Abertura de Empresa: Como Funciona

O processo de abertura de empresas está cada vez mais facilitado, especialmente com a ajuda de um escritório de contabilidade. Em alguns municípios, a abertura já pode ser feita totalmente online e de forma bastante rápida. É o caso de São Paulo, por exemplo, onde um empreendedor pode registrar seu negócio sem sair de casa e em até dois dias.

Entretanto, existe uma ordem certa de passos a serem seguidos e várias exigências por parte dos órgãos municipais e estaduais responsáveis. Por isso, é comum os novos empreendedores ficarem um pouco perdidos ou confusos. Se esse é o seu caso, não se preocupe, vamos abordar cada um dos passos, e falar um pouco mais sobre o trabalho realizado pela Brasct:

Escolha do CNAE

A primeira decisão a ser tomada no processo de abertura de uma empresa é a definição do CNAE (Código Nacional de Atividades Econômicas). O CNAE representa a atividade que a empresa desempenha. A empresa precisa ter pelo menos um CNAE, mas pode ter outros CNAEs secundários, no caso de exercer mais de uma função.

Após a definição da atividade, deve ser feita a verificação da viabilidade do endereço junto à Junta Comercial. Será necessário entrar com um pedido para validar se a atividade da empresa pode ser exercida no endereço determinado pelo empreendedor.

Definição do Porte

A definição do Porte da empresa depende da faixa de faturamento, além do número de sócios e quantidade funcionários.

Alguns empreendedores podem optar por ser MEI (Microempreendedor Individual). Porém, existe uma lista de atividades permitidas, o limite do faturamento anual atual é 81 mil reais, e só é possível ter um funcionário.

Além do MEI, existe Microempresa (ME), Empresa de Pequeno Porte (EPP), Empresa de Médio Porte e Grande Empresa.

Determinação da Natureza Jurídica

Outra decisão que precisa ser tomada é a respeito da Natureza Jurídica da empresa, que é a sua configuração em relação a sócios e Capital Social. 

As opções mais comuns são Sociedade Empresaria Limitada (LTDA) e Sociedade Limitada Unipessoal (SLU).

Escolha do Regime Tributário

O Regime de tributação estabelece a modalidade de cobrança dos impostos, e existem três opções: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

A grande maioria das empresas começa optando pelo Simples Nacional, mas isso não é uma regra. Para algumas delas, pode ser mais vantajoso o Lucro Presumido ou o Lucro Real.

Contrato Social e registro na Junta Comercial

Antes mesmo de abrir o CNPJ, será necessário elaborar o Contrato Social, que é o instrumento de constituição da empresa. Nesse documento, os empreendedores devem decidir o nome da empresa, o Capital Social e o percentual de participação de cada sócio.

Com o Contrato Social e os documentos dos sócios em mãos, é preciso registrar a empresa na Junta Comercial. É a partir daí que o negócio recebe um CNPJ, e a empresa finalmente passa a existir.

Inscrição Municipal

Depois do registro na Junta Comercial, será necessário fazer o cadastro na Prefeitura. Na maior parte dos municípios do Brasil o preenchimento pode ser feito pela internet e gratuitamente.

A maioria das prefeituras solicita Contrato Social, cartão CNPJ, além de RG, CPF e comprovante de endereço dos sócios. Para algumas atividades podem ser necessários ainda o alvará da vigilância sanitária, o laudo de vistoria dos bombeiros e outras autorizações.

Alvará de Funcionamento

O Alvará de Funcionamento deve ser solicitado junto à Prefeitura ou outro órgão governamental, podendo variar de acordo com o município. No caso de São Paulo, existe um serviço online. Clique aqui.

Além disso, dependendo da atividade da empresa poderão ser necessárias outras licenças, como Licença Ambiental, Licença Sanitária, Produtos Químicos Controlados, entre outras. 

Inscrição Estadual

Esse passo é exclusivo para empresas do setor do comércio. Para empresas desse tipo, o empreendedor deve fazer a inscrição na Secretaria da Fazenda do Estado.

Vale a pena abrir empresa por conta própria?

Algumas vezes, com o intuito de economizar dinheiro, o empreendedor tenta fazer todo o processo de abertura da empresa sozinho. No entanto, se não for feita da maneira correta, essa decisão pode trazer prejuízos. 

Primeiramente, o empreendedor pode perder muito tempo aprendendo sobre cada um dos passos e tentando fazê-los por conta própria. 

Esse tempo que o empreendedor gasta é valioso, e traz muito mais resultados se for dedicado ao desenvolvimento do negócio, captação de clientes e tomada de decisões estratégicas.

Os passos de abertura da empresa podem ser delegados a um escritório de contabilidade que possua profissionais experientes e capacitados para essa tarefa. Uma vez que já conhece cada uma das particularidades do processo, o profissional de contabilidade pode fazê-lo de forma mais rápida e assertiva.

