidores. É um processo necessário em momentos de investimento ou de crise.

Money Save GIF by JustStartInvesting

4. Aplicação de recursos

Trata-se da realização de aplicações temporárias por meio das sobras de caixa. Geralmente são feitos investimentos em títulos de renda fixa, para que o dinheiro não fique parado e renda juros até o momento do resgate. São exemplos de investimento desse tipo as notas do tesouro nacional e as letras de câmbio.

Business Calculate GIF by JustStartInvesting

5. Faturamento

É a soma de todo o valor recebido pela empresa em determinado período. Como está relacionado ao controle das vendas, também passa pela emissão de Nota Fiscal, boletos e documentos de crédito. Isso porque são esses documentos fiscais que fazem o registro do faturamento. É importante para a definição de questões tributárias.

Time Work GIF by JustStartInvesting

6. Gestão de crédito e cobrança

Esse é um processo que tem duas funções: avaliar o acesso dos clientes ao crédito e fazer as cobranças dos valores não recebidos. Esses dois lados estão ligados porque conceder crédito sempre inclui o risco de inadimplência. Então, é preciso pensar em estratégias para diminuir essa ameaça e tornar as operações rentáveis o máximo possível.

High Five Processing GIF by blooom

7. Controle de estoque

Registra e fiscaliza a entrada e saída de produtos da empresa. A nível das mercadorias, é controlado pela logística. Mas do ponto de vista do controle dos valores que entram e saem, é atribuição da área financeira/contábil. Há dois tipos de controle: o permanente, que ocorre em tempo real, e o periódico, que serve para o balanço patrimonial.

Money Success GIF by JustStartInvesting

8. Gestão patrimonial

Atualiza o valor do patrimônio empresarial. Inclui a atualização da lista dos bens da empresa. Serve para avaliar o que está danificado, o que precisa ser comprado de novo, que tipo materiais de compra periódica precisam ser reabastecidos. É importante que esses gastos sejam bem registrados, para saber como impactam sobre a receita da empresa.

Money Save GIF by JustStartInvesting

9. Gestão orçamentária

Trata-se de uma projeção e avaliação de quais serão os custos e ganhos da empresa no próximo período. Busca ajustes de custos e despesas, garantindo a otimização do negócio. Através da lista de gastos e receitas previstos é possível estimar qual será a margem de lucro. Pode ser feito a cada mês, trimestre, semestre ou ano.

singularfact data visualization singular fact data dashboard GIF

10. Demonstração de resultados

O último dos 10 principais processos financeiros de uma empresa. Nele, cruza-se receitas, custos e resultados. Com isso, determina-se de forma transparente os ganhos líquidos da empresa. Não adianta prever como serão as finanças e controlá-las diariamente sem avaliar se deram os resultados esperados. 

É feito por meio da produção de um relatório que contém as demonstrações necessárias para que os gestores possam avaliar os próximos passos da empresa.

Conte com nossa ajuda nesses processos!

Ficou claro quais são os principais processos financeiros de uma empresa? A BRASCT é o escritório de contabilidade em São Paulo com a maior experiência e capacitação para ser parceiro da sua empresa na organização deles. 

Fazemos a gestão do setor financeiro de micro e pequenas empresas prestadoras de serviços. Nosso trabalho inclui a gestão de fluxo de caixa, gestão de contas a pagar/receber, relatórios de desempenho financeiro, além de conciliação financeira e bancária.

Também lançamos as contas da empresa para pagamento por meio do internet banking, bastando ao cliente aprovar o pagamento. Nosso usuário é exclusivo para lançamentos, não realizando outras transações.

Quer saber mais sobre o nosso trabalho? Entre em contato com a gente!

Os benefícios que uma contabilidade traz para os resultados da sua empresa

Não importa o tamanho da sua empresa, contar com serviço de contabilidade não deve mais ser encarado como um “mal necessário”, mas sim como uma estratégia para ter segurança das suas finanças e, de quebra, lucrar mais.

Os benefícios que uma contabilidade traz para os resultados de uma empresa são diversos e, o que muita gente não sabe, é que vão muito além da área financeira e da recuperação de impostos.

