Comércio eletrônico será mesmo o futuro?

Uma das grandes dúvidas de empresários que possuem algum tipo de comércio é se o ecommerce vale mesmo a pena e se realmente o comércio eletrônico é o futuro.

Nos últimos anos é incontestável o crescimento do comércio eletrônico no Brasil, diversas empresas estão se especializando nessa atividade, desde o desenvolvimento de plataformas, sites, lojas virtuais, marketplaces e até mesmo a modalidade de dropshipping (vendas sem manter estoque físico).

Com a grande evolução do mercado e a necessidade de agilizar os processos, diversas pessoas e empresas estão deixando de ir pessoalmente nos comércios tomando a decisão de realizar suas compras de forma 100% online por poder contar com algumas vantagens como:

    • Preço mais baixo;

    • Não ser necessário se deslocar;

    • Entrega no local indicado;

    • Poder comparar diversas lojas online sem perder muito tempo;

Preço baixo, como conseguir melhor preço em vendas?

Preço mais baixo, uma das grandes vantagens de ter um comércio eletrônico é a economia que você consegue ter, uma empresa que possua apenas o ecommerce consegue economizar com aluguéis de lojas físicas, estoque limitado e funcionários, lógico que ao ter um ecommerce também é necessário ter estoque e equipes para realizar a gestão de estoque, embalagem faturamento e despacho, mas quando você tem uma loja é necessário ter aluguel da loja e do estoque caso sejam em lugares diferentes, precisa ter funcionário para realizar as vendas, cobrança, embalagem ou seja, tudo na loja e ter uma equipe para controlar o que sai e o que entra no estoque.

Imagine por exemplo uma rede como as Casas Bahia ou Ricardo Eletro, que precisam ter toda logística desde o CD (Centro de Distribuição) onde armazenam seus materiais e outra equipe nas lojas, o custo operacional se torna extremamente elevado o que tem impacto direto no preço de vendas dessa mercadoria.

Sem deslocamento, as facilidades do ecommerce

O ecommerce oferece a facilidade de uma pessoa que não tenha tanta urgência em ter os produtos em mãos a economizar tanto com valores da mercadoria como com o deslocamento, é muito mais prático e cômodo você poder escolher um celular ou um computador de dentro de casa ou do seu escritório, não precisar se estressar com trânsito, estacionamentos e sem falar dos riscos que temos nas ruas.

Hoje é possível comprar até mesmo imóveis de forma online, carros de luxo e diversos outros tipos de serviços e materiais, já se imaginou comprando uma casa 100% online?

Entrega em todo o Brasil

Diversas lojas online hoje realizam entrega para todo o Brasil, isso se dá pela facilidade de envio via correios ou transportadoras, tudo depende do tipo de mercadoria que está sendo comercializada por esse ecommerce.

Por exemplo, um ecommerce de roupas tem muito mais facilidade de enviar mercadorias pelos correios, já um ecommerce de autopeças consegue enviar apenas peças pequenas e leves, já outras peças do seu portfólio de produtos geralmente são enviadas por transportadoras.

Essa facilidade de entregar em todo o Brasil auxilia fortemente no faturamento da empresa, uma vez que pessoas de todo o país podem realizar compras em uma loja virtual, diferente de lojas físicas que muitas vezes não realizam nenhum tipo de marketing o que dificulta ainda mais que potenciais clientes localizem o estabelecimento, ficando a mercê da sorte.

Comparando com os concorrentes

Outra grande vantagem de você oferecer para o seu público a opção de uma loja online é a possibilidade do seu cliente poder realizar comparativos entre você e o seu concorrente.

Diversos empreendedores definem algumas métricas para vender online diferente das vendas físicas isso porque com as vendas online você consegue diminuir comissão de vendedores (quando o processo é 100% automatizado sem a necessidade de um atendimento por chat ou telefone) conforme abordamos no primeiro tópico “Preço baixo, como conseguir melhor preço em vendas? ”.