Além disso, ao fazer a abertura da empresa por conta própria, o empreendedor pode deixar de cumprir alguma exigência. A consequência de um erro nesse momento pode resultar em multas sérias futuramente. 

Vantagens de contar com a Brasct para fazer a abertura da sua empresa

A Brasct é um escritório de contabilidade em São Paulo que possui 48 anos de experiência. Somos especializados no processo de abertura de empresas e nos responsabilizamos por todos os detalhes. 

A partir de uma conversa com os sócios, auxiliamos na definição do CNAE e na escolha do regime tributário mais vantajoso para o negócio. Solicitamos os documentos, montamos o Contrato Social, damos entrada em todos os órgãos, incluindo Junta Comercial, Secretaria da Fazenda, emitimos as guias das taxas que precisam ser pagas. 

Em resumo, fazemos tudo que precisa ser feito para colocar a empresa pronta para trabalhar! O cliente não precisa nem mesmo sair de casa. 

Além disso, para os negócios de prestação de serviços, que necessitam de Alvará e Inscrição Municipal, fazemos inclusive o cadastro de usuário e senha no site da Prefeitura para emissão de nota fiscal. Para os casos em que houver necessidade de obter um Certificado Digital, também nos responsabilizamos por isso.

Desconto especial da Brasct para novos clientes

CUMPOM DE DESCONTO: #BRASCT

A Brasct oferece um Ticket de Abertura para os novos clientes. Com ele, o cliente só paga a primeira mensalidade depois de 30 dias. 

Essa é uma oferta muito interessante pois, independente do dia do mês em que foi feita a abertura, seja no dia 1º ou no dia 31, será necessário entregar todas as obrigações referentes ao mês, e a Brasct se responsabiliza por tudo!

Além disso, com o cupom da Brasct #BRASCT, o cliente ainda recebe 3 meses gratuitos do Bling, um Sistema de Gestão Empresarial Integrado (ERP) para e-commerce.


Abertura de Empresa: Como Funciona





É possível abrir uma empresa sem largar o emprego?


É possível abrir uma empresa sem largar o emprego?





Quanto custa fechar uma empresa?


Quanto custa fechar uma empresa?



Contabilidade para autopeças e mecânica em São Paulo

Um dos fatores de maior influência na saúde financeira de uma autopeças ou de uma oficina mecânica é o planejamento tributário. Muitos empresários, por inexperiência ou pela falta de auxílio de um escritório de contabilidade devidamente capacitado, optam por regimes que resultam em uma carga tributária alta e desnecessária.

Através do conhecimento dos regimes tributários existentes e planejamento apropriado é possível reduzir os custos tributários, sem afrontar ou desobedecer as legislações vigentes. Trata-se de compreender a situação do negócio, calcular os tributos e analisar as opções para compreender qual dos regimes tributários permitidos (tendo em vista o porte da empresa) é mais vantajoso. Para tal, é necessário avaliar a situação atual da empresa, as receitas, as despesas, o segmento e regiões de atuação e os produtos e serviços ofertados.

No que diz respeito à contabilidade para autopeças e mecânicas em São Paulo, existe ainda outro fator importante a ser considerado: A tributação monofásica; sobre a qual vamos falar um pouco mais adiante neste artigo.

Escolha do regime tributário: uma decisão estratégica e competitiva

A elevada carga tributária existente no Brasil faz com que as decisões acerca da tributação não sejam apenas operacionais, mas estratégicas. Esse planejamento tributário torna-se ainda mais essencial para as microempresas e pequena empresas, especialmente as autopeças e mecânicas, pois o cálculo correto da margem de lucro e formação do preço são determinantes para a consolidação do negócio ou exclusão da empresa do mercado.

Simples Nacional

A maioria dos empresários de microempresas e pequenas empresas acreditam que o Simples Nacional, por se tratar de um regime simplificado, é o mais adequado. É verdade que o Simples apresenta alíquotas mais baixas em comparação aos outros regimes, além de uma agenda tributária mais simples e fácil de cumprir. No entanto, o Simples baseia-se no faturamento anual ao invés do lucro real da empresa, o que significa que sua empresa pode estar recolher impostos mesmo tendo prejuízos. 

Apesar de ser facultativo, o Simples Nacional possui restrições. Para microempresas, o faturamento no ano/calendário anterior não pode exceder R$ 360.000,00; para pequenas empresas, o limite máximo de receita bruta anual é R$ 4.800.000,00 (conforme alteração de 2018); existe ainda uma relação de atividades restritas, como instituições financeiras, sociedades de crédito, corretoras e seguradoras, ou fábricas de cigarros, por exemplo. 

Lucro Presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário simplificado para a apuração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) devidos pela pessoa jurídica.  

A Receita Federal presume, a partir da atividade exercida pela empresa, que uma determinada percentagem do faturamento é o lucro; ou seja, da mesma forma que o Simples Nacional, para esse regime de tributação não são consideradas as despesas, apenas o faturamento. 