A área assume função estratégica dentro do negócio e é capaz de aumentar o faturamento, diminuir custos operacionais, bem como direcionar e otimizar investimentos.

Por isso, se a sua empresa ainda não conta com um serviço de contabilidade e você está atrás de uma empresa séria e eficiente, conheça agora os nossos serviços.

Fale com a brasct por whatsApp

Por que a contabilidade é tão importante para os resultados da sua empresa?

Você pode até achar que está indo bem ou que ainda não há necessidade de contratar o serviço de contabilidade para a sua empresa. Mas o fato é que uma empresa que abre as portas já com esta demanda suprida conta com muitas mais chances de se destacar no mercado.

E engana-se quem ainda pensa que profissionais de contabilidade têm como única função conceder orientações quanto ao pagamento de impostos e demandas deste tipo.

O empreendedor precisa do serviço para compreender melhor o seu patrimônio e o próprio negócio. Só assim, a empresa poderá crescer de forma saudável e segura, identificando e mensurando todos os objetivos empresariais.

Por isso mesmo, neste momento é importante contar com o serviço de uma empresa de contabilidade que vá além e te ofereça o necessário para crescer, além de promover a recuperação de impostos . Ficou interessado? Entre em contato agora.

Vantagens da contabilidade para os resultados da sua empresa

Se você chegou até aqui, já compreendeu a importância de se contratar um serviço de contabilidade. Pois bem, para te ajudar a entender melhor quais são todos os benefícios da contabilidade para a sua empresa, montamos uma lista com as melhores vantagens. Confira agora:

  • Auxiliar na tomada de decisões estratégicas e mais acertadas;
  • Contar com o profissionalismo frente à alta complexidade da legislação brasileira;
  • Contar com o serviço de recuperação de impostos;
  • Ter mais controle financeiro e focar mais no próprio negócio;
  • Adquirir maior facilidade e agilidade na obtenção de crédito;
  • Manter os dados e as finanças sempre atualizados;
  • Poupar tempo e aumentar a produtividade;
  • Contar com amparo contábil em caso de recuperação judicial, apuração de haveres ou venda de participação, prova de situação patrimonial e contestação de reclamatórias trabalhistas ou outras ações.

Tecnologia a seu favor

Ao contratar uma empresa de contabilidade, você deve também estar atento às condições tecnológicas oferecidas ao seu negócio. Nos dias de hoje, se torna ainda mais importante usar a tecnologia a seu favor para evitar erros e otimizar o processo de contabilidade, além de promover a recuperação de impostos.

O empreendedor conta, agora, com mais facilidade, disponibilidade e menor tempo de resposta, no momento de lidar com as finanças do negócio. Além disso, é possível contar com mais transparência e menos burocracia, o que economiza tempo e dinheiro.

Com isso em mente, apresentamos um serviço de contabilidade focado em atender médios negócios com tecnologia, de forma integrada e integral. Entre em contato pelo WhatsApp e solicite um orçamento já.

 

Fale com a brasct por whatsApp

Você sabe qual a importância da contabilidade para o setor financeiro empresarial?

Empreender exige uma série de habilidades e conhecimentos, que devem estar muito bem alinhados, para atingir os objetivos traçados. Obviamente, não basta ter uma boa ideia, é preciso complementar essa boa ideia com práticas e serviços funcionais, tornando o empreendimento viável e sólido.

Uma dessas exigências essenciais para o sucesso empresarial, tem a ver com um setor específico que influencia no desenvolvimento de praticamente todas as ações da empresa. Trata-se da famosa CONTABILIDADE.

A CONTABILIDADE E SAÚDE FINANCEIRA

De modo geral, é comum a noção de que a contabilidade é um serviço voltado ao pagamento de imposto. Embora tal afirmação não esteja errada, ela é bem simplista. O papel do setor de contabilidade vai muito além disso, atuando como fator decisivo na saúde financeira de uma empresa.

Qualquer negócio, independentemente do segmento, envolve captação, aplicação e manutenção de recursos. Dentro disso, há práticas que determinam efetivamente uma boa ou má gestão financeira, como compras, vendas, faturamentos, fluxos de caixas, custos fixos, investimentos etc.