Quando você trabalha com um preço diferenciado no seu ecommerce você se torna muito mais competitivo, mas não se esqueça, é de extrema importância que você tenha previsto em seus custos taxas como envio de remessas e retorno caso haja necessidade de troca ou devolução da mercadoria enviada.

Crescimento do ecommerce no Brasil em 2019


Fonte: ecommercebrasil.com.br

Com o com o objetivo de entregar a melhor experiência para o consumidor, diversas empresas estão passando a oferecer novas formas de compras para seus clientes, e outras até mesmo deixando de atender de forma presencial para o formato digital.

De acordo com as pesquisas realizadas pela ABComm o faturamento no comércio eletrônico esse ano deve chegar aos R$ 79,9 Bilhões, o que significa um o crescimento de 16%.

Uma boa parte desse faturamento deverá ser realizada através de dispositivos mobile (Smartphone e Tablets), a estimativa é de que R$ 26,3 bilhões sejam de dispositivos móveis o que faz com que empresários foquem também na experiência do usuário com sites responsivos por isso a importância de que você também utilize um site que pode ser acessado de qualquer dispositivo.

É possível empreender sem a internet?

Recentemente o mercado foi surpreendido com o pedido de falência de uma das maiores redes do varejo de luxo dos Estados Unidos, a loja Barney’s NYC decidiu fechar as portas de diversas lojas que ficavam espalhadas em pontos estratégicos deixando uma dívida de milhões de dólares.


Fonte: https://vogue.globo.com

A maior alegação da rede Barney’s foi que gigantes como Amazon estão tomando o mercado vendendo produtos tanto de luxo quanto produtos populares e conquistando diversos mercados, facilitando para o consumidor adquirir praticamente tudo que deseja.

Esse é apenas um apontamento que devemos levar em consideração de quão importante está o mercado online.

Lembra do título deste artigo?

“Comércio eletrônico será mesmo o futuro? ”

Bem você viu ao longo do artigo que quem deseja empreender com o comércio hoje em dia, precisa atuar de forma online também.

Ainda existe um vasto mercado para atendimento presencial, porém você já consegue perceber que até mesmo compras de comida já estão sendo realizadas de forma digital como Uber Eats, Ifood, Rappi ou compras para abastecer a casa com serviços de entrega realizados pelo próprio mercado ou compras de mercado por assinatura como é o modelo de negócio da Shopper.com.br.

O mercado está de olho na praticidade para o consumidor, e você com certeza não quer ficar de fora não é mesmo?

A diferença pode ser a contabilidade para ecommerce

Hoje existem diversos diferenciais para um ecommerce, desde o tipo de plataforma que utilizada, como por exemplo utilizar o modelo de ecommerce do Mercado Livre, ou plataformas como a Loja Integrada ou até mesmo desenvolvimento interno utilizando Woocommerce ou qualquer outros sistema próprio, essas ferramentas são pequenos diferenciais que varia entre cada ecommerce.

O maior segredo de todos para que um ecommerce tenha sucesso no seu negócio é a parceria com uma contabilidade especializada para ecommerce, neste momento você pode até se perguntar porque um contador seria o diferencial para minha empresa?

Bem aí está o “pulo do gato”, quando você conta com uma contabilidade especializada em ecommerce você não apenas fica protegido com as obrigações da sua empresa declaradas de forma correta, mas, você também consegue evitar o pagamento de impostos duplicados ou indevidos.

Tributação para ecommerce

É muito comum que algumas lojas online façam o pagamento do seu imposto de forma errada, ora por falta de conhecimento, ora porque o sistema não está devidamente configurado com a CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) correta, e não muito difícil de se ver, por conta do profissional contábil que muitas das vezes pode ser um primo ou amigo que não domina de fato todo o processo de um ecommerce.

Quando isso ocorre, o primeiro passo é realizar uma análise para ver a possibilidade de uma possível recuperação tributária, vale dizer que a recuperação tributária é válida para os últimos 5 anos e que a restituição fica sujeita a análise, afinal não tem como recuperar algo quando não for devido não é mesmo?