Lucro Real

No regime tributário do Lucro Real, a tributação das alíquotas acontecerá somente após a apuração real do lucro e não sobre o faturamento. Portanto, é necessário um controle financeiro mais eficaz, que deve auferir todas as receitas e despesas. Por esse motivo, o Lucro Real pode ser interessante para as empresas que possuem muitas despesas. 

Como pagar menos impostos: Análises tributária e contábil anuais

Seja pelo aumento do faturamento ou pela diversificação dos produtos, o regime de tributação no qual a autopeças ou a oficina mecânica está enquadrada em um ano pode já não ser o mais vantajoso no ano seguinte. Portanto, cabe uma análise, pelo menos anual, verificando nos balancetes contábeis qual seria a tributação em cada um dos regimes. 

Inclusive as empresas optantes pelo Simples Nacional podem fazer esse comparativo anualmente, de forma a certificar-se de que estão a utilizar o melhor regime tributário. A escolha pelo regime de tributação é feita apenas uma vez por ano, ao início do ano, mais especificamente até o dia 31 de Janeiro. Este é um momento no qual o escritório de contabilidade deve estar ainda mais atento à empresa. 

Tributação monofásica para mecânicas e autopeças em São Paulo

O que é a tributação monofásica?

A tributação monofásica é um regime diferenciado de cobrança do PIS (Programa de Integração Social) e da COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). O intuito é concentrar o tributo em uma única fase da cadeia produtiva de uma categoria. Dessa forma, a alíquota é bastante elevada, mas fica concentrada apenas na primeira etapa (indústria ou importador).

O objetivo da tributação monofásica é facilitar a fiscalização da Receita Federal. Ao concentrar a tributação apenas nas etapas iniciais e desonerar as etapas subsequentes de comercialização, diminui-se o fluxo de informações tributárias, facilitando as ações do Fisco.

Em outras palavras, revendedores, atacadistas e varejistas ficam isentos de recolher impostos do PIS e COFINS dos produtos monofásicos, pois os tributos já foram todos recolhidos na fase inicial da cadeia de produção.

Quais são os produtos monofásicos?

É essencial conhecer e aplicar a tributação monofásica para autopeças e oficinas mecânicas em São Paulo, pois as mercadorias monofásicas possuem alíquota zero para o distribuidor ou varejista.

A legislação tributária que prevê as categorias de produtos sobre os quais incide o regime de tributação monofásica é o Decreto nº 4.542/2002 (artigo 1º, caput da Lei nº 10.147/2000 e artigo 1º da Instrução Normativa SRF nº 594/2005).

Neste artigo listamos os principais:

  • combustíveis;
  • produtos farmacêuticos;
  • produtos de perfumaria, toucador e higiene pessoal;
  • máquinas e veículos;
  • autopeças, câmaras de ar e pneus;
  • bebidas (água, cervejas e refrigerantes).

Como a tributação monofásica é aplicada para autopeças e mecânicas em São Paulo?

Uma vez que estão incluídas no sistema de tributação monofásico (por meio da Lei nº 10.485 de 2002 alterada mais tarde pela Lei nº 10.865 de 2004), no que diz respeito à tributação de autopeças, apenas os produtores e os importadores são responsáveis por recolher o PIS e o COFINS.

Para evitar tributos a mais, é essencial que ao realizar a contabilidade para autopeças e mecânicas, os produtos estejam corretamente classificados de acordo com a NCM (Nomenclatura Comum Mercosul).

A tributação monofásica é independente do regime de tributação da empresa (Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido), portanto os optantes pelo Simples Nacional devem solicitar a dedução do valor referente à venda de produtos monofásicos no recolhimento de PIS e COFINS. 

Como recuperar os impostos pagos a mais na sua autopeças ou mecânica?

A Brasct é um escritório de contabilidade que atua na áreas de contabilidade, análise e recuperação tributária e consultoria empresarial. Por meio de uma auditoria, é possível averiguar os últimos cinco anos contábeis e reaver o valor dos impostos pagos a mais por meio de compensação ou restituição.

Quais os maiores desafios na gestão de uma loja de autopeças?

Uma vez que o cenário para o ramo de autopeças é favorável e que o mercado está aquecido e em plena ascensão mesmo diante da crise, a hora é propicia para sentar e apreciar a vista, não é verdade?

Nada disso!

Como um empreendedor engajado e consciente de que o ramo de autopeças como qualquer outro tem desafios e precisa estar sempre um passo à frente para se manter competitivo, você irá gostar de saber que esse texto foi feito pensando especialmente nas suas necessidades!

Confira os maiores desafios e como estar sempre preparados para enfrentá-los.