Portanto, o setor de contabilidade recolhe todas essas informações relacionadas aos recursos da empresa, para a partir daí, permitir uma estratégia de gestão financeira condizente com as necessidades e exigências específicas de cada negócio.

Isto é, a contabilidade recolhe, registra, formata e analisa dados que se relacionam com os recursos de determinada empresa, o que possibilita um planejamento mais embasado.

Mas, objetivamente, quais seriam as responsabilidades mais centrais do setor de contabilidade? Confira!

FUNÇÕES DO SETOR DE CONTABILIDADE

• Acompanhamento e auxílio no pagamento de impostos;

• Escrituração de dados contábeis e geração de demonstrações;

• Levantamentos e balancetes sobre a situação patrimonial da empresa;

• Repasse de obrigações acessórias;

• Recuperação de impostos;

• Fechamento e abertura de empresa;

Como visto, a contabilidade estabelece relação com práticas importantíssimas para o funcionamento da empresa. Além disso, é a partir desses serviços que a gestão financeira pode traçar objetivos de crescimento e desenvolvimento de um negócio.

IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE UMA EMPRESA

Atualmente, as empresas mais consolidadas a atentas promovem uma integração entre os setores de contabilidade e gestão financeira. A justificativa dessa conexão é simples: sabendo, com precisão, todas as obrigações e exigências às quais o negócio está sujeito, é possível visualizar melhor como os recursos podem ser utilizados.

Tal integração vem se tornando ainda mais aplicada com o desenvolvimento da tecnologia da informação, que permite recolher informações com mais rapidez e qualidade. Assim, cada vez mais as empresas têm condições de ampliar a as possibilidades de acerto nas tomadas de decisões.

Por exemplo, relacionando as atividades de determinada empresa com as obrigações tributárias dela, o setor de contabilidade pode propor um regime de tributos mais adequado, economizando recursos para empresa ou, ainda, ao perceber algum tipo de alteração na legislação tributária, cabe ao contador repassar essas atualizações, livrando a empresa da possibilidade de multas e tributos indevidos.

BRASCONT – CONTABILIDADE

Gostou das nossas dicas para a gestão de sua empresa? Então, conheça os serviços de contabilidade da Brascont

Especializada no ramo de contabilidade autopeças, a Brascont oferece todo o suporte contábil necessário para que seu negócio prospere e se consolide. Falou em contabilidade Osasco, falou em Brascont!

De que forma o setor de contabilidade está relacionado com o financeiro das empresas?

Você conhece a importância da sincronia entre os setores de contabilidade e financeiro das empresas? Tire suas dúvidas em nosso artigo.

A importância do setor de contabilidade

O setor de contabilidade é indispensável na gestão financeira do negócio. Mais do que o cumprimento de obrigações legais, como o pagamento de taxas e impostos, é a contabilidade que permitirá o conhecimento do capital de giro, custos gerais, giro do estoque, além de outras informações essenciais para um planejamento financeiro efetivo.

Ainda há uma parcela de pequenos empresários que não consideram o setor de contabilidade como parte imprescindível da rotina empresarial. O principal papel da contabilidade é a criação de estratégias focadas em resultados que permitirão o crescimento e a manutenção da empresa.

As funções básicas do setor de contabilidade no financeiro das empresas

O setor de contabilidade vai zelar pela saúde financeira da empresa, por meio de suas funções, desde a abertura até o fechamento do negócio. A seguir, foram listadas algumas atribuições:

• Controle tributário;

• Escrituração de fatos contábeis;

• Balanços patrimoniais e balancetes contábeis;

• Obrigações acessórias;

• Acompanhamento de documentações.

Impacto do setor de contabilidade no setor financeiro das empresas

É inegável dizer que uma gestão financeira bem-sucedida depende da sincronização com o setor de contabilidade. Essa harmonia promove o que os gestores precisam para alavancar o negócio: a tomada de decisões assertivas.

Essas decisões dependem de dados confiáveis e sólidos que são fornecidos pelo setor de contabilidade. Outro ponto a ser observado é a gestão tributária, algo complexo em nosso país, e que deverá receber o suporte de profissionais de confiança para que o caixa da empresa não seja comprometido.