Agora quando o ecommerce tem uma contabilidade especializada esses riscos são praticamente nulos, uma vez que a contabilidade coloca o empresário a par de todas as regras, possibilidades e configurações necessárias para o sistema de vendas, uma vez que esse sistema será o responsável por emissão das notas fiscais e é através do arquivo xml que a contabilidade irá realizar alguns dos lançamentos contábeis.

Agora com todas essas informações acreditamos que você já tem uma vasta ideia da importância de se fazer presente no mercado de ecommerce e alguns passos importantes que você precisa dar para conseguir melhorar os seus resultados.

Caso você também precise de um serviço de contabilidade especializado em ecommerce, você pode contar com a Brascont, nós oferecemos para os nossos clientes diversos tipos de serviços dentre eles, recuperação tributária, análises e parametrização de sistemas e consultorias.

 

Contabilidade especializada para Autopeças

Não há como negar que a tecnologia trouxe inovação em todas as áreas.
Muitos setores sofreram mudanças e alterações.

O empreendedor do ramo de autopeças sabe o que mudou no seu setor?

Essas mudanças trouxeram vantagens ou desvantagens?

Quais os novos procedimentos exigidos pelo fisco para autopeças?

O varejo de autopeças foi alvo de mudanças tributárias recentes, ele e outros segmentos do mercado.
O recolhimento do ICMS é feito antecipadamente pelo fabricante hoje em dia. É responsabilidade dele.
É do fabricante a responsabilidade da retenção de todo o ICMS devido.

Essa medida trouxe possibilidade para o estado de combater efetivamente a sonegação do ICMS.
E o varejo também tem enfrentado algumas dificuldades relacionadas ao atendimento dos procedimentos de substituição tributária.

Essas regras ajudam muito na competitividade comercial de produtos as empresas que mantém regularidade de pagamento de impostos.

É claro que existem particularidades aplicáveis a cada um dos casos.

Isso também se aplica no momento da emissão e utilização da NF-e.

A NF-e é uma vertente do SPED.

O SPED é o sistema público de escrituração digital.
Ele agrega as notas emitidas.

Essas notas anteriormente eram emitidas de maneira manual e agora são geradas por meios digitais.
Essa medida de automatização de notas fiscais mudou drasticamente o controle e supervisão do fisco.

Isso fez com que as mercadorias partissem a circular através de DANFEs que são Documentos Auxiliares da Nota Fiscal Eletrônica.

Esse documento permite que sejam importados os dados relativos a cada um das notas fiscais que são recebidas ou emitidas.
Para que os pequenos e médios empresários tirem proveito dessas novas tecnologias, como proceder?

Para tirar o devido proveito é necessário que o empresário utilize os recursos que são disponibilizados por esses novos meios.

Na emissão na NF-e, por exemplo, contamos com a agilização no processo de envio e recebimento de notas fiscais.

Alem disso, com a redução significativa dos custos com impressão de talonário e etc.
A emissão de notas fiscais por meios eletrônicos evita muitos problemas, bem como que a empresa tenha notas emitidas sem procedência e possa rejeitar a emissão de notas erradas.

A importação de maneira direta desses documentos evita erros que anteriormente eram comuns na emissão manual e no momento da digitação de livros.

Isso também torna as tarefas mais ágeis e eficientes.
Há também uma equiparação significativa de competitividade tributária na ST.

Isso permite que as empresas pratiquem preços de maneira mais competitiva.
E também exerçam práticas de gestão adequadas, fugindo de práticas duvidosas e erradas.
A certificação digital trouxe maior segurança para o envio e no cumprimento de obrigações acessórias das empresas.

Tudo que esta digitalmente disponível permite consultas rápidas de informações.
E isso ainda evita a inconsistência no recolhimento das empresas.

Enfim, para que o empresário possa tirar mais proveito dessas novas tecnologias será necessária uma orientação para o uso de softwares.