Planejamentos administrativos e contábeis

Ter uma loja de autopeças é muito mais do que apenas conhecer qual a palheta que vai limpar melhor o para brisas dos seus clientes, e um grande desafio em gerir um empreendimento no setor, tem a ver com o planejamento e a organização dos processos administrativos e contábeis.

Para não errar a mão na hora de manter seu negócio organizado e rentável uma boa dica é:

  • Procure informação e formação administrativa para melhorar o controle dos processos
  • Tenha uma empresa de contabilidade qualificada e experiente no ramo, cuidando de todo setor.

Essa dobradinha é capaz de elevar muito o nível do seu empreendimento!

Controle de estoque

Você gestor de uma loja de autopeças sabe que se não houver um controle acirrado do estoque, suas finanças podem literalmente despencar bem diante dos seus olhos, não é mesmo?

Por isso, fique atento e mantenha seu estoque na linha certa, nem a mais e nem a menos do que realmente a loja exige, observe:

  • Tenha muito bem especificado quais as peças com maiores rotatividades para não deixar que a falta comprometa as vendas.
  • Mantenha constante pesquisa entre custo benefício na compra das peças, isso é essencial para aproveitar ao máximo os
  • Ter um modelo de controle de estoque eficiente e de fácil compreensão pode facilitar muito o trabalho.
  • Um software de gestão de estoque é uma opção a ser considerada!

Saiba mais sobre estoque nesse artigo.

Comunicação é a alma do negócio!

Já diria o saudoso Chacrinha, “Quem não se comunica se trumbica”!

Se você quer superar o desafio da comunicação, empenhe-se sempre em manter as informações livre de ruídos e muito bem direcionadas, isso evita informações erradas, trabalhos desnecessários e esforço em atividades que agregam valor algum ao seu empreendimento.

Acredite, uma comunicação clara, direcionada a pessoas certas e da maneira correta é capaz de trazer grandes benefícios a sua loja de autopeças.

Para grandes vendas uma grande equipe

Ter colaboradores capacitados e engajados com a sua loja de autopeças é um grande desafio, talvez o maior de todos, mas não é por isso que você vai deixar o caos se instalar, medidas simples e baratas podem ajudar você nessa questão:

  • Invista em reciclagem e constante capacitação, para manter a sua equipe apta a atender as novidades do setor.
  • Reconheça as habilidades de seus colaboradores e saiba tirar proveito delas, existem alguns melhores em vender, outros melhores em organizar, cada qual no seu lugar são capazes de fazer mais e melhor!
  • Atendimento ao cliente: esforce para que sua equipe atenda cada cliente de forma única e especial, a arte de encantar o cliente precisa ser exercitada sempre!

E lembre-se, os desafios estão aí para serem superados! Por isso, acelere e ultrapasse todas as barreiras do ramo de autopeças!

 

Como criar um plano fidelidade aos clientes do setor de autopeças?

Você sabe da necessidade de atrair e fidelizar seus clientes para manter a lucratividade e o crescimento da sua loja de autopeças, não é mesmo?

E como fazer isso?

Você já pensou em criar um plano fidelidade como forma de manter seu cliente ativo, beneficiando seus lucros e ainda conseguindo oferecer vantagens para encantá-lo?

Hoje você vai ter algumas dicas e sugestões de como implantar o sistema de fidelização de forma eficaz e rentável para dessa maneira, consiga desfrutar de todos benefícios que essa ferramenta é capaz de trazer para seu empreendimento.

O primeiro passo

Antes de qualquer medida de implantação de um sistema de fidelização, ou de promoções é imprescindível ter uma visão, completa e detalhada dos aspectos organizacionais de seu empreendimento.

Para isso conte com uma empresa de contabilidade estruturada para ajudar você com relatórios, cenário financeiro, planejamento e todas as necessidades para começar com o pé direito.

E a partir de documentos emitidos pelo seu contabilista tome a decisão mais adequada para seguir com seus planos.

Opções em sistema de fidelização

Você está em plena era tecnológica, correto?

Então que tal pensar em um software que ajude você a oferecer um plano de fidelização fácil e eficaz ao seu cliente.

Você pode pensar em um aplicativo para dispositivo móvel que permita que seu cliente participe do sistema e ainda esteja conectado a sua loja de autopeças.

Já pensou em colocar sua loja na internet? Veja em: https://brasct.com.br/ja-pensou-em-colocar-sua-loja-na-internet-4-dicas-para-criar-um-e-commerce-de-autopecas/

E quais os benefícios oferecer ao cliente?

Um cliente adora sentir-se importante e saber que está sendo beneficiado com as decisões que está tomando, por isso, você deve observar alguns pontos para implantar um sistema que realmente funciona, tais como:

  • Qual é o objetivo do sistema?
  • Por quanto tempo será valido o sistema? É permanente ou tem data para acabar?

Essas questões vão ajudar você a criar um projeto que atinja direto o coração e o bolso de seu cliente, sem impactar negativamente suas finanças e trabalhando bem para promover crescimento em seus negócios.