Descubra 4 motivos para contratar um serviço de contabilidade especializada para o seu negócio.

É o profissional de contabilidade que vai aferir qual o regime tributário em que a empresa se encaixa, gerando economia, além de eliminar atrasos no recolhimento de impostos e manter a empresa legalizada.

O resultado desse trabalho é uma gestão financeira adequada, com um melhor uso dos recursos destinados ao pagamento de impostos. Além disso, o contador vai manter-se sempre atualizado, garantindo que não haja surpresas quando o assunto é o pagamento de tributos, evitando multas. É válido lembrar que as leis tributárias são atualizadas com certa frequência.

É por meio da capacidade de mensuração do setor de contabilidade e completo domínio sobre a legislação que será possível trazer mais precisão para a situação financeira da empresa, promovendo a tomada de decisões assertivas.

Gestão contábil da empresa

Para revolucionar o setor financeiro da empresa, é necessário contar com um setor de contabilidade sólido. A contabilidade se divide entre interna e externa, sendo a primeira responsável por levar os dados contábeis a conhecimento de todos os colaboradores envolvidos no processo e a segunda, responsável pela organização dos demonstrativos financeiros.

Embora o resultado final seja de uma contabilidade única, é essa divisão que vai simplificar a rotina do setor financeiro, de forma que a seleção de informações seja mais ágil e precisa, trazendo uma maior fluidez nas finanças da empresa.

Entre em contato para ter uma assessoria contábil que faz a diferença.

Contabilidade X financeiro: você sabe qual a diferença entre as duas áreas?

As diferenças fundamentais entre o setor de gestão financeira e a área de contabilidade são um assunto bastante interessante quando falamos de administração das empresas. Ambos os campos são importantíssimos para as organizações e, quando bem gerenciados, alavancam o empreendimento para maiores níveis de eficiência e competitividade.

Apesar de serem frequentemente confundidas, as áreas do financeiro e da contabilidade da empresa desempenham funções muito distintas. Para colocar em termos resumidos, podemos dizer que os profissionais do setor contábil trabalham com os dados de maneira mais analítica, enquanto no setor financeiro o fluxo monetário é visto de forma mais prática e objetiva.

Você sabe o que essas distinções entre o setor financeiro e contábil significam no dia a dia da empresa? Neste texto, apresentaremos mais detalhes sobre cada uma delas, explicando porque ambas são essenciais para o bom funcionamento e para um melhor desempenho do negócio.

Princípios básicos do setor contábil

Em qualquer organização que lida com movimentação de dinheiro e fluxo de caixa, é necessário existir um âmbito de trabalho que esteja focado apenas nas questões contábeis. Os profissionais dessa área desempenham funções como a análise dos dados financeiros, o que foi gasto pela empresa, quais investimentos foram realizados, quais dívidas estão pendentes, etc.

Além disso, é função do campo contábil das empresas garantir que elas estejam cumprindo as normas e regulamentações vigentes na lei em relação à recuperação de impostos e encargos trabalhistas. A contabilidade também garante o registro formal dessas movimentações financeiras, resguardando a organização em contratos e trocas com os diferentes fornecedores e com os clientes.

 

Princípios básicos do setor financeiro

Se a área contábil está voltada para a análise apurada dos dados financeiros mais voltada para o passado, a gestão financeira de uma empresa está mais preocupada com o presente e consequentemente com o futuro.

São os profissionais desse setor, o qual também pode ser chamado de tesouraria, que apuram a condição e a disponibilidade atual do fluxo financeiro da empresa, se está propícia a novos investimentos ou não. É por esse motivo que essa é uma parte muito estratégica em todos os empreendimentos.

Resultados melhores para a empresa

Com a união da parte analítica proporcionada pela contabilidade e da praticidade aplicada pela gestão financeira, as empresas ganham em resultados e eficiência. Com uma estrutura consolidada de dados monetários, os gestores têm maior base tanto para entender o contexto financeiro da corporação quanto para pensar em caminhos futuros que tragam uma melhor performance do negócio como um todo.

Campos complementares

Apesar de desempenharem funções distintas, ambas as áreas dependem substancialmente uma da outra. Com o bom desempenho da parte contábil da empresa, a tendência natural é que a gestão financeira tenha dados mais precisos para saber onde, quando e como investir em oportunidades de crescimento para o negócio.