Fale com a brasct por whatsApp

Ele precisa entender como utilizar os equipamentos de informática corretos e de maneira adequada.

Softwares preparados para Autopeças

Os softwares precisam atendem as exigências legais que são aplicáveis.
E ainda possuir assessoria condizente e que possa nortear as suas ações tributárias.
E as novidades não param por ai…

É preciso se preparar para medidas que serão implantadas nos próximos anos.
Há previsão de mudanças ainda mais significativas que envolverão as empresas.

Essas mudanças envolverão a ampliação dessas exigências para todas as empresas, independente de segmento ou porte.

A implantação e uso de etiquetas RFID (Radio-Frequency IDentification), essas etiquetas vão permitir a identificação por radio frequência das mercadorias.

Elas poderão ser fiscalizadas por meio eletrônico.
E no seu transito poderão ser barradas sem verificação manual pelo agente de fiscalização.
Todos esses processos envolvem o cruzamento de dados.

Com a entrega do SPED e com a inteligência tributária é possível chegar mais perto do combate total que envolve a sonegação fiscal.

A empresa tem como exigência estar plenamente adequada a legislação contábil, tributária e fiscal.

E como entender tudo isso mais a fundo?

Como não errar na entrega dessas obrigações e na operação dessas novas tecnologias?
Procure hoje mesmo um escritório contábil especializado.

Somente profissionais com experiência nesse nicho podem te orientar.

Quando opta por um escritório de contabilidade especializado faz uma escolha muito certa.

Pessoas que entendem cada problema que pode surgir e também entendem do seu ramo e consequentemente das suas duvidas podem ser o diferencial do seu negócio.

Não perca mais tempo!
Não corra riscos!

Fale com a brasct por whatsApp

 

Como montar uma loja virtual de autopeças?

Um carro não é apenas um carro. Especialmente para nós, brasileiros, carro é considerado uma de nossas grandes paixões. Somos fascinados por veículos de duas, quatro ou mais rodas. Sabendo disso, muitos empreendedores pensam em vender peças na sua loja virtual.

Afinal, se você possui uma loja física, porque não oferecer produtos da sua loja também pela internet, não é mesmo? Se você pensa assim, saiba que você está certo. Empreender online é uma ótima oportunidade para os negócios. Porém, é necessário saber planejar para que sua marca seja referência no mercado.

Abaixo você vai conferir algumas dicas para montar uma loja virtual de autopeças e conseguir resultados positivos. Não deixe de conferir e boa leitura!

 

Dica #1 de como vender peças na sua loja virtual: conheça o mercado automotivo brasileiro

Para que você atue no setor de autopeças, é necessário que você conheça bem esse segmento. Saiba quanto ele cresce por ano, como são os lucros e os custos, como seus concorrentes atuam e quais os pontos mais concorridos.

Saber disso é fundamental para que consiga definir estratégias quando for fazer o seu plano de negócios. Tendo essas informações de forma clara, você vai conseguir visualizar mais facilmente a melhor forma de atuação.   

 

Dica #2 de como vender peças na sua loja virtual: faça uma análise e descubra quais produtos serão oferecidos

Normalmente, uma loja de autopeças possui uma infinidade de produtos. Talvez, isso até pareça uma vantagem para você, mas depende. Com tantas opções, os seus clientes podem ficar perdidos e acabar abandonando sua loja virtual.

No plano de negócios, faça a definição de quais produtos serão comercializados na sua loja virtual. Nesse ramo, ter uma especialidade é uma excelente estratégia. Por exemplo, você pode criar uma loja de autopeças apenas para carros esportivos.

Dessa forma, você tem mais chances de fazer a sua marca se tornar referência no mercado. Outra dica é tornar a sua loja especializada apenas em carros importados.

O que importa aqui, é fazer com que sua loja não venda de tudo. Se isso acontecer, ela vai acabar sendo “mais do mesmo”, muito genérica. E não é isso que você deseja, correto?