Veja algumas opções de benefícios que você pode oferecer:

  • Sistema de pontos: A cada compra os pontos são contabilizados no sistema de fidelização e ao alcançar a meta o cliente pode ganhar produtos ou serviços, isso estimula a volta do cliente a loja de autopeças.
  • Sistema de desconto: Você pode criar um calendário que permita que a cada data o cliente faça determinado serviço com desconto ou então que se fizer as revisões dentro de determinado prazo, o valor oferecido seja diferenciado!
  • Sistema de convênio: Procurar empresas que se relacionem com seu ramo e oferecer parceria, por exemplo, a cada X valor comprado na sua loja de autopeças o cliente ganha uma lavagem no estabelecimento conveniado e a cada y lavagens o cliente ganha um produto da sua loja de autopeças, uma maneira de estimular a compra!

As opções são muitas e o objetivo é criar uma estreita relação de confiança e afinidade com seu cliente, transformando-o em um fã de sua loja de autopeças e um constante consumidor de seus produtos e serviços!

Precisando de contabilidade especializada no ramo de autopeças?

Fale conosco!

 

Como fazer seu cliente entender a importância da troca de óleo e gerar rentabilidade em sua loja de autopeças?

Todo carro precisa fazer troca de óleo, certo?

E dessa maneira funciona um carro e suas revisões e trocas preventivas, para evitar problemas e gastos desnecessários!

Nem sempre o seu cliente entende a importância disso. Mas você sabia que existe um jeito para fazê-lo entender e assim aumentar a lucratividade de sua loja de autopeças?

Como aumentar a suas vendas?

Você já ouviu falar em gatilhos mentais?

Sabe como utilizá-los para aumentar as vendas e passar informações necessárias ao seu cliente de maneira que ele entenda a importância e a urgência do comunicado?

Pois hoje terá essa oportunidade e verá que vale a pena!

Seu cliente quando visita a sua loja de autopeças precisa tomar a decisão de comprar algo, no caso aqui o produto é a troca de óleo do veículo e a sua função é ajudar ele nesse processo.

Isso porquê todas as decisões tomadas por uma pessoa são formatadas primeiro no inconsciente para depois ganharem consciência, que vem acompanhada de uma justificativa racional.

Parece bobeira?

Mas não é!

Pois gera aumento de vendas e dos seus lucros, acredite.

Veja o caminho que se forma antes que seu cliente possa tomar a decisão e fechar a compra:

  • O cérebro decide o que fará – “Preciso ir à loja de autopeças efetuar a troca de óleo. ”
  • Essa decisão aparece na consciência dando a sensação de decisão correta – “Assim evito problemas com meu carro”.
  • Ação – “ Bom dia vocês fazem troca de óleo? ”

E é nesse momento que entra a sua disposição e técnica em ajudar o seu cliente a entender os benefícios da troca de óleo do seu carro em sua loja de autopeças!

Veja como melhorar a eficiência operacional e aumentar as vendas na sua loja de autopeças

E na prática, o que fazer?

Ok, agora você já sabe que precisa ajudar o seu cliente a juntar o seu impulso emocional com uma justificativa lógica para que ele perceba a importância de comprar e utilizar os serviços de sua loja de autopeças, mas, e como fazer isso?

Calma, aqui você conhecerá alguns gatilhos mentais que ajudarão você no processo de vendas e fidelização do cliente.

O seu cliente irá processar as informações para enfim decidir comprar diante dos seguintes gatilhos mentais:

Escassez- Quando a sua fala deixar ele sem opção de poder voltar atrás, por exemplo: “Esse óleo é o melhor do mercado, tanto que esse é o último em estoque, já fizemos a solicitação até com aumento nas unidades, porque ele é muito solicitado”.

Casos de sucesso: Quando você entende que outras pessoas se beneficiaram da mesma escolha, por exemplo: “ A aceitação desse serviço de troca de óleo é de 100% entre nossos clientes mais exigentes e antigos, tem um custo benefício espetacular, quem provou não utiliza outro! ”

Autoridade: Mostrar que você tem pleno domínio do produto e do processo e por isso, a compra é a melhor opção, por exemplo, “Usamos produtos recomendados pelas próprias montadoras e nosso processo de troca é baseado em treinamento com os mais qualificados mestres da mecânica automotiva. ”

Use seus serviços e sua persuasão para aumentar a suas vendas e satisfaça o seu cliente. Esse é o caminho para o sucesso!

 

 

Quais são as peças mais vendidas no setor de autopeças?

Você como um excelente gestor do setor de autopeças sabe da importância da organização e manutenção de um estoque em sua loja, não é mesmo?

Um estoque desequilibrado e insuficiente pode trazer muitos gastos e até mesmo atrapalhar as vendas, peças de mais ou de menos não é nada bom para aqueles que querem aproveitar a boa fase do setor automotivo para alavancar ainda mais os rendimentos.