Ou seja, nesse sentido, a atuação do setor financeiro serve como uma espécie de “extensão” da área de contabilidade. O bom resultado da gestão financeira da empresa, influencia diretamente no desempenho  contábil.

 

8 dicas para manter as finanças de uma pequena empresa sempre em dia

Gerenciar uma pequena empresa é um grande desafio, especialmente quando o assunto é: MANTER AS FINANÇAS SEMPRE EM DIA!

Dizem que no Brasil o ano só começa após o Carnaval. Pois bem, o Carnaval já passou, o novo já está em curso e nós já estamos finalizando o 1º trimestre de 2017. O tempo passa rápido meu caro empreendedor! Por isso, resolvemos dar a você, que é um pequeno empresário e enfrenta todos os dias o desafio de gerir uma pequena empresa, 8 dicas que irão ajudá-lo a manter as finanças do seu negócio em “excelente forma”.

Vamos tomar apenas 4 minutos do seu tempo, mas que valerão muito à pena se você seguir essas dicas. Boa leitura!

  1. Faça um planejamento financeiro realista

Se você abriu sua empresa em 2016 ou este foi o ano em que você finalmente começou a expandir seus negócios, talvez você ainda não tenha um planejamento financeiro detalhado e bem ajustado às suas reais necessidades do negócio. Porém, uma vez que você já tem uma ideia da média mensal de suas contas a pagar e contas a receber, você já pode criar uma projeção orçamentária realista para definir um planejamento financeiro bem ajustado às suas necessidades do novo ano calendário. Se você já tem um planejamento financeiro configurado para este ano, não se esqueça de sempre revisá-lo, e se for necessário ajustes, faça-o sempre que possível, para que você esteja sempre ciente do real estado da saúde financeira do negócio.

  1. Saiba lidar com um fluxo de caixa negativo

Um fluxo de caixa negativo pode gerar sérios problemas para uma pequena empresa. Sendo assim, você precisa colocar como prioridade zero neste novo ano mudar este cenário e reverter esta situação.

Acabar com a inadimplência pode ser o primeiro passo para manter o coração de sua pequena empresa (seu financeiro) sempre com batimentos bem compassados e firmes. Para fazer isso, chame seus clientes para um bate-papo amigável, negocie prazos de pagamento mais adequados, considere talvez abrir mão de juros e multas sobre as parcelas vencidas e dê a oportunidade ao seu cliente de se tornar adimplente novamente. Mostre aos seus clientes que vocês são parceiros e estão no “mesmo barco”. Você vai ver que isso pode fazer uma grande diferença para tornar o seu fluxo de caixa positivo novamente.

  1. Invista em um bom sistema de gestão

Existe uma variedade muito grande de sistemas de gestão para pequenas empresas disponíveis no mercado. Isto significa que nunca foi tão fácil manter suas finanças organizadas e em dia. Um sistema de gestão adequado ao seu tipo de negócio irá facilitar seu controle sobre suas despesas e recebimentos, lhe trará ciência sobre a situação de adimplência de seus clientes. Isso, com certeza, lhe trará uma visão holística das finanças de sua empresa.

Opte por sistemas online, para que você tenha acesso aos dados de gestão de sua empresa de onde você estiver.

  1. Cuidado com seus limites de crédito

Muitas empresas de pequeno porte utilizam cartão de crédito e possuem linhas de financiamento junto às instituições financeiras, e muitas vezes se valem desses recursos para “equilibrar” o fluxo de caixa. Se este for o seu caso, é importante que você nunca exceda seus limites, pois isso pode ter um efeito negativo sobre seu “score” (pontuação de crédito) junto às estas instituições e pode prejudicar suas chances futuras de obter outros tipos de financiamento empresarial, como um empréstimo para custear uma inovação ou ampliação de sua estrutura, por exemplo.

Controlar seus gastos é muito importante, pois, se regularmente você ultrapassar seus limites de crédito, mesmo que você consiga regularizar sua situação, as instituições financeiras entenderão que você está com dificuldades em seu fluxo de caixa e dificultarão a cessão de novos créditos quando necessário.