Também é importante que você defina um estoque mínimo para cada produto. A dica é colocar um alerta para quando esse número for alcançado. Tenha um bom relacionamento com seus fornecedores, para que o seu site não fique sem os produtos que você pretende oferecer.



 

Dica #3 de como vender peças na sua loja virtual: escolha a plataforma da sua e-commerce

Uma loja no mundo virtual, apresenta diversas vantagens quando comparada com uma loja física. Por exemplo, o custo é menor, maior visibilidade, maior chance de expandir o negócio, dentre outros motivos.

Porém, é importante conhecer alguns pontos antes de começar um negócio na internet. E um desses pontos é qual plataforma usar. Isso porque cada plataforma possui diferentes ferramentas disponíveis. A dica é pesquisar as opções e definir aquela que mais atende suas necessidades de mercado.  

 

Dica #4 de como vender peças na sua loja virtual: tenha uma loja virtual diferenciada

Você montou o seu plano de negócios. Definiu qual será sua especialidade. Quais produtos serão comercializados na sua loja virtual. Qual plataforma você irá usar para a sua e-commerce. O próximo passo é criar a sua loja virtual.

No mundo da internet as pessoas possuem acesso a qualquer tipo de loja. Por isso, é importante pensar em um diferencial para atrair visitantes para sua loja, afim de torna-los possíveis clientes.

Há quem pense que montar uma loja virtual é apenas bater uma foto, colocar na internet e esperar. Porém, não é bem assim. Para que o seu negócio online tenha sucesso e se diferencie dos demais, é preciso conhecer algumas estratégias. Abaixo você vai conhecer alguns pontos importantes.

 

ABRA SEU E-COMMERCE, CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E FALE COM NOSSOS CONSULTORES

Fale com a brasct por whatsApp

 

Simplifique sua loja

Acredite: no mundo online não basta apenas colocar os produtos à venda. O usuário quer ter uma experiência. E essa experiência precisa ser fácil, simples e agradável. O processo de navegação precisa ser simples para que o cliente chegue até a etapa final: concluir a compra.

Muitas lojas não conseguem alcançar os seus objetivos por serem muito complexas. Porém, é preciso lembrar que você está montando uma loja que será acessível para qualquer pessoa. E isso vale desde para pessoas que estão fazendo sua primeira compra para até pessoas experientes em compras online.

 

Utilize técnicas de SEO

SEO são estratégias para que sua página apareça nas primeiras páginas dos buscadores, como o Google. Ter o seu site na primeira página do Google, faz com que as chances de o usuário entrar na sua loja sejam muito grandes.

Para isso, é importante que você invista nesses pontos:

  • Tenha um site responsivo, ou seja, que o usuário consiga abrir em qualquer tamanho de tela, como smartphones, tablets e computadores. Dessa forma, o acesso será mais fácil e o usuário conseguirá visualizar sua loja por completo.
  • Pesquise as melhores palavras-chave para que sua página seja bem referenciada. Coloque essas palavras-chave nos títulos e no conteúdo da sua loja virtual. Mescle entre palavras-chave de alta concorrência e também específicas.
  • Crie um blog e disponibilize conteúdo de qualidade e relevante para o seu cliente. Você aumenta a credibilidade da sua marca, atrai mais clientes e aproxima ainda mais o seu público do seu negócio. Atualize o blog com frequência e disponibilize sempre conteúdos originais.

 

Tenha atenção no visual da sua loja e na qualidade das fotos

Lembre-se que na internet, os clientes não vão conseguir tocar no produto para saber se ele é bom ou não. Eles vão definir isso apenas pela imagem que está aparecendo para eles. Por isso, invista em fotos com boa qualidade e, se for possível, mostre vídeos ou mais detalhes do produto.

Na loja virtual também é preciso ficar atento nos botões principais, como o “comprar”. Essas opções precisam estar em destaque para que chame a atenção do consumidor, convidando-o a colocar no carrinho de compras.

Agora você sabe como vender peças na sua loja virtual. Siga nossas dicas para alcançar resultados positivos no mundo online.

 

Fale com a brasct por whatsApp