Por esse motivo é necessário ficar de olho no estoque do seu empreendimento e manter sempre as peças com maior rotatividade prontas para serem vendidas e analisar com cuidado alguns pontos que podem promover economia e consequentemente um aumento nos lucros de sua empresa do ramo de autopeças.

Saiba como calcular o giro de estoque para trazer mais produtividade e lucro para sua empresa aqui

Então, que tal pegar carona nesse artigo e descobrir quais são as peças mais vendidas no setor de autopeças e dessa maneira oferecer sempre o melhor ao seu cliente.

Fique de olho para o que não pode faltar no seu estoque!

Rodas e pneus

Não é segredo que o pavimento das grandes e pequenas cidades não são lá as mil maravilhas, por isso o desgaste de pneus e as avarias em rodas causadas por buracos fazem dessas peças grandes campeãs de venda.

Outro grande motivo são os tunnigs que permitem deixar os carros mais altos, personalizados e fazem a cabeça dos apaixonados pelo mundo automobilístico.

Ainda existem aqueles clientes que adoram poupar e aproveitam os descontos em conjunto de rodas e pneus completos.

Aparelhos de som

Para enfrentar o “trânsito nosso de cada dia”, incrementar o seu carro ou apenas ouvir suas canções favoritas, os clientes de lojas de peças automotivas investem no sistema de som.

Para atender a demanda e não perder nenhuma oportunidade de venda, tenha variedade em aparelhos de som, dessa maneira você atinge todos os bolsos e gostos e deixa todo mundo satisfeito: o seu público e as finanças de sua loja!

Faróis

Item de segurança, os faróis também estão entre os mais vendidos, muitos veículos têm modelos específicos o que pode dificultar que o cliente os encontre, por isso vale sempre uma pesquisa para entender quais os últimos lançamentos e quais tem maior saída, providenciando para que esses não faltem em sua loja de autopeças.

Baterias

Baterias podem deixar o motorista na mão quando menos se espera, isso porquê o uso incorreto ou em excesso diminui o tempo de vida útil, por isso, tenha sempre a mão vários modelos e salve o dia do seu cliente.

Óleo de motor

Item básico e essencial que jamais pode faltar!

Forneça mais que peças e conquiste seu cliente

Ofereça ao seu cliente mais que uma simples venda, entregue a ele confiança através de informações úteis e soluções que beneficiem a compra que irá realizar, dessa maneira você consegue conquistá-lo e proporciona a ele uma experiência positiva em sua loja de peças automotivas.

Além disso, serviços de troca, instalação e manutenção, agregam valor a sua venda e faz o cliente querer realizar todo procedimento em um só lugar.

Toda venda é uma grande oportunidade de lucro e fidelização, não deixe que nenhum passe despercebido, controle seu estoque, mantenha sua equipe de apoio sempre ativa e arrase nas vendas.

Por fim, um gestor nota 10, conta com uma equipe de contabilidade experiente em lojas de autopeças, tendo consigo bons fornecedores, uma equipe campeã, além de uma estrutura organizada e totalmente eficaz.

Entre em contato para obter ajuda em contabilidade especializada!

 

WhatsApp contabilidade em são paulo

Lojas de autopeças não são afetadas pela crise! Veja porquê!

É fato que a crise no Brasil ainda é preocupante, contudo, é inegável que alguns segmentos estão se saindo muito bem diante do atual cenário recessivo e muitos estão até aproveitando o momento como uma grande oportunidade de crescer e se consolidar em alguns ramos de atuação.

Um dos negócios que mais sabe converter problema em solução e aproveitar a chances para uma “recauchutagem nas finanças” são as lojas automotivas. Pegando carona no crescimento das vendas de veículos seminovos, essas empresas estão se superando e dando a volta por cima quando o assunto é driblar a crise.

Veja porque as lojas de peças automotivas estão superando em vendas.

O conserto é a melhor opção

Sabe aquele ditado que diz “somos do tempo que se consertava e não comprava outro”, pois é, esse tem sido o lema para enfrentar o recuo econômico do Brasil, a Fenauto aponta que até o momento atual de 2017 já houve queda de 4,9% na venda de carros zero km, enquanto o comércio de usados cresceu cerca 7,9%, é a população buscando opções para poupar e não se endividar.

Por isso, a compra de peças automotivas para reparos e trocas preventivas tem sido um excelente negócio aos olhos dos clientes mais experientes e que valorizam seu dinheiro, em outras palavras, bom para o consumidor e melhor para os donos de lojas de autopeças.

Aproveite o momento e largue na frente

E para os donos e gestores de lojas de autopeças que sabem como aproveitar uma boa oportunidade, essa é a chance de largar na Pole Position e fica à frente no mercado. Para isso esteja muito atento as todas as questões administrativas e contábeis e assim consiga aproveitar o “BUM” no ramo de autopeças para investir com inteligência e assertividade.