Em um mundo ideal, o negócio teria sempre que ter reservas de recursos financeiros aplicados para momentos de dificuldade. Naturalmente, esta não é a realidade de 99% das pequenas empresas no Brasil e os custos inesperados estão a todo o momento adulterando o planejamento financeiro.  Por isso, é muito importante manter uma “bandeira verde” para suas linhas de crédito em momentos de dificuldades ou expansão.

  1. Tenha um planejamento tributário

Na mesma linha, é muito importante que você tenha em seu planejamento financeiro a inclusão de seus impostos a pagar. O planejamento tributário irá definir o melhor regime de apuração, quais os tipos e quando você devera recolher estes impostos de acordo com a sua atividade. Para que seu orçamento seja preciso, você precisa ter ciência da situação fiscal de sua empresa. Portanto, é muito prudente e sábio ter um planejamento tributário bem estruturado para que sua empresa esteja sempre em dia com o fisco e evite a descapitalização desnecessária com multas e autuações.

  1. Pare de misturar despesas pessoais e empresariais

Uma das melhores estratégias de gestão financeira para uma pequena empresa é nunca se misturar as despesas pessoais dos sócios com as despesas da empresa. Isso traz um nível de organização e um controle exato da situação da empresa, e mais, contabilmente aumenta a credibilidade da empresa junto a possíveis credores e investidores.

  1. Mantenha uma organização dos arquivos financeiros

Existem muitas razões para se manter, de forma rigorosa, a organização dos arquivos financeiros de uma pequena empresa. Porém, a razão mais importante é que ao se manter uma organização e atualização de todas as contas de gerenciamento do negócio em dia, você terá uma visão clara de onde você realmente está, o que pode ajudá-lo, por exemplo, a obter um financiamento empresarial rapidamente, se você precisar.

Embora muitas empresas esperem o final do ano calendário para organizar seus arquivos financeiros, se você criar uma rotina de organização mensal ou pelo menos bimestral, você terá sempre uma visão realista da saúde financeira do negócio e demonstrativos contábeis/financeiros precisos e atualizados, caso precise apresentá-los a um investidor ou credor.

  1. Contrate uma Assessoria Contábil  

Desde os dias do ábaco, contadores são considerados profissionais confiáveis e são respeitados e tratados como os melhores aliados dos proprietários de pequenas empresas bem-sucedidas em todos os lugares do mundo. O profundo conhecimento da profissão, bem como das leis tributárias vigentes no país por parte destes profissionais, sempre ajudarão as empresas a economizarem em vários aspectos financeiros, e isto é uma realidade irrefutável.

Sabemos o quão tentador pode ser para um empreendedor ser o “salvador da pátria” e querer executar todas as tarefas de sua empresa sozinho, bem como, resolver todos os seus problemas corporativos. Porém, quase sempre isto é um verdadeiro desastre para o negócio. É preciso contar com o auxílio de especialistas em cada área, principalmente em se tratando de contabilidade e finanças.

O contador será o responsável por confeccionar, através da análise de dados, o planejamento tributário citado na dica 5 deste post, o que o ajudará a economizar em impostos e o manterá livre da mira do Fisco. Ele também será o responsável por cobrá-lo de manter uma organização das contas de gerenciamento financeiro para que suas demonstrações contábeis estejam sempre atualizadas, o que fará com que você esteja sempre muito bem informado sobre a saúde financeira do negócio durante todo o ano.

Para que as finanças de sua pequena empresa estejam sempre em dia, necessariamente você precisa contar com o apoio de um contador.

Conclusão

Embora ser dono de próprio negócio e poder gerenciá-lo da forma que melhor lhe convir possa lhe parecer ser “um sonho de liberdade emocionante”, também pode se tornar uma “nevralgia crônica”, especialmente quando se trata do gerenciamento financeiro de modo a tornar o negócio rentável e lucrativo.

Por isso, não deixe seu negócio sofrer devido à má gestão das finanças. Mantenha as dicas acima sempre em mente, procure segui-las com regularidade e garanta a sua empresa um futuro brilhante.

Conte sempre com um contador!

Até a próxima!