Olhe algumas dicas que farão os seus lucros renderem ainda mais!

  • Converse com uma empresa contábil especializada em setor de autopeças e verifique com eles possibilidades de adequação do regime tributário com foco em promover mais economia, para que seus lucros sejam bem aplicados.
  • Faça um planejamento financeiro e aplique o dinheiro em agregar valor ao seu empreendimento, continuar crescendo e sempre esteja preparado para qualquer situação.
  • Capacite a sua equipe da loja de autopeças e mantenha-se sempre produtivo.
  • Se prepare para quando o cenário mudar, inove, crie novas possibilidades e continue forte com crise ou sem ela!

Que tal fazer adequações e inovações na sua loja de autopeças que permitam fidelizar seu cliente e dar a opção para que ele volte, mesmo sem precisar trocar as peças do carro?

  • Serviços complementares,
  • Trocas preventivas mais atrativas que as concessionárias,
  • E claro, aquele atendimento caprichado para encantar o grande público são grandes diferenciais!

E como fazer para continuar crescendo?

Continuar crescendo pode ser um grande desafio quando você nada entende de contabilidade e de como gerir melhor suas finanças, pois sem controle contábil, rapidamente você pode perder grandes somas de dinheiro ou até mesmo investir onde não deve, ou ainda pagar taxas que nem precisaria!

O segredo está em ter uma boa equipe contábil ao seu lado! E com isso, nós podemos ajudar!

Veja como melhorar a eficiência operacional e aumentar vendas!

Aproveite o momento para pensar como um campeão e investir o seu melhor para alcançar o primeiro lugar nas vendas!

Como melhorar a eficiência operacional e aumentar as vendas na sua loja de autopeças

Hoje vamos aprender como aumentar o lucro de uma loja de autopeças de maneira prática!

Ter rendimentos é o primeiro fruto de qualquer negócio. Mas para isso acontecer, é preciso saber alinhar bem as demandas, desde a parte do contato com o fornecedor até o atendimento e contabilidade de sua loja de autopeças.

E correlacionando lucro às lojas de autopeças, pode-se privilegiar os produtos mais lucrativos e fazer o acompanhamento deles para não os comprar em maior quantidade, obtendo assim mais descontos e equilíbrio financeiro.

Assim que a empresa de autopeças aumenta seu faturamento, os lucros começam a surgir.

A melhoria do faturamento implica em mais vendas. Uma estratégia para isso é investir no crescimento da eficiência operacional. O resultado disso é uma perceptível redução de custos e melhor organização para as compras.

Como fazer isso em minha loja de autopeças?

Primeiro, é necessário entender quais são os itens mais vendidos e aqueles com maior margem de lucro. É preciso pensar de forma estratégica, utilizando dados da média de vendas mensal e garantir total organização de estoque. Uma forma tática de definir quais são os itens que podem ser trabalhados é utilizar a curva ABC para realizar os cálculos.

E quais são os itens mais vendidos?

Para descobrir quais são seus produtos com maior saída, crie uma planilha com os itens vendidos ao longo de 6 meses e a quantidade de venda deles – um a um.

Ordene de forma decrescente por quantidade de venda, assim você terá a lista com as peças mais vendidas. Agora já é possível utilizá-la como base – basta pensar em quais itens possuem mais estoque. Assim, é possível analisar o que pode ser melhorado, em relação a preços de compra.

Como posso ter o percentual de lucro bruto em cada produto?

Para obter estes resultados, é preciso fazer alguns cálculos fundamentais:

  1. Calcule o valor bruto obtido em cada peça;
  2. Retire o valor de compra sobre o valor da venda;
  3. Acrescente uma coluna nova à planilha já existente
  4. Multiplique a coluna pela quantidade de vendas de cada peça
  5. O resultado será o lucro bruto de cada produto

Alinhando a coluna em ordem decrescente você descobrirá os itens responsáveis pelo maior lucro da loja de autopeças.

Esta será uma base para estudos e estratégias para aumentar a venda destes produtos ou mesmo para obter estes itens com melhores preços, aumentando seus lucros.

Qual a média mensal de venda para cada item?

Continue trabalhando em sua planilha. Divida a quantidade total das vendas de cada item por 6 e terá a média de vendas por item/mês.

Inventário ajuda?

Toda a informação adquirida é de grande importância. E sim, o inventário é de grande valor.

O uso deste deve ser rotina no estabelecimento de autopeças, pois, dele você terá insumos para trabalhar cálculos, planilhas e projeções.

Sazonalidade: isto também faz parte das vendas?

Todo estabelecimento de autopeças tem seu contexto e trabalha de uma forma particular, mas considerar os períodos do ano também ajuda muito na conquista de clientes e na maior lucratividade das vendas.

Pensando nas alterações de tempo e nas estações do ano, você pode identificar que em alguns períodos onde tem mais chuva, a compra de algumas peças é melhor, enquanto outras tem maior saída em tempos de seca. Por isso, se aproprie do poder do lucro em ambos os casos, de acordo com a demanda!

A partir dessas dicas é possível se desenvolver de maneira mais eficaz e forte no mercado, não somente obtendo mais lucro, mas também gerando maior satisfação nos clientes e transformando as possibilidades de negócios em sua loja de autopeças.

Agora que você aprendeu como melhorar a eficiência operacional, já pode conseguir gerar mais vendas na sua loja de autopeças!

E então, precisa de ajuda para abrir uma loja de autopeças? Confira nosso guia sobre como maximizar os resultados com um sistema ou controle de estoque!

Até a próxima!

Pensando em montar uma Loja de autopeças?

Você esta pensando em montar uma loja de autopeças? Então conhecer como o mercado de autopeças funciona é umas das tarefas mais importantes para o empreendedor que deseja montar uma loja.

Como em qualquer segmento de atuação profissional, para se abrir uma empresa, é extremamente necessário que o empreendedor conheça como o seu mercado funciona. E no ramo das lojas de autopeças não é diferente.

Esse mercado vem se expandindo de um modo surpreendente nos últimos anos e merece uma atenção especial de quem trabalha nesse nicho.

O investidor dessa área precisa entender como o mercado vem atuando ultimamente para que desse modo ele consiga identificar os desafios, as dificuldades e soluções para poder passar por tudo isso e ver o seu negócio crescendo.

Nesse artigo, você ficará por dentro de várias informações desse segmento, como:

  • Dados gerais;
  • Programas de incentivo que podem ajudar na hora de tomar decisões estratégicas;
  • Tipos de desempenhos das empresas do 1º e 2º níveis da cadeia, entre outros.

Esse é um mercado que ainda não foi muito explorado devido à maioria das pessoas não ter muito conhecimento sobre esse assunto e nem saberem o quanto esse tipo de investimento pode gerar lucro. E isso pode ser uma grande oportunidade para você! Se especialize e entenda como o negócio de autopeças funciona e obtenha sucesso neste segmento.

Não deixe de incluir a internet na sua empresa, pois desse modo você pode perder grandes oportunidades nessa área. Abaixo você terá algumas informações que lhe ajudarão na hora de ficar por dentro de como atua esse mercado.

Dados gerais

  • O Brasil contém cerca de 730 empresas de autopeças na indústria, sendo que 64% faturam anualmente até R$100 milhões, o que quer dizer 11% do faturamento total do setor.
  • A Argentina e os Estados Unidos são os países que mais consomem os produtos brasileiros responsáveis por até 50% da exportação.
  • Em 2014, foi investido pelo governo e pelas empresas privadas US$1,4 bilhão, tendo em vista a capacitação das companhias para que a exportação dos seus produtos fosse majorada.
  • No Brasil, os estados que mais atuam nesse segmento são: Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Fonte: Biblioteca Sebrae

Investimentos e oportunidades

Se você procurar, conseguirá encontrar vários programas do governo que instigam a compra local de peças e a montagem de veículos. Procure, invista e obtenha inúmeras oportunidades nessa área.

Os empreendedores de autopeças precisam acompanhar todo esse crescimento e tornar o mercado mais competitivo, para que desse modo todos da cadeia sejam beneficiados e as decisões sejam tomadas de modo estratégico.

Empresas do segmento e suas atuações nesse mercado

Aqui você entenderá como as empresas que estão iniciando agora agem na cadeia de fabricação das autopeças e como elas podem aprimorar as suas práticas para se tornarem mais competitivas no mercado e equiparem serviços para grandes empresas.

Analise abaixo a cadeia de fabricantes:

1º nível: São aqueles analisados como grandes players mundiais. Na maioria das vezes, eles provêem peças que contêm sistemas mais completos utilizados na montagem dos automóveis.

Além disso, eles também atuam no mercado de reposição e exportação de mercadorias.

2º nível: Esse nível equivale aquelas empresas que provisionam peças para as do 1º nível, agindo também na hora de abastecer a reposição, aliás, algumas só focam nessa área.

Essas empresas, quando não conseguem suprir a sua demanda, podem contratar outros fornecedores para auxiliar nesse processo.

O empreendedor precisa saber de tudo o que foi dito acima para que desse modo ele consiga montar sua loja de autopeças, e após montar, manter a loja funcionando à todo vapor, de modo a fazer sucesso dentro do mercado superando seus concorrentes.

Precisando de ajuda para montar um loja de autopeças? A Brascont é uma contabilidade em Osasco – SP especializada em empresas de autopeças. Conhecemos tudo desse mercado! Que tal vir tomar um café conosco e planejarmos o futuro de sua mais nova loja de sucesso, hein?

Estamos esperando por você!

Até breve…